3 perguntas para...

... Jesse Harris

- Atualizado em

shows3Pinterna.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

A longa lista de músicos que vêm ao Rio se apresentar e acabam caindo de amores pela cidade ganhou um reforço de peso: o cantor e guitarrista nova-iorquino Jesse Harris. Autor de letras simples e melodias ricas, Harris atraiu maiores atenções depois que a sua Don?t Know Why foi gravada pela cantora e amiga Norah Jones e conquistou o Grammy em 2003. No ano seguinte, esteve na cidade pela primeira vez, em turnê com Norah. Na última visita da cantora, em novembro, o músico levou-a para pedalar na Vista Chinesa. Após esse passeio de bicicleta, ele retorna à cidade pela segunda vez para participar da apresentação do cantor, compositor e parceiro Antonio Villeroy, no Zozô, na quarta (22). De seu apartamento em Nova York, Harris falou a VEJA RIO sobre suas paixões cariocas.

A Beleza o Olho Inventa, parceria sua com Villeroy, vai estar no show. Já dá para compor em português?

Não, ainda não, mas nestes últimos três meses venho estudando. Já entendo melhor as letras das músicas brasileiras, mas ainda falta compreender melhor para compor. Essa parceria é metade em inglês, metade em português. Escrevemos quando ele me visitou em Nova York. Eu queria que a música fosse toda em português, e ele queria que fosse em inglês. Aí fizemos meio a meio. Também vou cantar uma outra que fiz com Dadi Carvalho.

Que recordações a cidade lhe deixou na primeira visita?

Naquela ocasião, vim em turnê com Norah e acabei ficando mais uma semana. Vi "duas cidades" bem diferentes: a Barra, onde fizemos o show e ficamos hospedados enquanto a equipe toda estava aqui, parece um pouco com Miami. Depois, me hospedei no apartamento de uma amiga, no Flamengo. Adorei, tem um ar antigo. Fui à Lapa e à Praia de Ipanema todos os dias.

Você tem saudade de alguma coisa do Rio?

A cidade é incrível. Quero ir à praia, pedalar. Um amigo falou que no Leblon tem um lugar incrível para comer pastel, eu adoro. Também vou encontrar os amigos. Aí é engraçado: quando você conhece uma pessoa, fica amigo de outras vinte. Pena que fico pouco tempo.

Fonte: VEJA RIO