Diversão

Cinco programas imperdíveis para o fim de semana

Confira a seleção especial de VEJA RIO para deixar seu fim de semana ainda mais animado

Por: Redação VEJA RIO - Atualizado em

Autobiografia Autorizada
Paulo Betti em Autobiografia Autorizada: peça sobre sua própria vida (Foto: Mauro Kury/Divulgação)
  • Emergem da infância e da adolescência de Paulo Betti no interior de São Paulo, tempo humilde em que ele nem sonhava em inscrever seu nome no rol dos grandes atores do país, as histórias que servem de base para este encantador monólogo. Sem preocupação com a linearidade, os episódios revividos por ele em cena, na maioria compilados em cadernos pessoais de anotações, vão sendo desfiados como em uma conversa informal — que em nenhum momento obscurece o lirismo da montagem. Do modo como a avó matava porcos até os dramáticos surtos de esquizofrenia do pai, das diversões de criança com brinquedos antigos ao contato inicial com o rádio, da descoberta dos catecismos de Carlos Zéfiro à primeira visão do mar, de tudo um pouco é narrado nas duas horas de sessão que, na direção cadenciada do próprio Betti ao lado de Rafael Ponzi, passam voando. A belíssima cenografia de Mana Bernardes, emoldurada pela feliz iluminação de Dani Sanchez e Luiz Paulo Neném, evoca a ideia de memória em papéis amassados que remetem às folhas dos cadernos do ator, além de objetos repletos de carga simbólica. Senhor do palco, Betti usa seu vasto e reconhecido domínio técnico da arte da interpretação a serviço da simplicidade e da afetividade.
    Saiba mais
  • Após perder seu trem noturno de volta para Paris, Marc conhece Sylvie em uma pequena cidade francesa. O encontro revela aos dois uma surpreendente afinidade e, juntos, eles andam pelas ruas até o amanhecer conversando sobre tudo, menos sobre si mesmos. Estreia prometida para 30/4/2015.
    Saiba mais
  • Bares variados

    Cafofo Pub Tijuca

    Rua Mariz e Barros, 824, Maracanã

    Tel: (21) 2135 6584

    Sem avaliação

    Uma das âncoras do point em que se transformou a Rua Nelson Mandela, a casa começa a encher a partir das 18h, principalmente na quinta e na sexta. A turma da happy hour procura chopes Amstel (R$ 7,90) e Heineken (R$ 8,50), servidos na caldeireta, além de garrafas de 600 mililitros das marcas Amstel (R$ 10,00), Heineken e Original (R$ 12,00 cada uma). Caipirinha (R$ 22,90) e caipivodca (R$ 26,90, com bebida importada) podem ganhar sabores de limão, frutas vermelhas, abacaxi, lichia, tangerina com gengibre, capim-limão e uva verde. A ala dos tira-gostos traz porções para dois de batata frita com cheddar e bacon (R$ 35,90) e do filé drunk, mignon fatiado no molho feito com cerveja escura e servido com cebola-roxa (R$ 46,90). Outra boa pedida é o hambúrguer em tamanho míni, com picles e cebola crispy, nas versões de frango e carne (R$ 36,90, quatro unidades). Prova de que o negócio funciona foi a abertura da filial no Maracanã, na Rua Mariz e Barros. Preço checado entre maio e julho de 2016.

    Saiba mais
  • Pais e mães de filhos pequenos, sete músicos, atrações frequentes em shows para gente grande, uniram-se no elenco de um espetáculo infantil. Farra dos Brinquedos, em cartaz a partir de sábado (9) no Teatro do Jockey, busca aproximar a garotada do universo musical através de um repertório que passeia por vários gêneros — xote, tango, rock, samba, entre outros — vestindo músicas como Tira o Dedo, divertida moda sertaneja sobre meninos com mania de tatear tomadas, pudins e narizes. Ao vivo, a criançada é convidada a participar da sessão, animada por Daniela Spielmann (sax e flauta), Marcelo Caldi (sanfona), Nando Duarte (violão de sete cordas e baixo), Carlos Cesar Motta (bateria), Bebel Nicioli (flauta e clarinete; a moça faltou à sessão em que foi feita a foto abaixo), Elisa Addor (voz) e o cantor e pandeirista Pedro Miranda. Rec. a partir de 3 anos.
    Saiba mais
  • Confira outros espetáculos de dança da semana pela cidade
    Saiba mais

Fonte: VEJA RIO