Rio 450 anos

Uma seleção de pratos consagrados nas mesas cariocas

Do picadinho ao filé à oswaldo aranha, um roteiro pela tradicional gastronomia do Rio através dos nove endereços a seguir 

Por: Fabio Codeço

Alvaro’s

Endereço com mais de cinquenta anos no Leblon, é conhecido pela regularidade na cozinha. Entre as receitas com camarão, o preparo à pomme d’or traz o crustáceo envolvido em molho branco com maçã, acompanhado de arroz de amêndoas (R$ 115,00). Aos sábados entra em cena a famosa feijoada, oferecida por R$ 85,00. Os pedidos chegam em porções generosas para, pelo menos, dois comensais. Em tempo: não deixe de beliscar um pastel de queijo (R$ 4,50 a unidade) enquanto espera pelo prato. Avenida Ataulfo de Paiva, 500, Leblon, ☎ 2294-2148/2194 (87 lugares). 11h/2h. Cc: todos. Cd: todos. Estac. c/manobr. Couvert: R$ 15,00 (porção). ⑤ ② ↔Aberto em 1963. $$

Adega do Cesare

Adega do Césare_Filé ao alho e óleo_Lipe Borges
O clássico preparo à oswaldo aranha: em cartaz na Adega do Cesare (Foto: Lipe Borges)

Com mais de 45 anos de funcionamento, a casa tem cardápio variado e extenso, com foco em receitas tradicionais. Entre as opções de prato principal, oferecidas em fartas porções para pelo menos duas pessoas, figuram o medalhão de filé-mignon, guarnecido de arroz à piemontesa com bacon (R$ 80,00), e a picanha à oswaldo aranha (R$ 89,00), que chega sem invencionices: coberta de alho e acompanhada de batata portuguesa, arroz e farofa de ovo. Sem maiores surpresas, a ala de sobremesas oferece sugestões como musse de chocolate (R$ 8,00). Rua Joaquim Nabuco, 44, lojas A e B, Copacabana, ☎2523-1429/0467 (72 lugares). 11h/0h. Cc: todos. Cd: todos. Couvert: R$ 15,50 (porção). ⑤②↔ www.adegadocesare.com.br. Aberto em 1968. $$

Bistrô Villarino

Trata-se da versão mais requintada da tradicional Casa Villarino, a histórica uisqueria onde Tom Jobim e Vinicius de Moraes foram apresentados. A ala mais consistente do cardápio sugere receitas como risoto de rabada com agrião (R$ 74,00) e o arroz de pato assado em vinho tinto com morcela, chouriço, azeitonas pretas e queijo parmesão (R$ 75,00). Numa bem elaborada carta de meias garrafas de vinho, o sommelier Leon Harte indica rótulos como o Garage Carménère 2012 (R$ 44,00), um tinto chileno. Avenida Rio Branco, 180, loja B, Centro, ☎ 2220-9571, ↕ Carioca (102 lugares). 12h/22h (fecha sáb. e dom.). Cc: todos. Cd: todos. Couvert: R$ 15,00 (individual). ✼⑤ ⑥ (R$ 80,00). ②www.bistrovillarino.com.br. Aberto em 2007. $$

Café Lamas

Endereço histórico, a casa, que completou 140 anos em 2014, já teve como fregueses personalidades como o presidente Getúlio Vargas, o jurista Rui Barbosa e o escritor Machado de Assis. O saboroso pastel de queijo (R$ 4,00 a unidade) pode abrir caminho para clássicos como filé ao metrô, servido com dois ovos fritos, arroz, farofa de ovo e batata frita, além de salada de palmito, alface, tomate e cebola (R$ 97,00). É o mesmo preço cobrado pelo filé à francesa, um hit. Ambos servem, no mínimo, duas pessoas. Rua Marquês de Abrantes, 18, Flamengo, ☎ 2556-0799 (240 lugares). 9h30/2h30 (sex. e sáb. até 4h). Cc: todos. Cd: todos. Couvert: R$ 17,00 (porção). ⑤ ⑥ ② www.cafelamas.com.br. Aberto em 1874. $$

Degrau

Com horário de funcionamento que vara a madrugada, a casa já foi reduto de escritores, jornalistas e artistas. Comece pedindo o pastel de camarão (R$ 5,80), o quitute mais elogiado pelos frequentadores. Adiante, uma boa aposta para o prato principal é o medalhão ao molho de champignon acompanhado de arroz à piemontesa (R$ 78,00). Na ala dos pescados, o filé de linguado à belle meunière, coberto por molho de manteiga, alcaparras e champignon, vem escoltado por batata corada e arroz com brócolis (R$ 89,90). Aos domingos, o cozido (R$ 85,00) é a estrela. Todas as porções são para duas pessoas. Avenida Ataulfo de Paiva, 517, Leblon, ☎ 2259-3648 (204 lugares). 11h/2h. Cc: todos. Cd: todos. Couvert: R$ 32,00 (porção) ⑤⑥ (R$ 25,00) ② ↔ www.restaurantedegrau.com.br. Aberto em 1968. $$

Galeto 183

Ícone da gastronomia carioca, o angu do gomes é preparado na casa com base na receita original, passada de próprio punho por João Gomes, filho do inventor, à comandante do negócio, Ana Campos. Servida sempre às quartas, por R$ 25,00, a iguaria consiste em um prato de polenta cremosa e, em outra travessa, o ragu de rabada e miúdos muito bem temperado. Outra especialidade é o galeto assado na brasa (R$ 15,00). Guarnecido de arroz, feijão, farofa, fritas e molho à campanha, o pedido sai por R$ 26,00. Rua de Santana, 183, Centro, ☎ 2252-3914 (50 lugares). 6h/21h (sáb. até 17h; fecha dom.). Cd: todos. ⑤⑥ Aberto em 1981. $

Málaga

Apesar do nome, inspirado na cidade espanhola, o cardápio reúne receitas não só daquele país, mas clássicos de outras pátrias. Da tradicional cozinha portuguesa, raiz da gastronomia carioca, é possível provar a posta de bacalhau assada com brócolis, cebola, ovo, alho e batata cozida (R$ 110,00). Às quartas, o prato sai por R$ 90,00. Na quinta é a vez do famoso leitão à bairrada, servido com batata corada e farofa de alho (R$ 110,00) — é necessário reservar. A combinação de goiabada com catupiry (R$ 17,00) encerra a refeição. Rua Miguel Couto, 121, Centro, ☎ 2253-0862(120 lugares). 11h/21h (fecha sáb., dom. e feriados).Cc: todos. Cd: todos. ✼⑤ Couvert: R$ 15,00 (individual) ② ↔ www.malaga.com.br. Aberto em 1995. $$

Nena

20140814_VR_0155_Alta_CredTomasRangel
O picadinho na versão do Nena (Foto: Tomás Rangel)

Depois de percorrer um  longo corredor, o visitante chega ao salão amplo, de pé­-direito alto, decorado com esmero. Ao se acomodar, o comensal é agraciado com um amuse-bouche (um agrado da chef como couvert) e uma jarra de água aromatizada, também cortesia. Para a etapa principal, serve receitas brasileiras com toques próprios — as sugestões mudam diariamente, mas, a pedido dos clientes, o picadinho carioca (R$ 29,90) ganhou lugar fixo no menu de quinta-feira. Na versão da chef Dominique Haze, o tradicional prato é guarnecido por um original vinagrete de banana, além de farofa de ovo, pastel de queijo e arroz.  Rua da Lapa, 24, Lapa, ☎3497-6490 (86 lugares). 11h30/15h30 (fecha sáb. e dom.). Cc: todos. Cd: todos. ② Aberto em 2014. $

Rio Minho

Mais longevo restaurante da cidade — completou 130 anos em outubro —, é o berço de invenções culinárias como a sopa leão veloso, adaptação tropical da bouillabaisse francesa, preparada com caldo de cabeça de peixe e camarão, polvo, lula e mexilhão (R$ 187,00; R$ 123,00 a meia porção). Também chegam à mesa pratos como o misto de frutos do mar grelhados à moda do chef: filé de cherne, polvo, camarões VG, cavaquinha, mexilhões e lulas acompanhados de arroz de brócolis, batata corada e alho frito (R$ 198,00; R$ 132,00 a mei­a porção). Em tempo: em férias coletivas, a casa retoma suas atividades na quarta (4). Rua do Ouvidor, 10, Centro, ☎ 2509-2338 (108 lugares). 11h/16h (fecha sáb. e dom.). Cc: todos. Cd: todos. Couvert: R$ 21,00 (porção). ⑤ ⑥ (a partir de R$ 30,00). Aberto em 1884. $$

Fonte: VEJA RIO