Uma uva

A uva malbec é tema de eventos ao redor do mundo

De origem francesa, mas bem adaptada aos campos da Argentina, a casta inspira festivais nestas duas casas cariocas 

Por: Fabio Codeço - Atualizado em

Pobre Juan 

481 Burguer
481 burger: companhia para o Chento Vineyard Selection Malbec (Foto: Divulgação)

O prestigiado reduto especializado em carnes à la carte aderiu às comemorações. Até o dia 30, oferece três opções de harmonização elaboradas pelo sommelier Diego Arrebola, usando vinhos argentinos feitos com uva malbec. Em uma delas, o pedido do monumental prime rib (corte especial com osso da parte mais nobre do lombo bovino), guarnecido de musseline de batata, acompanhado de uma garrafa do Alma Negra Malbec, sai a R$ 244,90. Outra sugestão reúne dois hambúrgueres (novidade no cardápio, a receita leva maionese de chorizo ibérico, queijo gruyère e rúcula), batata frita, ket­chup de goiabada e, para harmonizar, uma garrafa do Chento Vineyard Selection Malbec (R$ 180,90). Em ambos os casos o pedido serve duas pessoas.  

+ O vinho é destaque de dois jantares harmonizados

+ Janaina Rueda e Danio Braga cozinham no Rio

Vintage

mignon com juliene divulgação eduardo duarte
Filé-mignon com juliene de legumes: uma das sugestões do Vintage (Foto: Eduardo Duarte)

Bistrô da loja Grand Cru da Barra, o ponto oferece, na sexta (17) e no sábado (18), no jantar, sugestões especiais para a ocasião. Para o prato principal, a dica é o bife ancho ao molho chimichurri, servido com farofa de milho (R$ 85,00) e, para adoçar, minichurros de doce de leite caseiro (R$ 16,00). Para acompanhar, duas dicas são o chileno Koyle Malbec Biodinâmico (R$ 70,00) e o argentino Pulenta La Flor Malbec (R$ 68,00). Também na sexta (17), no almoço, um menu degustação dedicado às mulheres será preparado pela chef Lívia Monteiro por R$ 110,00 (entrada, prato e sobremesa). Uma opção para a etapa principal será o hambúrguer de frango guarnecido de quinoa, mostarda de Dijon e cebola caramelada com maionese de abacate, tomate assado, queijo feta e rúcula. 

Fonte: VEJA RIO