literatura uruguaia

Obra de Eduardo Galeano é celebrada em palestra

Eric Nepomuceno analisa prosa do autor de As Veias Abertas da América Latina. Confira as outras dicas

Por: Jana Sampaio

Eduardo Galeano
Eduardo Galeano (Foto: Divulgação)

Além do encontro em homenagem à Eduardo Galeano, nesta quinta (3), dia em que o escritor urguaio completaria 75 anos, a exposição Orquídeas no Jardim leva mais de 100 exemplares da espécie ao Jardim Botânico. Confira também a programção do Festival de Cultura Cigana e onde assistir a palestra "Cristãos e muçulmanos como minoria", do correpondente internacional Guga Chacra.

Confira abaixo o local dos passeios da semana:

Orquídea no Jardim Botânico
Nova edição do evento Orquídea no Jardim Botânico (Foto: Divulgação)

  • O programa do Festival de Cultura Cigana, que acontece neste domingo (30), inclui palestras e workshops sobre temas como leitura de mãos e decifração de sonhos.
    Saiba mais
  • Com experiência profissional em países como Egito, Síria, Palestina, Turquia e na Faixa de Gaza, o jornalista Guga Chacra ministra a palestra “Cristãos e muçulmanos como minoria”. De Nova York, o correspondente compara, por teleconferência, a situação de cristãos no Oriente e de muçulmanos no Ocidente.
    Saiba mais
  • Autor de A Memória de Todos Nós (2015), Eric Nepomuceno analisa a obra de Eduardo Galeano no dia em que o escritor uruguaio completaria 75 anos. Responsável por introduzir seus livros no Brasil, Nepomuceno aborda novas análises possíveis sobre a prosa e o olhar apurado do autor de As Veias Abertas da América Latina (1971).
    Saiba mais
  • Exemplar carioca, que só nasce nas montanhas da cidade, a Laelia lobata poderá ser admirada na nova edição da exposição Or¬quí¬deas no Jardim. Parte da agenda cultural do Rio, o evento exibe cerca de 100 espécies. Com exceção do curso de cultivo, na sexta (4) e no sábado (5), às 10h e às 15h (R$ 100,00), e da Oficina de Ilustração Botânica, no sábado (5), de 9h30 a 12h30 (R$ 60,00), todas as atividades são gratuitas.
    Saiba mais

Fonte: VEJA RIO