RESTAURANTES

Coccinelle

No charmoso bistrô no Arco do Teles, o restaurateur francês Yves Roquemaurel e sua esposa, a chef japonesa Maya, seguem a filosofia de usar ingredientes locais e orgânicos

Por: Fabio Codeço - Atualizado em

COMIDA ✪✪✪ | AMBIENTE ✪✪✪ | SERVIÇO ✪✪✪

Fernando Lemos
(Foto: Redação Veja rio)

No charmoso bistrô no Arco do Teles, o restaurateur francês Yves Roquemaurel e sua esposa, a chef japonesa Maya (ou Madame Coccinelle, como ela prefere), seguem a filosofia de usar ingredientes locais e orgânicos. Como alternativa ao enxuto cardápio, com poucas pedidas fixas, a dupla costuma promover festivais temáticos. Desde a última terça (21) está em cartaz um menu inspirado na culinária do Vietnã. São pratos como o saboroso steak tartare indochina (R$ 52,00), cortado na ponta da faca, acrescido de gergelim e broto de alfafa, ladeado por chips de batata-doce (que vieram gordurosos e molengas). A reduzida carta de vinhos é sempre uma surpresa, com rótulos franceses biodinâmicos, de pequenos produtores. Acompanhou o pedido o tinto Domaine Rolet Arbois Rouge 2005 (R$ 27,00 a taça), da região de Jura, que produz vinhos exóticos, com uvas locais (nesse caso, poulsard e trousseau, além de pinot noir). O saboroso curry de cordeiro (R$ 44,00), servido com couve e arroz misturado a abobrinha e cenoura, foi escoltado pelo Domaine Bott-Geyl Gentil d?Alsace 2012 (R$ 23,00 a taça), branco da Alsácia feito a partir das uvas muscat, riesling, sylvaner, pinot blanc e pinot gris, o equilíbrio perfeito para a ardente receita.

Travessa do Comércio, 11, Centro, ☎ 2224-8602 (55 lugares). 11h30/18h (fecha dom.). Cc: todos. Cd: todos. Couvert: R$ 11,00 (a porção). ⑤ Aberto em 2011. $

Fonte: VEJA RIO