Religião

Irma Erika é convidada para cantar na JMJ 2016

Cantora (que nao é freira) apadrinhada por produtor musical que já tocou com nomes como Elba Ramalho já lançou CD, gravou clipe e prepara DVD ao vivo

Por: Daniela Pessoa

irma erika
Irma Erika: escalada para cantar na próxima Jornada Mundial da Juventude (Foto: Felipe Fittipaldi)

O nome pode até confundir, mas não se engane. Irma Erika (sem o acento mesmo) reza diariamente e vai à missa toda semana. No entanto, não é freira. Só aos 18 anos fez sua primeira comunhão, enquanto estudava direito na PUC. Desde então, passou a frequentar a igreja e foi onde descobriu a vocação para o canto. Há cinco anos, participando de uma comunhão, foi descoberta pelo produtor musical Robertinho do Recife, que já tocou ao lado de Zé Ramalho, Elba Ramalho e Cauby Peixoto, e sua carreira começou. Voluntária da Igreja de São Marcos, na Barra, ela lançou seu primeiro CD, gravou clipe nos Estados Unidos e está preparando um DVD. Agora, após cantar para o papa Francisco na Jornada Mundial da Juventude, no Rio, Irma recebeu mais um convite divino: apresentar-se na JMJ de 2016, na Polônia. “Onde eu canto, eu encanto. Não tenho dúvida de que sou escolhida por Deus.”

Leia mais na coluna Beira-mar dessa semana:

+ Débora Nascimento fala sobre papel de vilã na nova novela Alto Astral e revela ser tinhosa na vida real

+ Fã de memes, cantor Roberto Carlos quer bombar nas redes sociais

+ Médico revela que Anderson Silva, com luta marcada para 2015, está sofrendo com medo e insegurança

+ Brenda Valansi, cofundadora da ArtRio, é eleita uma das mulheres mais influentes das artes pela revista Vanity Fair

Fonte: VEJA RIO