PERFIL

Os riscos que eles enfrentam

Os principais problemas entre os bebês prematuros e o que é feito para evitá-los

Por: Bruna Talarico

Felipe Fittipaldi
(Foto: Redação Veja rio)

Insuficiência respiratória

O pulmão só está completamente formado a partir de 34 semanas. Antes desse prazo é grande o risco de a criança desenvolver insuficiência respiratória aguda

SOLUÇÃO: Aplicação de medicamentos injetáveis à base de proteína que ajudam no desenvolvimento do órgão

Hérnias

Problema congênito que consiste no fechamento incompleto do abdômen do bebê

SOLUÇÃO: Intervenção cirúrgica após estabilização das funções respiratórias da criança

Problemas intestinais

Com sua formação incompleta antes de 36 semanas, o intestino está sujeito a perfurações espontâneas que costumam provocar inflamações severas, como a enterocolite

SOLUÇÃO: o controle da alimentação e, em casos graves, o uso de medicamentos e a intervenção cirúrgica

Apneia

Parada respiratória causada pela falta de desenvolvimento dos estímulos nervosos que controlam a respiração, comum em recém-nascidos com até trinta semanas

SOLUÇÃO: o uso de um dispositivo nasal que sopra ar para dentro das vias respiratórias e medicação com estimulantes, como cafeína

Fonte: VEJA RIO