Menus renovados

Conheça novidades recém-lançadas em catorze casas

Do português ao francês, passando pelo restaurante de culinária natural, confira uma seleção de endereços que acabam de criar novas receitas no cardápio

Por: Fabio Codeço - Atualizado em

Adegão Português

Adegão Português_Costeleta suína à Oswaldo Aranha
Sugestão do menu executivo: em cartaz na unidade da Barra (Foto: Divulgação)

Filial da casa portuguesa nascida em São Cristóvão, a unidade do Rio Design Barra acaba de lançar um atraente menu executivo. O serviço elenca pratos em tamanho individual a preços mais em conta e, diferentemente do que acontece na maioria das vezes, está disponível todos os dias, incluindo o fim de semana, tanto no almoço quanto no jantar. Uma sugestão da lista é a costeleta de porco à oswaldo aranha (R$ 34,00), preparo clássico em que a carne é coberta por alho frito e guarnecida de arroz, farofa e batata portuguesa. Outra opção, o bacalhau ao dom rodrigo (assado e servido com alho, tomate, cebola, batata ao murro e brócolis), clássico do cardápio regular, sai a R$ 69,90.

BioCarioca

Empreitada dos chefs Thiago Andrade e Bruno Moliné, a casa, com unidades em Copacabana, na Barra e no Centro, investe em culinária vegetariana. A dupla incluiu novos pratos de massa no cardápio, disponíveis todos os dias. Um deles é o nhoque de inhame, que pode vir coberto por molho de tomate e manjericão fresco (R$ 34,90) ou por cogumelo seco (R$ 42,90). Outra dica, o penne rústico (R$ 32,90) leva mussarela de búfala, tomate-cereja, azeitona preta e manjericão.

Bráz

Bráz
Pizza do queijeiro: novidade (Foto: Carol Milano)

Já é praxe na pizzaria o lançamento de um novo sabor a cada estação. A estrela desta temporada atende pelo nome de pizza do queijeiro (R$ 61,00 a média, R$ 69,00 a grande), referência a Bruno Cabral, da mercearia paulistana Mestre Queijeiro. É de lá que vem o queijo raclete usado na cobertura, ao lado de mussarela e tomate marinado em alho e ervas. Quem quiser ficar com um clássico local, faz boa escolha pedindo a caprese: pizza de cobertura crua (só a massa é assada), feita de mussarela de búfala artesanal, tomate, manjericão e pesto de azeitona preta (R$ 67,00 e R$ 75,00). Na sobremesa, prove o ótimo brigadeiro de colher (R$ 10,00).

Comedoria

Comedoria_ Feijoada_ crédito Berg Silva
Feijoada: novidade para o almoço de sábado (Foto: Berg Silva)

Endereço no Leblon da chef Kátia Barbosa, dona do prestigiado Aconchego Carioca, a casa também arejou o cardápio com criações mais recentes da mestre-cuca. Entre elas, um apetitoso arroz de frutos do mar, feito com polvo, lula, camarão e peixe, refogados com cebola, tomate e pimentão (R$ 85,90). Outra boa-nova, a feijoada (R$ 69,90) está sendo servida diariamente. O prato, que leva paio, carne-seca, linguiça, lombo e costelinha, chega acompanhado de batidinha de limão, laranja, couve, farofa com bacon e torresmo. Ambos os pedidos satisfazem duas pessoas.

Fiammetta

Em salões aconchegantes, com paredes de tijolos, iluminação suave e decoração rústica, a pizzaria prepara redondas saborosas. Uma dica traz, além de molho de tomate e mussarela, calabresa, cebolinha confitada e pimenta­-biquinho (R$ 64,90 a média; R$ 69,90 a grande). A carta de sobremesas ganhou duas novas sugestões: torta de pera com amêndoa (R$ 27,90) e tor­ta-musse de chocolate (R$ 24,90).

Formidable Bistrot

Segunda empreitada do chef Pedro de Artagão — que na última edição do especial COMER & BEBER, publicado por VEJA RIO, abocanhou o prêmio de chef do ano e de melhor menu degustação com o Irajá —, o endereço reproduz a atmosfera agradável dos bistrôs parisienses. O cardápio, escrito em um quadro-negro, traz sempre alguma surpresa. Atualmente é possível começar o percurso pela tradicional salada de chèvre chaud (queijo de cabra quente) com folhas e beterraba. Para depois, são pedidas inéditas o entrecôte suíno com cebola assada e o turnedô au poivre vert, servido com batata gratinada. Separadamente, as sugestões têm pre­ço-padrão: R$ 42,00 (entrada), R$ 78,00 (prato) e R$ 36,00 (sobremesa). Pelo serviço completo (entrada, prato e sobremesa) são pagos R$ 125,00.

Hollandaise

Hollandaise_Tagliatelle Nero ao Mare_crédito Filico (2) corte
A massa acaba de chegar ao menu da casa (Foto: Filico)

No salão aconchegante, construído com muita madeira de demolição e vidro, ou na agradável varanda com ampla vista para a Praia da Barra, o comensal prova pratos do chef Marcelo Lira, que investe na culinária internacional. Entre as pedidas recém-chegadas, a musseline de batata-baroa com camarão, alho-poró, cebola, queijo mussarela e croûton temperado (R$ 49,00) é uma saborosa dica de entrada. Na etapa seguinte, uma nova sugestão entre as massas traz tagliatelle negro artesanal envolvido em molho de polvo, lula, mexilhão, camarão, rúcula e tomate-cereja (R$ 74,00).

L’Entrecôte de Paris

L'Entrecote web_2535_Berg Silva
Para variar na entrada: o steak tartare é pedida exclusiva de Ipanema (Foto: Berg Silva)

Com um único prato principal no cardápio — contrafilé fatiado, coberto de molho saboroso e ladeado por batata frita e salada (R$ 48,60 no almoço de segunda a sexta, até as 15h, e R$ 59,80 nos demais dias e horários) —, o restaurante costuma variar as sugestões de entrada e sobremesa para agradar a clientela. A unidade de Ipanema tem novidades na primeira seção do menu. Agora o comensal pode optar também pelo brie gratinado com damasco (R$ 29,00) ou pelo clássico steak tartare (R$ 45,00), preparado à mesa. Na Barra, uma nova alternativa no abre-alas é a salada saison, feita de folhas verdes, croûton, queijo brie, damasco, cevadinha e molho de mostarda com mel (R$ 39,90).

Mauá

Camarão e Ravioli
Camarão e ravióli de banana-da-terra: para o prato principal (Foto: Divulgação)

No alto do Museu de Arte do Rio, com mesas que oferecem vista para o entorno em transformação na Zona Portuária, o ponto serve menu apetitoso, marcado por pratos brasileiros de preparo esmerado. O chef Marcones Deus incrementou o cardápio com apetitosas criações. Para começar, o mestre-cuca baiano sugere creme de milho verde com camarão (R$ 38,00). O crustáceo, mais graúdo, abundante e barato nesta época do ano, também pode vir grelhado, acompanhado de ravióli de banana-da-terra na manteiga de garrafa, castanha-de-caju e ervas brasileiras (R$ 98,00). Para encerrar, arroz-doce ao molho de caramelo com crocante de castanha (R$ 19,00).

Naturalie Bistrô

Naturalie Bistrô Polenta Napoleão crédito TomasRangel
Polenta em três versões: nova pedida na casa de comida natural (Foto: Tomás Rangel)

Endereço de comida natural em Botafogo, um porto seguro para os vegetarianos, a casa é comandada pela chef Nathalie Passos. Ela prepara receitas saborosas, feitas com insumos sazonais e, sempre que possível, orgânicos. Para a temporada de inverno Nathalie criou, por exemplo, a polenta napoleão, dica de entrada que consiste em três versões da receita italiana (tradicional, tomate e espinafre) en­tre­mea­das com ricota de cabra (R$ 32,90). A ala doce também apresenta novidades, a exemplo da canjica com leite de amêndoa, coco e granola opcional (R$ 13,90).

Pobre Juan

Pirarucu corte
Alternativa às carnes: pirarucu, palmito, farofas de urucum e couve (Foto: Julia Rodrigues)

Especializado em carnes à la carte, a casa, com unidades no Fashion Mall e no Villagel Malle, oferece alternativas aos suculentos cortes. Uma opção lançada neste mês, o pirarucu (R$ 82,40), peixe amazônico grelhado na brasa, vem acompanhado de palmito pupunha ao molho de ervas com alcaparrões, farofa de urucum e couve crocante. Pensando nos carnívoros, a chef Priscila Deus incluiu também a costilla rústica, costelinha de porco confitada e grelhada, acompanhada de batata rústica e molho reduzido do próprio cozimento (R$ 74,90;  R$ 59,40, meia-porção). O granchorizo (R$ 189,90), um corte de 800 gramas do bife de chorizo, pode ser partilhado por até três pessoas, se a fome não for muita.

Pomar Orgânico

A chef Andrea Henrique, especialista em culinária natural, comanda a casa de atmosfera bucólica. Uma novidade no menu de sábado, a feijoada vegana (R$ 49,50) leva feijão, funghi seco, tofu defumado e legumes. O prato apetitoso é servido com as guarnições de arroz integral, couve orgânica ao alho, farofa de açafrão e purê de abóbora. Antes dele, é possível abrir os trabalhos provando o caldinho de feijão (R$ 13,00), também isento de carnes. Outra criação recente, o hambúrguer de cogumelo com salada e maionese de castanha-de-caju (R$ 35,00) é montado em pão sem glúten. O pedido chega à mesa escoltado por batata-doce palito.

Salitre

Stinco de cordeiro
Stinco de cordeiro: novidade no endereço de Ipanema (Foto: Ana Branco)

Supervisor das duas unidades, o chef francês Christophe Lidy incluiu diversas novidades no cardápio. No abre-alas, uma boa sugestão é a salada de lentilha francesa du puy, servida com peito de pato defumado (R$ 39,00). Quem for de risoto pode ficar, na etapa seguinte, com a receita feita de arroz negro e lula (R$ 62,00). Mais consistente, o stinco de cordeiro (R$ 69,00) consiste na canela do animal cozida lentamente em molho repleto de legumes, vinho e especiarias, servida ao lado de cuscuz marroquino. Encerre a investida com o moelleux de chocolate (um petit-gâteau), escoltado por purê de banana e sorvete (R$ 22,00).

Villa 106

Villa 106_Barriga de porco crocante_Crédito Mariana Lima
Barriga de proco e polneta: entre as novas sugestões (Foto: Mariana Lima)

Novidade na repaginada Rua do Senado, a casa serve cardápio  influenciado pelas escolas culinárias do Mediterrâneo em geral e da Itália em particular. Entre as receitas recém-chegadas preparadas pelo chef Alberto Seguro, uma sugestão para começar os trabalhos é a sopa de raízes com presunto de Parma crocante (R$ 20,00). Adiante, é possível optar pela barriga de porco ao molho ferrugem guarnecida de polenta (R$ 38,00). Opção para quem quer pegar mais leve, o prato de tilápia com tapenade e arroz cremoso de alho-poró custa R$ 38,00.

Fonte: VEJA RIO