GRÁTIS

[DESATIVADO] É de graça

Selecionamos 41 atrações gratuitas que acontecem nessa semana

- Atualizado em

joaosemfio.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

CRIANÇAS

UM AMIGO DIFERENTE?, adaptação de Marcos Nauer. Considerado um esquisitão por seus vizinhos e colegas de escola, Lucas (Pablo Áscoli, que dividiu a cena com Luana Piovani em O Soldadinho e a Bailarina) sonha em ser um astro do rock. Na véspera do seu aniversário, o menino é desafiado pelo irmão mais velho a conseguir dois amigos ? e topa a missão. Quem o ajuda na empreitada é seu gato, Bandidão (Leticia Medella e Fábio Nunes, revezando-se no papel). Adaptada do livro homônimo da jornalista Claudia Werneck, a peça toma algumas liberdades, entre elas a ênfase na música, inexistente no texto original. O próprio diretor é um dos quatro letristas das canções do espetáculo, que ganharam melodias compostas pela cantora Maria Gadú. Variado, o repertório vai do rock ao folk. Direção do autor (60min). Livre. Estreou em 18/6/2011. Oi Futuro Flamengo (84 lugares). Rua Dois de Dezembro, 63, Flamengo, ☎ 3131-3060, ? Largo do Machado. → Sábado e domingo, 11h30. Grátis. Senhas distribuídas uma hora antes. Até 31 de julho.

JOÃO POR UM FIO, de Roger Mello. Emaranhados de medos, sonhos e pensamentos soltos preenchem as noites de um menino solitário. Ele vive cercado de fios ? tecidos pela mãe rendeira, entrelaçados na rede de pesca do pai e até na colcha que o cobre na hora de dormir. Diretor da Cia. Boto Vermelho, Ricardo Schöpke dá vida a esse garoto no monólogo, uma adaptação do livro do autor e ilustrador Roger Mello. Schöpke acumula funções: além de dirigir o espetáculo, ele interpreta o protagonista e outros onze personagens, criaturas inventadas por João. Sergio Marimba fez um cenário em vários níveis, que inclui cama elástica, uma trama de fios entrecruzados e trapézios (55min). Livre. Estreou em 4/6/2011. Centro Cultural Banco do Brasil ? Teatro II (155 lugares). Rua Primeiro de Março, 66, Centro, ☎ 3808-2020. Sábado e domingo, 16h. Grátis. Senhas distribuídas uma hora antes. Até 10 de julho.

CONCERTO

FABRIZIO CLAUSSEN E VIVIANE SOBRAL. Integrante do coro do Theatro Municipal, o barítono se junta à pianista para apresentar peças de Massenet, Duparc, Fauré e Ravel. Espaço Cultural Finep (180 lugares). Praia do Flamengo, 200, pilotis, Flamengo, ☎ 2555-0717. Terça (21), 18h30. Grátis.

ORQUESTRA SINFÔNICA BRASILEIRA. Em formação de câmara, integrantes da OSB interpretam composições de Mozart e Guerra-Peixe. Auditório BNDES (420 lugares). Avenida Chile, 100, Centro, ☎ 2505-8383, ? Carioca. Quarta (22), 13h. Grátis.

SHOW

RIO DAS OSTRAS JAZZ & BLUES FESTIVAL. O feriado de Corpus Christi é um incentivo à viagem. De quarta (22) a domingo (26), tanto fãs da corrente tradicional do jazz quanto adeptos do fusion vão encontrar sua praia na cidade da Região dos Lagos. No sábado (25), no Costazul, um dos quatro palcos montados ao ar livre, a programação diversificada traz o pianista cubano Roberto Fonseca, à vontade para passear do afro-jazz à música brasileira, o trompetista Nicholas Payton e o trio Medeski, Martin & Wood. Nascido em Nova Orleans e filho de músicos, Payton vai exibir um espetáculo semelhante ao apresentado em maio, na última edição do Jazz Fest, principal evento de música de sua terra natal. À frente de um sexteto, ele mostra as composições de Into the Blue (2008). Já o trio nova-iorquino costuma arrebatar plateias com o som suingado e carregado de referências do funk e do hip-hop. No palco Tartaruga, o trompetista toca na sexta (24) e o trio é a atração do domingo (26). Duas apresentações no palco Costazul também prometem. Deve render bons momentos de improviso o encontro do trio Azymuth com o saxofonista Leo Gandelman, na quinta (23). Na sexta (24), a cantora Jane Monheit empresta sua voz aveludada a standards. Livre. São quatro palcos. Praça São Pedro. Quarta (22), a partir das 17h; quinta (23) a domingo (26), a partir das 11h30. Costazul. Quarta (22) a sábado (25), a partir das 20h. Iriry. Quinta (23) a domingo (26), a partir das 14h15. Tartaruga. Quinta (23) a domingo (26), a partir das 17h15. Grátis.

ÂNGELA MARIA. Presença bissexta nos palcos cariocas, a cantora de 83 anos e seis décadas de carreira é uma das grandes intérpretes de samba-canção. Ela aceitou o convite do produtor Haroldo Costa, que assina a série O Samba & Outras Coisas ao lado de Paulo Roberto Direito, para desfiar seus sucessos. No programa estão, entre outras, Olhos Verdes (Vicente Paiva), Só Louco (Dorival Caymmi), Lábios de Mel (Valdir Rocha) e Vingança (Lupicínio Rodrigues). Sapoti, como é conhecida pelos fãs, também entoa Barracão de Zinco (Luiz Antônio e Oldemar Magalhães), Sinfonia de Pardais (Herivelto Martins) e Se Todos Fossem Iguais a Você (Vinicius de Moraes e Tom Jobim). Livre. Teatro Sesi (350 lugares). Avenida Graça Aranha, 1, Centro, ☎ 2563-4163, ?Cinelândia. Sexta (24), 12h30. Grátis.

CRISTINA BRAGA. Ao lado do vibrafonista Arthur Dutra, de um baixista e de um baterista, a harpista é a próxima atração do projeto do CCBB que leva samba, choro e outros gêneros à Praia de Copacabana. Com repertório baseado em seu último disco, Feito um Peixe, Cristina toca e canta a vida cotidiana. O trabalho traz seis faixas próprias e tem como um dos pontos altos Brasileirinho, de Waldir Azevedo. Livre. Quiosque do CCBB. Avenida Atlântica, quiosque 17 (na altura da Rua Siqueira Campos), Copacabana, ? Siqueira Campos. Sábado (25), 18h. Grátis.

ESPECIAL

ACADEMIA CARIOCA DE LETRAS. Ator e diretor, Moacir Chaves aborda o tema "O Rio de Janeiro no teatro de Nelson Rodrigues". Academia Carioca de Letras (130 lugares). Rua Teixeira de Freitas, 5, sala 306, Lapa, ☎ 2224-3139. Segunda (20), 17h30. Grátis.

MOSTRA ARTEFACTO BEACH & COUNTRY. Entre arquitetos e decoradores, 44 profissionais criaram os 32 ambientes expostos na segunda edição da mostra. Nota-se, nas produções espalhadas por 3?000 metros quadrados, a tendência da aplicação de detalhes da alta-costura nas soluções de decoração dos espaços. CasaShopping. Avenida Ayrton Senna, 2150, bloco K, Barra, % 3325-7667. Segunda, 12h às 22h; terça a sábado, 10h às 22h; domingo e feriado, 15h às 21h. Grátis. Estacionamento no local. Até janeiro de 2012.

ROMANCE. Com títulos traduzidos em diversos idiomas, o premiado Alberto Mussa autografa O Senhor do Lado Esquerdo (Editora Record, 288 págs., R$ 32,90). Na obra, o escritor volta ao início do século passado, quando o Rio ainda era a capital da República, para desenrolar sua trama de investigação sobre um misterioso assassinato em uma refinada casa de prostituição da época. Livraria da Travessa. Avenida Afrânio de Melo Franco, 290, 2º piso, loja 205 Leblon, ☎ 3138-9600. Segunda (20), 19h.

ESPECIAL

ARRAIÁ DO PETISCO. Uma grande festa junina promete animar a Rua Visconde de Abaeté, fechada especialmente para o festejo. O público vai encontrar dança de quadrilha e brincadeiras. Garçons estarão vestidos a caráter nas barraquinhas espalhadas pela rua, repletas de quitutes típicos. Ao vivo, o trio formado por Jefferson Ferreira (sanfona), Renildo Albuquerque (triângulo) e Ubirany Júnior (zabumba) vai de Luiz Gonzaga a Dominguinhos para animar a festa. Petisco da Vila. Rua Visconde de Abaeté, Vila Isabel (transversal ao Boulevard 28 de setembro). Sábado (25) e domingo (26), a partir das 18h. Grátis.

DESAFIOS MUSICAIS. Inspirado pelas duas primeiras apresentações do venezuelano Gustavo Dudamel na cidade, na quarta (22) e na quinta (23), este programa traz a exibição de concertos estrelados pelo maestro-prodígio, à frente da Orquestra Jovem Simon Bolívar e da Filarmônica de Berlim. O evento terá apresentação e comentários do jornalista e professor universitário Rodolfo Valverde. Ele falará sobre a meteórica trajetória do regente e o projeto público El Sistema, de integração de jovens carentes venezuelanos por meio da música ? assim foi descoberto o talentoso Dudamel. Centro Cultural Justiça Federal - Sala Multimídia (35 lugares). Avenida Rio Branco, 241, Centro, ☎ 3261-2550. Domingo (19), 17h. Grátis.

FESTIVAL SANTA MÚSICA. Ao longo da linha do bonde de Santa Teresa, 400 músicos de 100 bandas prometem se apresentar durante oito horas seguidas de festa. Por 2 quilômetros de rua serão espalhados doze espaços musicais. No Cine Santa, no Largo dos Guimarães, uma loja exclusiva venderá discos das bandas participantes. Santa Teresa. Domingo (19), 13h às 21h. Grátis.

VISITA AO MARACANÃ. Fechado para reformas profundas que vão deixá-lo pronto para sediar jogos da Copa do Mundo de 2014, o estádio mantém sua programação de visitas guiadas. São novidades o espaço com vista panorâmica para o canteiro de obras e o horário do passeio, agora estendido até as 22h. Logo na área de entrada, uma estátua do jornalista, comentarista esportivo e ex-treinador de futebol João Saldanha (1917-1990) dá as boas-vindas ao visitante. Antes de subir pelos elevadores, já é possível conferir alguns nomes de craques na calçada da fama. No andar superior, além dos moldes de pés e mãos de jogadores que fizeram história naquele campo, há estátuas e bustos de craques da bola como Zico, Garrincha e Zagallo. Para os nostálgicos, dois centros de memória exibem objetos usados na construção do Maracanã, fotos das seleções campeãs do mundo, as redes do milésimo gol de Pelé, a primeira arquibancada e uniformes usados por jogadores nos mundiais. Maracanã ? Torre de Vidro. Avenida Professor Eurico Rabelo, portão 18, Maracanã. ☎ 8871-3950. 9h às 22h. R$ 20,00. Domingo (19), grátis em comemoração do aniversário do estádio.

EXPOSIÇÕES

SOFIA BORGES. Paulista de Ribeirão Preto, a artista exibirá doze instigantes fotografias na individual Estudo da Paisagem. São registros de regiões desabitadas, em montanhas ou desertos, com textura que lembra a de pinturas antigas. R$ 6?000,00 a R$ 12?000,00. Artur Fidalgo Galeria. Rua Siqueira Campos, 143, 2º piso, Copacabana, ☎ 2549-6278, ? Siqueira Campos. Segunda a sexta, 10h às 19h; sábado, 10h às 14h. Grátis. Até 23 de julho. A partir de quarta (22). Fecha de quinta (23) a sábado (25). www.arturfidalgo.com.br. Integra a programação do FotoRio 2011.

ANTONIO BANDERAS. Espanhol de Málaga, o galã de 50 anos produziu as 22 imagens da mostra Secretos sobre Negro como parte da estratégia de lançamento de sua quinta linha de perfumes, The Secret. Banderas, que está prestes a dirigir seu terceiro longa-metragem, Solo, depois de Loucos do Alabama (1999) e El Camino de los Ingleses (2006), exercitou sua intimidade com lentes e enquadramentos para realizar a série de fotografias, apropriando-se da influência de ícones de seu país na literatura, no cinema e na ópera. Outros elementos foram nitidamente emprestados da pintura barroca de Diego Velázquez (1599-1660), autor de La Venus del Espejo, de 1648, e de telas românticas de Francisco Goya (1746-1828), como a conhecida La Maja Desnuda (1797). Essa miscelânea de referências resultou num projeto original, com modelos registrados em cenas sensuais e expressões de forte dramaticidade, como se vê em Engalanada e El Torero y la Muerte. Caixa Cultural ? Galeria 1. Avenida Almirante Barroso, 25, Centro, ☎ 2544-7666, ? Carioca. → Terça a sábado, 10h às 22h; domingo, 10h às 21h. Grátis. Até domingo (26). www.caixacultural.com.br.

JOSÉ CALDAS. Fotógrafo de natureza com vinte anos de carreira e livros publicados sobre o Rio São Francisco, Caldas apresenta novo trabalho em que explorou paisagens da Amazônia. O artista sergipano voltou suas lentes para processos contínuos de transformação, como a degradação provocada pelo garimpo em Rondônia ou o ciclo natural das águas no Rio Solimões. Com curadoria de Ângela Magalhães e Nadja Peregrino, a individual Brasil e a Transformação da Paisagem reúne 52 imagens em que se encontram cenários e situações surpreendentes. Museu Histórico Nacional ? Casa do Trem. Praça Marechal Âncora, s/nº, Centro, ☎ 2550-9220. → Terça a sexta, 10h às 17h30; sábado, domingo e feriados, 14h às 18h. R$ 6,00. Grátis para menores de 5 anos e pessoas com mais de 65 anos. A bilheteria fecha meia hora antes. Grátis aos domingos. Até domingo (26). www.museuhistoriconacional.com.br. Integra a programação do FotoRio 2011.

✪✪✪ LAURIE ANDERSON. Um dos ícones da arte multimídia desde a década de 70, ao lado de nomes como o artista conceitual Gordon Matta-Clark (1943-1978), a coreógrafa Trisha Brown e o diretor teatral Robert Wilson, a americana, hoje com 63 anos, apresenta na cidade a retrospectiva I in U ? Eu em Tu. São 33 obras, entre instalações, fotografias, desenhos, vídeos, músicas e dezenove filmes, reunidas pelo curador Marcello Dantas. Laurie preparou a inédita videoinstalação Gray Rabbit, com a participação do roqueiro Lou Reed, seu marido, peça que ocupa uma sala inteira. Outra atração é interativa. Handphone Table, instalada no térreo, é uma mesa circular na qual o visitante apoia os braços e tapa os ouvidos, mas mesmo assim escuta ruídos graves e partes de um texto da artista, sentindo os ossos vibrarem com a passagem do som. Centro Cultural Banco do Brasil. Rua Primeiro de Março, 66, Centro, ☎ 3808-2020. → Terça a domingo, 9h às 21h. Grátis. Até domingo (26).

ANA LINNEMANN. Há mais de cinco anos sem expor no Rio, desde sua mostra-solo na Galeria Mercedes Viegas, a artista carioca apresenta a individual Cartoon, sob curadoria do crítico Fernando Cocchiarale. Uma grande estante articulada ocupa várias salas da galeria, com prateleiras dispostas em zigue-zague ou em degraus, abrigando trinta obras em diferentes grupos de produção da artista, além de livros, que se organizam linearmente como em um cartoon ? daí o título da exposição. A série mais inusitada é Pedras Bordadas [XS], iniciada em 1994 e exibida pela primeira vez na Rotunda Gallery, em Nova York. Desta vez Ana mostra dez exemplares feitos de pedra-sabão que, furados, se tornam entretelas para bordados de flores em ponto de cruz, com linha de seda e algodão coloridos. Galeria Laura Alvim. Avenida Vieira Souto, 176, Ipanema, ☎ 2332-2016, ? General Osório. → Terça a domingo, 13h às 21h. Grátis. Até 31 de julho.

ANA VITÓRIA MUSSI e MÁRCIA THOMP­SON. Duas individuais ocupam a galeria de Mercedes Viegas. Catarinense radicada no Rio, a fotógrafa Ana Vitória Mussi apresenta, em Andamento, sete trabalhos batizados com termos oriundos do universo musical. A curadoria de Marisa Flórido traz obras como o conjunto de fotografias Cadência Imperfeita, de vinte imagens, e a caixa de luz Pulsação. Márcia Thompson, carioca fixada em Londres desde 1995, exibe composições em tecido ou objetos parecidos com almofadas, todos brancos, construídos com resina de poliéster, silicone, bastões a óleo, massa odontológica e cera. R$ 4?000,00 a R$ 20?000,00. Mercedes Viegas Arte Contemporânea. Rua João Borges, 86, Gávea, ☎ 2294-4305. Segunda a sexta, 12h às 20h; sábado, 16h às 20h. Grátis. Até 16 de julho. Fecha na quinta (23). www.mercedesviegas.com.br.

✪✪✪ CARLOS VERGARA. No ano passado, o artista gaúcho acompanhou de perto o processo de demolição do histórico Complexo Penitenciário da Frei Caneca, inaugurado em 1850. Ao longo de quatro meses, fotografou, passeou entre escombros e visitou a siderúrgica para onde as ferragens foram enviadas. Desse mergulho tirou inspiração e material para duas individuais. Vergara ocupa as Cavalariças do Parque Lage com dezessete pinturas confeccionadas com base nas monotipias realizadas no entulho do canteiro de obras, além da instalação Empilhamento, criada em 1969. Três vídeos completam esse acervo. Ao ar livre fica uma instalação com 32 portas de cela ? marcadas por pichações, imagens coladas e inscrições deixadas por presos ? que servem de moldura para fotos de cores fortes realizadas nas ruínas e no alto-forno da Siderúrgica Gerdau, onde toda a ferragem foi transformada em pregos e vergalhões. Na Múl.ti.plo, em Liberdade ? As Aquarelas, Vergara apresenta 27 pinturas nessa técnica e quatro obras em 3D. Preço único: R$ 12?000,00. Múl.ti.plo Espaço Arte. Rua Dias Ferreira, 417, sala 206, Leblon, ☎ 2259-1952. Segunda a sexta, 10h às 18h; sábado, 10h às 14h. Grátis. Até 7 de agosto. Fecha na quinta (23). Escola de Artes Visuais do Parque Lage ? Cavalariças. Rua Jardim Botânico, 414, Jardim Botânico, ☎ 3257-1800. Segunda a quinta, 12h às 20h; sexta a domingo e feriados, 10h às 17h. Grátis. Até 7 de agosto. www.eavparquelage.rj.gov.br.

✪✪✪ DANIEL SENISE. Quatro conjuntos de obras compõem 2892, individual do artista carioca. A primeira das séries é construída com lençóis brancos doados ao Instituto Nacional do Câncer e a um motel da cidade, usados por 2?892 pessoas ? daí o nome da exposição ? e devolvidos ao fim de sua vida útil. Setenta desses tecidos compõem um extenso corredor no salão principal, em duas paredes: de um lado, os do motel; do outro, os do hospital. Em outras duas salas são exibidas as novas séries Mil, com telas constituídas por aglomerações de tijolos feitos de papel reciclado, e Silvio Romero, 34, formada por fotografias de seu ateliê, no endereço que dá nome ao conjunto. No Espaço Cofre fica Crucifixão. Casa França-Brasil. Rua Visconde de Itaboraí, 78, Centro, ☎ 2332-5120. → Terça a domingo, 10h às 20h. Grátis. Até 10 de julho. www.fcfb.rj.gov.br.

EDNA KAUSS. Com curadoria do crítico de arte Paulo Sergio Duarte, a artista fluminense apresenta a instalação Percurso Luminoso 3. A exemplo da obra similar O que Seria do Amarelo, que exibiu em 2010 na Escola de Artes Vi­suais do Parque Lage, o novo trabalho de Edna utiliza 85 metros de cabos luminosos coloridos ? parecidos com mangueiras de decoração natalina, com luminescência de néon. Em quatro planos, feitos de linhas de cor e luz, os cabos cruzam a sala para unir piso e teto. As seções têm dimensões que variam de 8 a 27 metros quadrados. Galeria de Arte Maria de Lourdes Mendes de Almeida ? Centro Cultural Candido Mendes. Rua Joana Angélica, 63, Ipanema, ☎ 2523-4141, ramal 206. Segunda a sexta, 14h às 20h; sábado, 16h às 20h. Grátis. Até 16 de julho. Fecha na quinta (23).

✪✪✪ MARIKO MORI. Aos 44 anos, a artista japonesa radicada em Nova York tem criações em coleções importantes, como as do Centro Georges Pompidou, em Paris, e do Museu Guggenheim de Nova York. Em sua primeira individual no Brasil, Oneness, exibe dez obras construídas em quase vinte anos de carreira. O trabalho que desperta maior curiosidade é Wave Ufo. Parecida com uma nave espacial, a instalação penetrável recebe três visitantes para sessões de vinte minutos. Cada observador tira os calçados, sobe a escada, deita-se em uma espreguiçadeira debaixo de um telão e coloca eletrodos na cabeça. A máquina lê os impulsos cerebrais e, conforme o estado de espírito de cada um, exibe imagens pré-gravadas no teto da obra. Um aviso: participar da experiência dentro de Wave Ufo exige paciência redobrada com a fila de espera. Centro Cultural Banco do Brasil. Rua Primeiro de Março, 66, Centro, ☎ 3808-2020. → Terça a domingo, 9h às 21h. Grátis. Até 10 de julho.

✪✪✪ MIGUEL CHEVALIER. Francês, considerado um dos pioneiros da arte vir­tual e digital, Chevalier se notabilizou por um trabalho que recria a natureza a partir da tecnologia. Em sua primeira individual no Rio, Power Pixels, grandes instalações simulam jardins virtuais que brotam, crescem e morrem, sempre interagindo com o espectador. Fractal Flowers 2011 é composta de flores gigantes com efeitos em 3D, que ficam na fronteira entre o mineral, o animal e o robótico. São formas geométricas que também reagem ao movimento do espectador, mostrando estranhas flores se curvando, como se fizessem uma reverência e abraçassem o visitante, para depois desaparecer diante de seus olhos. Outra obra, Binário Wave, lembra a vazante diária das praias do Rio. A passagem do público diante da projeção faz com que as ondas ? compostas de números binários ? se formem e se deformem, criando uma imagem fluida. Oi Futuro Flamengo. Rua Dois de Dezembro, 63, Flamengo, ☎ 3131-3060, ? Largo do Machado. → Terça a domingo, 11h às 20h. Grátis. Até dia 30. www.oifuturo.org.br.

✪✪✪ NELSON FELIX. Na individual Concerto para Encanto e Anel, o escultor carioca apresenta novas versões de trabalhos realizados entre 2006 e 2010, com a inclusão de efeitos sonoros e vídeos. Na primeira vez em que incorpora mídias eletrônicas à sua obra, Felix mostra sua "escultura sonora" numa sala escura em cujas paredes são projetadas imagens da trajetória de Anel, trabalho constituído de um cilindro de mármore com 9 toneladas. Em outra sala, sete projetores empilhados exibem, em looping, fotografias e desenhos produzidos pelo artista, com cubos, cruzes, anéis e círculos. Oi Futuro Flamengo. Rua Dois de Dezembro, 63, Flamengo, ☎ 3131-3060, ? Largo do Machado. → Terça a domingo, 11h às 20h. Grátis. Até dia 30. www.oifuturo.org.br.

✪✪✪ SAUL STEINBERG: AS AVENTURAS DA LINHA. O romeno Steinberg (1914-1999) consagrou-se como desenhista, tendo por vitrine as páginas da revista americana The New Yorker. O artista de traço único, olhar acurado e espírito viajante revela-se nesta alentada mostra. São exibidos 111 desenhos produzidos entre as décadas de 40 e 60. Além do painel de tipos, comportamentos e paisagens encontrados nos trabalhos para a New Yorker, estão expostos juntos, pela primeira vez, quatro desenhos murais de 45 centímetros de altura e comprimentos variados, de 3 metros (Cidade da Itália) a 10 metros (A Linha). Instituto Moreira Salles. Rua Marquês de São Vicente, 476, Gávea, ☎ 3284-7400. → Terça a sexta, 13h às 20h; sábado, domingo e feriados, 11h às 20h. Estac. Grátis. Visitas guiadas de terça a sexta, às 17h. Até 21 de agosto. www.ims.com.br.

VERA GOULART. Após 25 anos vivendo na Suíça, a artista e performer carioca volta à cidade natal ? onde não expõe há doze anos ? para celebrar três décadas de atividades com nova individual. Com curadoria de Roberto Conduru, Bom Dia Meu Amor, Aqui Está o Seu Café da Manhã na Cama reúne 36 trabalhos, entre desenhos em grandes formatos, videoinstalação, cadernos de estudos, objetos e instalações. R$ 4?000,00 a R$ 25?000,00. Galeria Coleção de Arte. Praia do Flamengo, 278, Flamengo, ☎ 2551-0641. Segunda a sexta, 12h às 18h; sábado, 9h às 13h. Grátis. Até 30 de julho. www.colecaodearte.com.br.

FOTOGRAFIA

CHRISTIAN CRAVO. Neto do escultor Mario Cravo Júnior e filho do brilhante fotógrafo Mario Cravo Neto (1947-2009), Christian seguiu os passos do pai e, aos 36 anos, realiza sua primeira individual no Rio. Batizada Luz e Trevas, a mostra reúne dezessete fotografias em preto e branco, de grandes e médios formatos. Momentos marcantes de sua trajetória, desde 1996, aparecem em registros feitos na Índia, no Haiti, no Brasil e na Namíbia. R$ 7?200,00 a R$ 20?000,00. Galeria Tempo. Avenida Atlântica, 1782, loja E, Copacabana, ☎ 2255-4586. Terça a sábado, 11h às 19h. Grátis. Até 20 de agosto. Fecha na quinta (23). www.galeriatempo.com.br.

✪✪✪ ESTÚDIO DE ARTE IRMÃOS VARGAS ? A FOTOGRAFIA DE AREQUIPA, PERU, 1912/1930. Donos de um ateliê a milhares de quilômetros das novidades proporcionadas pela metrópole europeia mais próxima, Carlos (1885-1979) e Miguel Vargas Zaconet (1887-1976) revolucionaram a fotografia latino-americana na primeira metade do século passado. Sob a curadoria de Diógenes Moura, que montou a mostra na Pinacoteca do Estado de São Paulo, 75 obras da dupla são exibidas como parte das atrações da FotoRio. O acervo foi dividido pelas séries Os Retratos e Os Noturnos. As imagens têm a aparência de pinturas, com claros e escuros explorados por meio de técnicas artesanais, como o uso sensível da luz de fogueiras, de uns poucos postes e até da lua. Centro Cultural Correios ? Salão do 3º Andar. Rua Visconde de Itaboraí, 20, Centro, ☎ 2253-1580. → Terça a domingo, 12h às 19h. Grátis. Até 17 de julho. www.correios.com.br. Integra a programação do FotoRio 2011.

✪✪✪ EU ME DESDOBRO EM MUITOS ? A AUTORREPRESENTAÇÃO NA FOTOGRAFIA CONTEMPORÂNEA. Realizada em parceria com a Maison Européenne de la Photographie (MEP), de Paris, esta coletiva é uma das principais atrações da quinta edição do FotoRio ? Encontro Internacional de Fotografia do Rio de Janeiro. Com curadoria de Milton Guran e Joana Mazza, mesma dupla que coordena a bienal carioca de fotografia, a mostra reúne 69 trabalhos de sete brasileiros e catorze estrangeiros. Entre os destaques internacionais está o célebre Self Portrait, do americano Robert Mapplethorpe (1946-1989). Também dos Estados Unidos, a série de seis peças de Duane Michals, batizada Who Is Sidney Sherman?, está disposta ao lado da obra de Cindy Sherman, a maior do acervo. A carioca Helenbar apresenta seis quadros em que se fotografa sob a estética da pintura flamenga, enquanto a paranaense Fernanda Magalhães comparece com quatro instigantes imagens da série Representação da Mulher Gorda Nua na Fotografia, de 1995. Centro Cultural Banco do Brasil. Rua Primeiro de Março, 66, Centro, ☎ 3808-2020. → Terça a domingo, 9h às 21h. Grátis. Até 10 de julho. Integra a programação da FotoRio 2011.

✪✪✪ FOTORIO NO CAHO. Reunião, no mesmo espaço, de dez mostras de fotógrafos brasileiros e estrangeiros. Entre os locais, não deixe de observar as belas criações abstratas de Zeka Araújo, na individual Balangandãs, e os trabalhos em grandes formatos de Vicente de Mello em Strobo ? Série Quantas Asas Tem um Pixel?, com instantâneos de fogos de artifício explodindo em ampliações granuladas. Dos estrangeiros, quem mais impressiona é o francês Vincent Catala, com Rose, a Noite Cai. Ele exibe uma série de registros de caráter documental sobre a prostituta Rose, que conheceu em 2008 na Praia de Copacabana. Completam a mostra Ana Rodrigues, Tatiana Guinle, a dupla Luiz Santos e Mestre Júlio, a portuguesa Ângela Mendes Ferreira, a grega Evangelia Kranioti e o alemão Titus Riedl, radicado há dezesseis anos no Cea­rá. Centro de Arte Hélio Oiticica. Rua Luís de Camões, 68, Praça Tiradentes, ☎ 2242-1012, ? Presidente Vargas. → Terça a sexta, 11h às 18h; sábado, domingo e feriado, 11h às 17h. Grátis. Até 10 de julho. Integra a programação da FotoRio 2011.

FOTORIO NO CCJF. O Centro Cultural Justiça Federal abriga doze individuais. Na mostra Ninguém É de Ninguém, Rogério Reis apresenta uma série de imagens feitas nas praias cariocas, em que casais são flagrados em namoros ou relaxando à beira-mar. Todas as pessoas fotografadas têm suas identidades preservadas por tarjas nos rostos. Patrícia Gouvêa exibe, em Exercícios de Arte Lúdica, com curadoria de Isabel Sanson Portella, uma série composta de fotografias e vídeos iniciada em 2005. Outra atração é a exposição-solo de Fabian, italiana radicada no Rio. Em Ama + Zonia, ela mostra 24 fotografias selecionadas entre as 82 publicadas em livro homônimo. Centro Cultural Justiça Federal. Avenida Rio Branco, 241, Centro, ☎ 3261-2550, ? Cinelândia. Terça a domingo, 12h às 19h. Grátis. Até 30 de julho. www.ccjf.trf2.gov.br. Integra a programação da FotoRio 2011.

HEBERTH SOBRAL. Daniela Labra assina a curadoria da primeira individual do fotógrafo carioca, Violência Não É Brincadeira, constituída de dez imagens ampliadas em metacrilato, sendo oito de médios formatos e duas de grandes dimensões. Nos registros com pegada de caricatura estão cenas montadas com bonequinhos Playmobil, a exemplo de um policial espancando um prisioneiro em Bope, bombeiros em ação na colorida Incêndio Causado por Queda de Balão e ainda a confusão reproduzida em Camelô Agredido por Guarda Civil. R$ 3?500,00 a R$ 6?500,00. Jaime Portas Vilaseca Galeria. Avenida Ataulfo de Paiva, 1079, subsolo 109, Leblon, ☎ 2274-5965. Segunda a sexta, 10h às 19h; sábado, 10h às 14h. Grátis. Até 2 de julho. Fecha na quinta (23). www.portasvilaseca.com.br.

IN-VISÍVEIS. Coletiva com vinte trabalhos dos fotógrafos Renan Cepeda, Kitty Paranaguá, Thiago Barros e Paulo Marcos. Em diversos tamanhos e técnicas, as obras têm em comum a invisibilidade como tema. No sábado (25), às 16h, haverá visita guiada pelos artistas. Ateliê Oriente. Rua do Oriente, 414. Santa Teresa, ☎ 3495-3800. Segunda a sábado, 14h às 18h. Grátis. Até 2 de julho. Fecha na quinta (23). Integra a programação da FotoRio 2011.

✪✪✪ ITÁLIA NA FOTORIO. País homenageado na quinta edição da FotoRio, a Itália tem seis artistas apresentando individuais no festival. Considerado o maior fotógrafo vivo daquele país, Fulvio Roiter, 85 anos, exibe cinquenta imagens em preto e branco em O Brasil de Fulvio Roiter, com registros de diferentes regiões brasileiras feitos na década de 50, a convite do então presidente Juscelino Kubitschek. A fotógrafa belga Lou Embo acompanhou Roiter nas excursões pelo país e apresenta os flagrantes colhidos na mostra Impressões de Viagem. Antonio Biasiucci apresenta oito trabalhos em grandes formatos na individual Muitos. Completam a mostra Tadeu Vilani, com trinta trabalhos na exposição-solo Dopo l?Alba ? Depois do Amanhecer; Giancarlo Mecarelli, autor dos retratos de mulheres negras reunidos em Beleza Afro-Brasileira; e Lorena Guillién Vaschetti, responsável pela instalação Histórias, Memórias e Segredos de Família. Centro Cultural Correios ? Salão do 2º Andar. Rua Visconde de Itaboraí, 20, Centro, ☎ 2253-1580. → Terça a domingo, 12h às 19h. Grátis. Até 17 de julho. www.correios.com.br. Integra a programação da FotoRio 2011.

LUCIA KOCH. Gaúcha radicada em São Paulo, a artista multimídia exibe fotografias e instalações na individual Amostras de Arquitetura. No acervo foram reunidas imagens de interiores vazios de caixas e embalagens que lembram elaborados ambientes arquitetônicos ? a série foi batizada de Arquitetura de Autor. Outros trabalhos têm inspiração em construções de estilos moderno ou contemporâneo, além de registros experimentais da nova arquitetura japonesa, responsável por projetos de propostas radicais como a ultradensidade de cor usada pelo Atelier Bow Wow ou as superfícies corrugadas e contínuas de Shuhei Endo. R$ 8?000,00 a R$ 17?000,00. Galeria Silvia Cintra + Box 4. Rua das Acácias, 104, Gávea, ☎ 2521-0426. → Segunda a sexta, 10h às 19h; sábado, 12h às 18h. Grátis. Até 2 de julho. Fecha na quinta (23). www.silviacintra.com.br.

✪✪✪ REGINA ALVAREZ: EXPERIÊNCIA FOTOSSENSÍVEL. Fotógrafa, pesquisadora e educadora, Regina Alvarez (1938-1997) foi reconhecida como um dos maiores nomes brasileiros na propagação das qualidades artísticas da fotografia estenoscópica, popularmente conhecida como pinhole, uma técnica rudimentar de captação das imagens. Ex-aluna da artista, a também professora e fotógrafa Denise Cathilina assina a curadoria desta mostra que reúne 100 imagens, incluindo alguns trabalhos inéditos, produzidos nos anos 70, na Inglaterra. Escola de Artes Visuais do Parque Lage. Rua Jardim Botânico, 414, Jardim Botânico, ☎ 3257-1800. Segunda a quinta, 9h às 22h; sexta a domingo e feriados, 10h às 17h. Grátis. Até 10 de julho. www.eavparquelage.rj.gov.br. Integra a programação da FotoRio 2011.

UM RETRATO DA SOCIEDADE BRASILEIRA ? COLEÇÃO FRANCISCO RODRIGUES DE FOTOGRAFIAS 1840-1920. Importante mostra do FotoRio, reúne 190 imagens e dez álbuns de família. O acervo oferece um registro relevante da história da sociedade nordestina. Pertencentes à Fundação Joaquim Nabuco, órgão do Ministério da Educação no Recife, as obras foram doadas pela família do dentista Francisco Rodrigues (1904-1977). Ele deu sequência à coleção iniciada por seu pai, Augusto Rodrigues, que se dedicou a formar uma galeria de notáveis figuras do século XIX que totaliza 17?000 exemplares. Entre os registros estão personalidades como Carlos Gomes, Joaquim Nabuco e Castro Alves. Museu Nacional de Belas Artes. Avenida Rio Branco, 199, Centro, ☎ 2219-8474, ? Cinelândia. → Terça a sexta, 10h às 18h; sábado, domingo e feriados, 12h às 17h. R$ 5,00 (grátis aos domingos). Até 17 de julho. www.mnba.gov.br. Integra a programação da FotoRio 2011.

✪✪✪ VAI E VEM. Trilhos, vagões e estações de trem inspiraram os dez fotógrafos presentes na coletiva. Eles saíram a campo com a missão de colher imagens poéticas nas ferrovias fluminenses. Claudia Tavares, Daniela Dacorso, Flavio Colker, José Diniz, Kitty Paranaguá, Lucia Vilaseca, Monica Mansur, Renan Cepeda, Rogério Reis e Vicente de Mello percorreram, separadamente, cinco trajetos: Porto do Rio-Japeri, Porto de Guaíba-Itaguaí-Japeri, Japeri-Barra do Piraí, Barra do Piraí-Três Rios e Barra do Piraí-Barra Mansa. R$ 800,00 a R$ 7?000,00. Largo das Artes. Rua Luís de Camões, 2, Largo de São Francisco, Centro, ☎ 2224-2985, ? Uruguaiana. Terça a sexta, 12h às 18h; sábado, 12h às 17h. Grátis. Até 9 de julho. Fecha na quinta (23). Integra a programação da FotoRio 2011.

VIRGILIO CALEGARI: UM CAVALIERE ENTRE DOIS MUNDOS. A mostra reúne vinte registros produzidos entre o final do século XIX e o início do século XX pelo italiano radicado em Porto Alegre Virgilio Calegari (1868-1937). Com curadoria de Sinara Sandri, o acervo está distribuído por três setores. Em Retratos foi realizado um inventário visual da sociedade da época. No módulo A Cidade entram flagrantes das grandes transformações que fizeram da capital gaúcha uma cidade moderna e republicana. Na seção O Cronista, Calegari traça um panorama dos usos e costumes dos principais acontecimentos da vida social de seu tempo. Caixa Cultural. Avenida Almirante Barroso, 25, Centro, ☎ 2544-7666, ? Carioca. → Terça a sábado, 10h às 22h; domingo, 10h às 21h. Grátis. Até 17 de julho. www.caixacultural.com.br. Integra a programação da FotoRio 2011.

Fonte: VEJA RIO