diversão

Confira 42 atrações gratuitas para curtir o fim de semana

Um guia com programas para se divertir sem gastar dinheiro, com teatro, shows, exposições e muito mais

Por: Redação VEJA RIO - Atualizado em

FESTAS

Disritmia

Disritmia
Disritmia volta ao Leme (Foto: Patrick Gomes)

A festa volta à Pedra do Leme para um preview da próxima temporada de verão, que está em campanha de financiamento coletivo no Catarse para ser realizada. Comandado pela DJ Lili Prohmann, o evento gratuito une o melhor da música brasileira ao pôr do sol com vista para a Praia de Copacabana, com repertório que vai desde clássicos da MPB a novas descobertas no cenário da música regional brasileira. Esta edição tem participação especial do DJ Lencinho, do Circo Voador.

Praça Almirante Julio de Noronha, Leme. Sábado (6), 16h20. Grátis. Em caso de chuva o evento será cancelado.

Morro em Festa

Leandro Sapucahy
Leandro Sapucahy: sambista é uma das atrações gratuitas do evento (Foto: Divulgação)

O morro do Vidigal é palco de uma extensa programação musical. O festival ocupa o local, na sexta (5) e no sábado (6), com festas e shows que acontecem de forma simultânea na comunidade. As atrações no Campinho terão entrada gratuita. Clique aqui para saber mais.

+ Confira mais festas que agitam o Rio

SHOWS

Trem do Samba

ivone-lara.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Em meados dos anos 90, o tributo ganhou a forma que tem até hoje — e só fez crescer desde então. A intenção de seu criador, Marquinhos de Oswaldo Cruz, era homenagear bambas pioneiros, como Paulo da Portela (1901-1949), que cantavam no trem, na volta para casa. Na 19ª edição do Trem do Samba, que acontece no sábado (6), cinco trens, com atrações musicais em cada um dos seus oito vagões, vão fazer o trajeto entre a Central do Brasil e o bairro de Oswaldo Cruz. A festa começa a esquentar às 15 horas, em um palco montado na própria Central, com apresentações de nomes como Nelson Sargento e Wilson Moreira. A primeira das composições parte às 18h04. No subúrbio, mais três palcos aguardam os foliões. Nomes da nova geração, como Hamilton de Holanda e o Grupo Arruda, dividirão espaço com bambas como o próprio Marquinhos de Oswaldo Cruz, Tantinho da Mangueira, Hamilton de Holanda e Dona Ivone Lara, a grande homenageada de 2014. Confira a programação completa em www.tremdosamba.com.

Trem do Samba. Palco Acreditar, Central do Brasil, a partir das 13h. Palco Sonho Meu, Rua João Vicente, a partir das 19h. Palco Canto de Rainha, Rua Átila da Silveira, a partir das 19h. Palco Alvorecer, Praça da Portela, a partir das 19h. Grátis, mediante a doação de 1 quilo de alimento não perecível.

Chorando Baixinho

A apresentação faz parte do projeto Nos Trilhos da Música, no qual grupos formados por alunos e colaboradores da Escola de Música Villa-Lobos convidam o público a embarcar em uma viagem sonora por diferentes gêneros musicais. Neste domingo (7), o público pode apreciar um dos gêneros mais populares da música brasileira. Homenageando Jacob do Bandolim, a Escola de Música Villa-Lobos criou o “Chorinho Jacob do Bandolim”. O grupo Chorando Baixinho comanda essa estação.

Biblioteca Parque Estadual (BPE), Auditório Darcy Ribeiro. Avenida Presidente Vargas, 1261, Centro. Domingo (7), 13h. Os ingressos devem ser retirados no local com uma hora de antecedência.

Chorinho na Praça

Chorinho na Praça
Chorinho na Praça (Foto: Divulgação)

Genuinamente brasileiro e com raízes no subúrbio do Rio, o chorinho é um gênero musical que usa como base instrumentos, como violão, cavaquinho e flauta, tendo seus músicos conhecidos como chorões. Durante o Chorinho na Praça, o público poderá conferir algumas releituras de clássicos desse ritmo, que conquista fãs por todo o país.

Santa Cruz Shopping. Rua Felipe Cardoso, 540, Santa Cruz. Tel: 2418-9400. Domingo (7), 18h.

Quarteto Bruno Lara

O grupo faz apresentação do novo show Blue Lounge, com repertório variado que inclui canções como All Blues (Miles Davis), Insensatez (Tom Jobim/Vinícius de Moraes), Stella by Starlight (Victor Young/Ned Washington), Samba Azul (Bruno Lara) entre outros sucessos conhecidos do grande público.

Parque das Ruínas. Rua Murtinho Nobre, 169, Santa Teresa. Sábado (6), 17h. Grátis.

+ Confira mais shows em destaque na cidade

TEATRO

Iscas para Amansar Falcões

iscas
Iscas para Amansar Falcões (Foto: Elisa Mendes)

Durante os meses da ocupação, o diretor e dramaturgo Fabiano de Freitas coordenou a segunda edição do projeto DNA - Dramaturgia Novos Atores, que originou a peça, em uma criação coletiva. O resultado é um mosaico diverso de cenas de vários estilos, com ficções em relação à própria Dulcina de Moraes, uma artista política por excelência.

Teatro D​ulcina (300 lugares). Rua Alcindo Guanabara, 17, Centro. Tel: 2240-4879. Sexta (5), sábado (6) e domingo (7), 19h.

Microteatro RJ

Sete peças curtas (com cerca de quinze minutos de duração cada uma) são encenadas simultaneamente e em loop no Castelinho do Flamengo, às sextas e aos sábados, das 20h às 22h15. A entrada é franca. Confira a curiosa programação em abr.ai/microteatro. 16 anos.

Centro Cultural Municipal Oduvaldo Vianna Filho (Castelinho do Flamengo). Praia do Flamengo, 158, Flamengo, ☎ 2205-0655. Sexta e sábado, 20h às 22h15. Grátis. Até 6 de dezembro.

+ Veja mais peças em cartaz na cidade

CINEMA

Mostra Filmes de Estrada

Terra de Ninguém
Terra de Ninguém (Foto: Reprodução)

A Casa Daros exibe uma seleção de obras do gênero conhecido como road movie em sessões gratuitas. Neste fim de semana, é a vez dos filmes Terra de Ninguém, de Terrence Malick, e Corrida Contra o Destino, de Richard C. Sarafian. Clique para saber mais.

http://vejario.abril.com.br/cinema+ Veja mais filmes em cartaz na cidade

CRIANÇAS

O Macaco e a Boneca de Piche

O Macaco e a Boneca de Piche
Marcio Moura e Melissa Teles-Lôbo: alternância nos papéis da história (Foto: Ricardo Gabriel)

A longa e bem-sucedida trajetória da trupe carioca Centro Teatral e Etc e Tal desenvolve-se quase em silêncio. Mímica e humor são as bases de um repertório recheado de sucessos, a exemplo de O Macaco e a Boneca de Piche, espetáculo de 2002 que volta ao circuito em sessões gratuitas. No Espaço Cultural Eletrobras Furnas, Marcio Moura e Melissa Teles-Lôbo ocupam o palco sob a direção de Alvaro Assad — o trio forma a companhia desde a sua criação, em 1993. A trama é inspirada no conto popular O Macaco e a Velha. Em cena, os dois se alternam nos papéis de uma velhinha de 157 anos apaixonada por bananas e de um macaco comilão. Furiosa com as seguidas vezes em que o bicho surrupia suas frutas, a senhora centenária arquiteta um plano de vingança hilariante, terrível e quase perfeito. Na montagem, a dupla adota a técnica da pantomima literária: enquanto um dos atores narra a trama, o outro a encena diante da plateia. Direção de Alvaro Assad (60min). Rec. a partir de 5 anos. Reestreia prometida para sábado (6).

Espaço Cultural Eletrobras Furnas — Auditório (192 lugares). Rua Real Grandeza, 219, Botafogo, ☎ 2528-5166. Sábado e domingo, 18h. Grátis. Ingressos distribuídos a partir das 14h nos dias de espetáculo. Até dia 14.

O Circo dos Irmãos Brothers

Irmãos Brothers
Irmãos Brothers se apresentam no Parque das Ruínas (Foto: Fernanda Tomaz)

O grupo ocupa o Parque das Ruínas, em Santa Teresa, com O Circo dos Irmãos Brothers, espetáculo que reúne os melhores esquetes do repertório da banda-trupe Irmãos Brothers Band, conhecida pela mistura de circo, música, teatro e humor.

Parque das Ruínas. Rua Murtinho Nobre, 169, Santa Teresa. Domingo (7), 19h30. Grátis.

✪✪✪ Um Amigo Diferente?

Um Amigo Diferente?
Um Amigo Diferente?: acessibilidade de forma inteligente e bem-humorada, em Ipanema (Foto: Paulo Rodrigues)

Baseada no livro homônimo da jornalista Claudia Werneck, a peça retrata de forma inteligente e bem-humorada a temática da acessibilidade. Com o auxílio de recursos como intérprete de Libras e audiodescrição, a criançada confere a história de Lucas (Paulo Ricardo Filho), menino considerado esquisito pela vizinhança. Ao lado de seu glamouroso gato Bandidão (Bruno Nunes), ele terá três dias para arrumar dois amigos verdadeiros e salvar o seu querido álbum de figurinhas de rock das mãos do irmão mais velho. Direção de Marcos Nauer (60min). Rec. a partir de 5 anos. Estreou em 25/10/2014. 

Teatro Ipanema (222 lugares). Rua Prudente de Morais, 824, Ipanema, ☎ 2267-3750. → Sábado e domingo, 16h. Grátis. Distribuição de senhas a partir das 14h (sáb. e dom.). Até dia 14.

✪✪✪ Leonardo — O Pequeno Gênio da Vinci

Leonardo o pequeno gênio da vinci
Leonardo - O Pequeno Gênio Da Vinci: apresentações no Parque das Ruínas (Foto: Divulgação)

A peça conta a história de Leonardo da Vinci (Thiago Magalhães) quando criança. Amigo dos pássaros, seu sonho é construir uma máquina de voar. Por essas e outras, é considerado um excêntrico pelo pai, Dom Pietro (Claudio Amado), e pelos moradores do vilarejo onde vive. Bonecos e máscaras acompanham o elenco na encenação. Direção de Ivan Fernandes (60min). Rec. a partir de 4 anos. Reestreou em 23/11/2014. 

Parque das Ruínas (70 lugares). Rua Murtinho Nobre, 169, Santa Teresa, ☎ 2224-3922. Domingo, 11h. Grátis. Distribuição de convites a partir das 10h. Até dia 14.

Exposições Playmobil

Playmobil
Os bonecos cabeçudos e de cabelo engraçado ganhavam vida em cenários como postos de gasolina, navios pirata, naves espaciais e o que mais a imaginação permitisse. (Foto: Redação Veja rio)

Modelos variados do brinquedo integram duas mostras no Museu Histórico Nacional: Com a Palavra, D. Leopoldina, Imperatriz do Brasil e 40 Anos Playmobil — O Sorriso Mais Famoso de Todos os Tempos. Na primeira, é possível ver os bonequinhos de 7,5 centímetros vestidos como personagens da história do Brasil, como dom Pedro I e sua esposa, a imperatriz Leopoldina. Na outra, é traçado um panorama da evolução do brinquedo ao longo dos últimos quarenta anos. Livre. 

Museu Histórico Nacional. Praça Marechal Âncora, s/nº, Centro, ☎ 3299-0360. → Terça a sexta, 10h às 17h30; sábado e domingo, 14h às 18h. R$ 8,00 (entrada franca aos domingos). Até 1º de março de 2015 (Com a Palavra, D. Leopoldina, Imperatriz do Brasil) e domingo (23) (40 Anos Playmobil — O Sorriso Mais Famoso de Todos os Tempos).

Circo - Vida em Movimento

O picadeiro do Circo Crescer e Viver recebe os alunos do Circo Social que apresenta o espetáculo de encerramento do ano letivo. Na oportunidade, os pequenos mostrarão ao público um pouco do que aprenderam este ano no espetáculo concebido por eles com orientação de seus educadores e da equipe técnica social.

Circo Crescer e Viver. Rua Carmo Neto, 143 (ao lado do Metrô da Praça Onze), Centro. Sábado (6), 1h. Retirada de senha uma hora antes do espetáculo.

Clubinho do Downtown

No sábado (6), as crianças poderão se divertir com música com mini-instrumentos, oficina de batal com reciclados, confecção de cartão de Natal e o o jogo “Qual é o filme?”. No domingo (7), tem brincadeiras de roda, A Rosa Juvenil, túnel mágico, roupa no varal e oficina de desenho. As atividades são voltadas para crianças de até oito anos de idade.

Downtown. Avenida das Américas, 500, Barra da Tijuca. Sábado (6) e domingo (7), 16h às 19h.

Natal nos shoppings

Shopping Metropolitano
Shopping Metropolitano (Foto: Divulgação)

Clique aqui para conferir as atrações natalinas dos shoppings da cidade.

Peter Pan

Peter Pan monitora a casa da família Darling na cidade de Londres, pois Wendy, a filha mais velha, acredita em sua existência e convence seus irmãos, João e Miguel a embarcarem em uma alucinante viagem para a Terra do Nunca - uma ilha encantada que é o lar de Peter, Sininho, dos Garotos Perdidos e do temível pirata Capitão Gancho.

Santa Cruz Shopping. Rua Felipe Cardoso, 540, Santa Cruz. Tel: 2418-9400. Domingo (7), 17h.

Mundinho Kids

No mês de dezembro, o Shopping Metropolitano Barra mistura histórias infantis ao tema natalino. Neste domingo (7), a atração é a peça Natal Mágico, que conta a História de Sarah, uma menina órfã e moradora de rua, cujo sonho era ter uma família e comemorar o Natal. Ela conhece Biel e Tico, dois meninos bons, mas que não dão valor para o real significado do Natal.  Juntos, cada um acaba aprendendo algo importante.

Shopping Metropolitano Barra. Avenida Abelardo Bueno, 1.300, Barra da Tijuca. Domingo (7), 17h.

+ Veja mais atrações infantis na cidade

ESPECIAL

Por Dentro do Palácio

Antigo Palácio da Justiça
Eduardo Diaz e Dulce Penna de Miranda: visita teatral pelo Antigo Palácio da Justiça (Foto: Marcelo Carnaval)

O programa leva a criançada para conhecer as dependências do Antigo Palácio da Justiça. Em formato teatral, o passeio é guiado pelo grande jurista brasileiro Ruy Barbosa (Eduardo Diaz) e por Têmis, a deusa grega das leis e dos juramentos, interpretada por Dulce Penna de Miranda (60min). Rec. a partir de 6 anos. Antigo Palácio da Justiça (40 lugares). Rua Dom Manuel, 29, Centro, ☎ 3133-3366. Sábado (6), 16h. Grátis. Distribuição de senhas quinze minutos antes.

Geringonça

O projeto estabelece a convivência entre artistas populares de vários estados do país. Entre as apresentações, estão a cantora, compositora e percussionista recifense, Alessandra Leão; as bandas Totonho e os Cabra, de João Pessoa, e Graveola, de Belo Horizonte. Haverá ainda teatro, dança, literatura, projeções audiovisuais, artes visuais, entre outras manifestações, em seis horas de programação.

Sesc Tijuca. Rua Barão de Mesquita, 539 Tijuca. Tel: 3238-2139. Sábado (6), 16h às 22h.

#BAZARDAYGWS

Pensando no consumo consciente, no slow fashion e nos impactos negativos que o fast fashion causam nas nossas vidas, no mercado e até na moda, as meninas do site Girls With Style idealizaram um bazar com peças que custarão no máximo R$ 90. A programação inclui ainda uma palestra intitulada Vista sua Autoestima, feita pelas anfitriãs do evento; uma palestra com a Ana Soares, consultora de imagem e estilo do blog Hoje vou assim off; e um bate-papo com as parceiras do GWS, Jana Rosa e Camila Fremder, autoras do livro “Como ter uma vida normal sendo louca”.

Studio Line. Rua Álvaro Ramos, 414, Botafogo. Domingo (7), 14h às 20h.

Rolé Carioca

O projeto Rolé Carioca, de passeios guiados gratuitos pela cidade, tem o Méier como seu próximo destino. Méier.

Ponto de encontro: Praça Agripino Grieco. Domingo (30), 9h/12h. Grátis.

Lançamento de livro

Nesta sexta (5), é lançado o livro “De baixo para cima". A obra, organizada por Eliane Costa e Gabriela Agustini, traz reflexões sobre a cultura em rede e iniciativas que privilegiam relações horizontais e colaborativas - sobretudo aquelas que acontecem no Rio de Janeiro. Hermano Vianna, Ronaldo Lemos e Heloísa Buarque de Holanda assinam textos de apresentação do livro, que traz artigos e entrevistas com pesquisadores e fazedores de cultura como Adailton Medeiros (Ponto Cine), Anderson Quack(Cufa), Binho Cultura (Flizo), Jailson Silva (Observatório de Favelas), Junior Perim (Circo Crescer e Viver), Ricardo Abramovay, Sergio Branco e outros.

Livraria da Travessa. Rua Visconde de Pirajá, 572, Ipanema. Sexta (5), 19h.

+ Veja mais passeios na cidade

CONCERTOS

IV Concurso Internacional BNDES de Piano do Rio de Janeiro

Iniciado na cidade com 27 participantes de onze países, o concurso entra na reta final. Na segunda (1º) e na terça (2), às 15h, a Sala Cecília Meireles recebe as provas semifinais. No sábado (6), às 17h, a final, no Theatro Municipal, conta com a OSB regida por Roberto Minczuk. Já no domingo (7), a Cidade das Artes recebe os vencedores para um recital, às 17h. Grátis. Distribuição de ingressos duas horas antes.

+ Veja mais concertos na cidade

EXPOSIÇÕES

✪✪✪ Ferreira Gullar

Ferreira Gullar
Uma das trinta obras em exibição: curvas sinuosas (Foto: Nana Moraes/Divulgação)

As trinta obras do poeta maranhense em sua individual de estreia, em cartaz na Graphos: Brasil, são mais do que belas: atestam a coerência de um pensador que tem se enroscado em querelas ligadas ao valor de certa arte contemporânea, tão fincada em conceitos que parecem bulas, algo pouco adequado à apreciação estética. Pois as colagens tridimensionais de Gullar (originalmente em papel e aqui recriadas em metal) são um deleite visual — o que não é pouco. Fruto de um hobby, as criações trazem a intrigante convivência de geometrismos algo matemáticos com uma evocação do acaso em curvas sinuosas que saltam da superfície e convidam ao toque.

Graphos: Brasil. Rua Siqueira Campos, 143 (Shopping dos Antiquários), sobreloja 129, Copacabana, ☎ 2256-3268 e 2255-8283. → Segunda a sexta, 14h às 19h; sábado,11h às 15h. Grátis. Até sábado (6).     

Celina Portella

Em Movimento² (lê-se “movimento ao quadrado”), a artista exibe cinco videoinstalações nas quais ela mesma aparece interagindo com as bordas dos monitores.

Centro Municipal de Arte Hélio Oiticica. Rua Luís de Camões, 68, Centro, ☎ 2232-4213 e 2242-1012. → Segunda a sexta, 11h às 18h; sábado e feriados, 11h às 17h. Grátis. Até 12 de fevereiro de 2015. A partir de sábado (6).

Malu Fatorelli

Videoinstalações, gravuras, vídeos e desenhos compõem a individual Clepsidra — Arquitetura Líquida, na qual a artista dialoga com a paisagem do entorno da Galeria Laura Alvim: o mar de Ipanema.

Galeria Laura Alvim. Avenida Vieira Souto, 176, Ipanema, ☎ 2332-2017. Terça a domingo, 11h às 21h. Grátis. Até 8 de março 2015. A partir de quinta (4).

Amador Perez

Na mostra Memorabilia — Amador Perez — 40 Anos, 115 obras oferecem um panorama da produção do artista. Entre os destaques está Gioventù, série de 63 desenhos a grafite e lápis de cor inspirados na pintura homônima de Eliseu Visconti.

Centro Cultural Correios. Rua Visconde de Itaboraí, 20, Centro, ☎ 2253-1580. → Terça a domingo,12h às 19h. Grátis. Até domingo (7).

Brecheret — Mulheres de Corpo e Alma

Italiano naturalizado brasileiro, Victor Brecheret foi um dos maiores escultores do país. Para lembrar os 120 anos de seu nascimento, a exposição reúne 37 esculturas e 107 desenhos de várias de suas fases. A seleção de trabalhos é toda dedicada ao universo feminino.

Centro Cultural Correios. Rua Visconde de Itaboraí, 20, Centro, ☎ 2253-1580, ↕ Carioca. → Terça a domingo, 12h às 19h. Grátis. Até domingo (7).

 Desenhos – anos 80

Jorge Duarte
Desenhos dos anos 80 (Foto: Divulgação)

A mostra individual de Jorge Duarte reúne cerca de 35 desenhos do artista, que é um dos expoentes da chamada Geração 80. São desenhos inéditos, realizados durante a década de 80 do século passado e que refletem a produção do artista no período, marcado por sua produção pictórica, sendo alguns deles estudos preparatórios para pinturas de grandes formatos realizadas na época.

Sergio Gonçalves Galeria. Rua do Rosário, 38, Centro. Tel: 2263-7353. Terça a sexta, 11h às 19h; sábados, 11h às 18h. Até 9 de janeiro de 2015.

EAV 75.79 — Um Horizonte de Eventos

A mostra celebra a gestão inaugural da Escola de Artes Visuais do Parque Lage, sob direção de Rubens Gerchman (1942-2008). Um grande material documental divide o espaço com gravuras feitas em 1976, na EAV, por Avatar Moraes, Dionísio Del Santo, Eduardo Sued, Roberto Magalhães e pelo próprio Gerchman, entre outros.

Escola de Artes Visuais do Parque Lage —Cavalariças e Capela. Rua Jardim Botânico, 414,Jardim Botânico, ☎ 3257-1800. Segunda a sexta,14h às 18h; sábado e domingo, 14h às 17h. Grátis.Até 11 de janeiro de 2015.

✪✪✪ Figura Humana

Cristina Canale
Anjo (2014), óleo da carioca Cristina Canale: um dos nomes mais destacados na coletiva (Foto: Divulgação)

As obras desta eclética coletiva dão destaque ao corpo humano. A seleção de artistas vai de pintores da Geração 80, a exemplo de Cristina Canale (com Anjo, um dos ­óleos mais bonitos da mostra), a jovens em ascensão, como o carioca Rodrigo Martins.

Caixa Cultural — Galeria 4. Avenida AlmiranteBarroso, 25, Centro, ☎ 3980-3815, ↕ Carioca. → Terça a domingo, 10h às 21h. Grátis. Até o dia 14.

✪✪✪ Geraldo de Barros

O interesse do artista pela fotografia abstrata prevalece na exposição, com mais de 300 obras. Destaque para a extensa seleção de imagens dedicadas à sérieFotoformas, que abasteceu uma mostra rea­lizada por Barros na primeira sede do Masp, em 1951. São trabalhos que enfatizam geometrismos, figuras borradas e fotos realizadas a partir de negativos submetidos a manipulações variadas.

Instituto Moreira Salles. Rua Marquês de SãoVicente, 476, Gávea, ☎ 3284-7400 e 3206-2500. → Terça a domingo, 11h às 20h. Grátis. Estac. grátis. Visitas guiadas quinta e sexta, às 17h. Até 22 de fevereiro de 2015.

✪✪✪ Horacio Coppola

Em Luz, Cedro e Pedra — Esculturas do Aleijadinho Fotografadas por Horacio Coppola, são exibidas 81 imagens feitas pelo fotógrafo argentino nas cidades mineiras de Congonhas do Campo, Sabará e Ouro Preto em 1945.

Instituto Moreira Salles. Rua Marquês de São Vicente, 476, Gávea, ☎ 3284-7400 e 3206-2500. → Terça a domingo, 11h às 20h. Grátis. Estac. grátis. Visitas guiadas quinta e sexta, às 17h. Até 4 de janeiro de 2015.

Luiz Claudio Marigo - Fotógrafo e Ambientalista

Luiz Claudio Marigo
Uma das imagens de Luiz Claudio Marigo (Foto: Luiz Claudio Marigo)

A mostra reúne o trabalho desse pioneiro em fotografia de natureza no Brasil. Junto à exposição das fotografias, é apresentada uma projeção com trechos de entrevistas e imagens significativas de seu trabalho.

Centro Cultural da Justiça Federal. Avenida Rio Branco, 241, Centro. Tel: 3261-2550. Terça a domingo, 12h às 19h. Até 25 de janeiro.

Marulhar — Artistas Portugueses Contemporâneos

Criadores portugueses que despontaram nos anos 90 estão reunidos na coletiva. São eles Rui Toscano, Daniel Malhão, Nuno Cera, Francisco Tropa, Filipa Cesar, Alexandre Estrela, João Onofre, André Cepeda e Gabriel Abrantes.

Oi Futuro Flamengo. Rua Dois de Dezembro, 63, Flamengo, ☎ 3131-3060, ↕ Largo do Machado. → Terça a domingo, 11h às 20h. Grátis. Até 25 de janeiro de 2015.

✪✪✪ Ouro — Um Fio que Costura a Arte do Brasil

Fruto de uma inédita parceria do CCBB com a joalheria H. Stern, a coletiva apresenta instalações, desenhos, objetos, esculturas, fotos, pinturas e joias criados por trinta artistas, sempre com o ouro ou materiais dourados em comum. Marcam presença nomes consagrados, a exemplo de Anna Bella Geiger, Cildo Meireles e Antonio Dias.

Centro Cultural Banco do Brasil. Rua Primeiro de Março, 66, Centro, ☎ 3808-2020. → Quarta a segunda, 9h às 21h. Grátis. Até 5 de janeiro de 2015.

✪✪✪ Ron English

Exposição Ron English
(Foto: Divulgação)

A individual reúne mais de uma centena de obras do artista americano, que definiu seu estilo como “popaganda”. Seus trabalhos misturam referências de cena pop, história da arte, propaganda, quadrinhos e música. À parte o deleite visual, sobram farpas para marcas famosas, de redes de fast-food a cartões de crédito.

Caixa Cultural — Galerias 2 e 3. Avenida Almirante Barroso, 25, Centro, ☎ 3980-3815, ↕ Carioca. →Terça a domingo, 10h às 21h. Grátis. Até o dia 21.

Toda Fé

Toda Fé
Toda Fé (Foto: Fabio Caffé)

Estarão expostas 16 imagens, produzidas por dez fotógrafos, que representam a força própria do protagonismo das manifestações de fé nesses lugares, além da beleza que a convivência das diversas expressões religiosas pode propiciar. Com curadoria de Rovena Rosa, coordenadora do Programa Imagens do Povo, a mostra tem como intuito reforçar o horizonte que norteia as ações do programa: celebrar a diversidade e respeito às diferenças, seja ela de qual natureza for.

Galeria 535. Observatório de Favelas, Rua Teixeira Ribeiro, 535, Parque Maré, Maré. Diariamente, 9h às 18h. Até 27 de fevereiro.

Virei Viral

O Centro Cultural Banco do Brasil, no Centro, recebe a segunda edição da mostra Virei Viral. Sob o mote Identidades e Coletividades, a exposição obras de artistas brasileiros e estrangeiros que questionam, sob diferentes olhares e linguagens, o impacto da cibercultura - especialmente as redes sociais - no comportamento dos indivíduos. Até 22 de dezembro. Clique aqui para saber mais.

+ Veja mais exposições em cartaz na cidade

Fonte: VEJA RIO