CARIOCAS DO ANO

José Mayer

Famoso por seus papéis de galã sedutor nas telenovelas, peças e filmes, ele mostrou uma faceta surpreendente ao estrelar o musical Um Violinista no Telhado no papel de um leiteiro judeu na Rússia pré-revolucionária

- Atualizado em

jose-mayer.jpg
Famoso por seus papéis de galã sedutor nas telenovelas, peças e filmes, José Mayer mostrou uma faceta surpreendente ao estrelar o musical Um Violinista no Telhado no papel de um leiteiro judeu na Rússia pré-revolucionária. (Foto: Redação Veja rio)

Dono de um timbre de barítono, o ator José Mayer já havia soltado a voz em algumas produções teatrais. Há quinze anos, entoou um punhado de canções na peça No Verão de 96. Em 2007, o público pôde ouvi-lo em Um Boêmio no Céu, espetáculo com onze composições de Catulo da Paixão Cearense (1863-1946). Mas foi em maio deste ano que o galã de 63 anos e 43 de carreira surpreendeu ao atuar no musical Um Violinista no Telhado, produzido por Charles Möeller e Claudio Botelho. Na montagem, vista por 80?000 pessoas em sua temporada de quatro meses no Teatro Oi Casa Grande, interpretava o leiteiro Tevye. ?Depois de tantos anos, me vi novamente no papel de um aprendiz?, diz ele, que já atuou em mais de cinquenta novelas, seriados, filmes e peças. ?E adorei sentir essa sensação.?

Tevye foi tão marcante que Mayer carrega um pouco dele em seu atual trabalho, o personagem Pereirinha, o marido desaparecido de Griselda, papel de Lilia Cabral, em Fina Estampa, novela das 9 da Globo. A barba e a cabeleira grisalha do ex-pescador do Jardim Oceânico são parte da caracterização do judeu nascido na pequena cidade de Anatevka, na Rússia pré-revolucionária. Na verdade, o estilo com jeito de náufrago foi um pedido de Mayer à direção do folhetim. No início de março, o musical estreará em São Paulo e ele ficou com receio de que, uma vez raspada, a barba não crescesse a tempo. ?Manter esse visual dá um trabalho danado, mas vale a pena?, confessa o ator-cantor nascido em Jaguaraçu, Minas Gerais.

Fonte: VEJA RIO