RESTAURANTES

Para levantar a taça

Novidade no Leblon, Bottega del Vino oferece ótima seleção de vinhos e cardápio esmerado

Por: Fabio Codeço - Atualizado em

COMIDA ✪✪✪ | AMBIENTE ✪✪✪ | SERVIÇO ✪✪✪

roteiro-restaurantes-abre.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Proprietários do bem-sucedido Duo, na Barra, o maître Nicola Giorgio e o sommelier Dionisio Chaves se lançam em nova empreitada. Na Rua Dias Ferreira, eles tocam, desde 26 de dezembro, o Bottega del Vino, endereço que já atrai numerosa clientela, sobretudo no turno da noite. Além do ponto, contam a favor a tarimba da dupla e o simpático perfil do negócio, mais descontraído, nos moldes de um típico bar à vin.

Quatro máquinas Enomatic garantem a oferta de vinhos em taça. A ótima seleção de rótulos foi feita por Chaves, eleito o sommelier do ano no especial ?Comer & Beber 2011/2012?, publicado por VEJA RIO. Completam o programa receitas de sotaque italiano preparadas sob os cuidados do talentoso chef Pedro Pecego. No jantar, pratos em porção de degustação permitem um percurso por diferentes sabores. O ovo poché sobre pavê de batata e aspargos verdes, temperado por azeite de trufa (R$ 26,00), e a costela suína guarnecida de purê de feijão-branco e alecrim (R$ 22,00) são dois acertos. Pratos mais robustos, o fusilli com linguiça e cogumelo porcini (R$ 52,00) e o risoto de pato (R$ 56,00) vieram perfeitamente cozidos.

Sugestão: abra os trabalhos com uma taça do prosecco Bottega Dei Poeti Rosé (R$ 20,00). Bom para o verão, o delicioso branco francês Roux Père et Fils 2009 (R$ 160,00 a garrafa) vale cada centavo. De uva chardonnay, feito na Borgonha, é fresco e frutado, sem as notas de madeira presentes em boa parte dos exemplares produzidos com a casta. No almoço de segunda a sexta, vigoram dois menus: leggero (R$ 44,00), com couvert, entrada e prato principal; e armonico (R$ 60,00), que inclui ainda uma taça de vinho.

Bottega del Vino. Rua Dias Ferreira, 78, Leblon, ☎ 2512-6526 (80 lugares). 12h/1h. Cc: todos. Cd: todos. Estac. c/ manobr. (R$ 12,00). ? ⑤ ⑥ (R$ 70,00). Aberto em 2011. $$$

Fonte: VEJA RIO