RESTAURANTES

Pratos na adega

A aposta da loja de vinhos Cavist no serviço de cozinha ainda precisa de ajustes para proporcionar melhor experiência à mesa

Por: Fabio Codeço - Atualizado em

COMIDA ✪✪ | AMBIENTE ✪✪✪ | SERVIÇO ✪✪

Ricardo Bhering/divulgação
(Foto: Redação Veja rio)

Nos quatro endereços de decoração arrojada, o comércio de vinhos, negócio principal, divide as atenções com o serviço de restaurante. Com exceção da unidade no VillageMall, os cardápios da Cavist passaram por uma transformação quase total, através da renovação de 90% das receitas oferecidas. Postos à prova no último dia 21, em Ipanema, os pedidos recém-chegados pecaram em alguns detalhes. A começar pelo tartare de hadoque, cortado em cubos um tanto grosseiros, servido no copo sob creme de aspargos (R$ 32,00). Em seguida, a galinha- d?angola, escoltada por polenta cremosa e saboroso molho de shimeji, escorregou no ponto da ave, meio dura e pouco úmida (R$ 59,00). Já o polvo à provençal, embora econômico no azeite e no alho que caracterizam o preparo, apresentou boa textura, ao lado de arroz de brócolis e palha de batata-baroa crocante (R$ 75,00). Entre os vinhos, vendidos ao preço de prateleira, prove o italiano Memoro branco (R$ 84,00): ótima pedida, reúne uvas de quatro regiões da Itália (viognier, da Sicília, chardonnay, do Trentino, vermentino, da Maremma, e pecorino, do Marche).

Rua Barão da Torre, 358, Ipanema, ☎ 2123-7900 (110 lugares). 12h/0h (fecha dom.). Cc: todos. Cd: todos. Estac. c/manobr (R$ 15,00) ⑤ ↔ www.cavist.com.br. Aberto em 2011. $$$

Fonte: VEJA RIO