Histórias cariocas

Fotógrafa retrata Copacabana com diferentes adjetivos

Histórias e curiosidades sobre o Rio e seus habitantes

Por: Lula Branco Martins - Atualizado em

  Haja adjetivo

Copacabana
Projeto Copacabana Sentimental mostra diferentes ângulos da praia (Foto: Fotos divulgação/Rioetc)

Vem fazendo sucesso na internet a série de fotos da Praia de Copacabana assinada por Juliana Rocha, de 27 anos, moradora do Leme, bairro vizinho. De tanto levar bronca no trabalho por chegar atrasada, ela tomou, há um ano, uma decisão radical: passou a acordar muito cedo e, nisso, tomou gosto por andar pela orla ao amanhecer. Fotógrafa que é, começou a registrar as paisagens diariamente. Deu no projeto Copacabana Sentimental, que até o fim do ano deve virar livro, pela editora Guar­da-Chu­va. Dependendo do enquadramento, das cores usadas e da composição final, cada imagem mereceu de Juliana um adjetivo (três exemplos ao lado). Já se somam 400 fotos, e até agora não houve repetição de palavras. Haja imaginação. E de muito vale um dicionário por perto.

As vilãs da inflação

Trufas brancas
(Foto: Tomás Rangel)

Começou a temporada de trufas brancas, e o Grupo Fasano (com restaurantes em Ipanema e na Barra) apronta novidades. Vindas diretamente da Itália, elas têm aroma marcante. Costumam ser achadas por cães farejadores treinados anos a fio e, quando chegam à cozinha, exigem corte muito específico, com lâminas de precisão. Quanto mais finas as fatias, mais sabores vão liberar (há quem sustente que a espessura ideal é a de uma folha de papel). Tantos cuidados refletem o status da iguaria, que costuma alavancar de forma surpreendente o preço dos pratos nos quais é usada. Por exemplo, dois ovos fritos, com essas trufas por cima, custam 330 reais.

Perfil polêmico

Azulejos Portinari peixes
(Foto: Reprodução)

Entrou em cartaz na quarta (5), na Galeria Scenarium, na Lapa, a mostra Azul Cobalto: Azulejos e Memórias, reunindo raridades feitas com o quadradinho colorido, como as criações de Candido Portinari (1903-1962), na década de 40, para o antigo prédio onde funcionava o Ministério da Educação e Cultura, no Centro. As peças, entretanto, acabaram rejeitadas. Diz-se que o ministro Gustavo Capanema não gostou dos peixes com testa proeminente, que lembravam sua própria cabeça, e vetou a obra. Inédito, o painel agora exposto está incompleto, faltando-lhe, repare, um único azulejo.

Golfe grátis

Golf
(Foto: Divulgação)

Aulas gratuitas de um esporte tão elitizado? É isso mesmo. Acontecem neste sábado (8) e no domingo (9), das 12h às 14h, no Gávea Golf & Country Club, em São Conrado, em meio às disputas do Aberto do Brasil. E nem é preciso levar taco de titânio: os equipamentos são cedidos pela organização. Boas tacadas, mas, antes, confira alguns termos básicos do golfe.

PAR: média de tacadas para acertar a bola num determinado buraco› Birdie: é quandose acerta com uma tacada abaixo do par

HOLE IN ONE: acertar em apenas uma tacada

AIR SHOT: erro crasso, o taco nem toca na bola

TEE: pino de madeira  que apoia a bolinha,só na primeira tacada

O melhor da propaganda

Clube de criação
(Foto: Reprodução)

Encerra-se no sábado da semana que vem (15) o prazo de inscrição para participar do Prêmio Anuário Melhor do Rio, promovido pelo Clube de Criação do Rio de Janeiro, entidade sediada em Botafogo, dona deste divertido logotipo em preto e branco. Será a décima edição do concurso, mais uma vez dividido em categorias como Filme de televisão (ou de cinema), Rádio, Mídia impressa e, agora, Mobile. São esperadas cerca de 2 000 inscrições, vindas das dezenas de agências de publicidade e propaganda que existem no Rio. Um júri de 100 profissionais está sendo convocado para escolher os trabalhos mais interessantes. Resultados em janeiro.

 

Fonte: VEJA RIO