Beira-mar

Claudia Ohana fala de cena de sexo com Mariana Ximenes

Atrizes contracenam juntas no filme Zoom, com estreia prevista para 2015. Claudia Ohana também comenta sobre o desafio de cantar na nova peça de teatro Amor Perverso

Por: Daniela Pessoa - Atualizado em

claudia ohana
(Foto: Pino Gomes)

Com quase quarenta anos de carreira, Claudia Ohana se prepara para dois grandes desafios. Um no teatro e o outro no cinema. Na peça Amor Perverso, que estreia no dia 28 de outubro no Teatro do Leblon, a artista vai revelar os dotes de cantora em adaptação que promove o encontro inédito com as atrizes Helena Ranaldi e Regiane Alves. Mas é o filme Zoom, com lançamento programado para o ano que vem, que deve atrair a atenção do público. No longa, Claudia protagoniza uma cena de sexo com Mariana Ximenes. A artista falou à coluna sobre os projetos.

Você tem talento para o canto?

Solto a voz direitinho. Na peça, vou cantar duas músicas. Aqueço a voz todos os dias em casa e já fiz muita aula de canto lírico na vida. Cheguei até a fazer shows, mas nunca quis investir na carreira musical. Sempre achei cafona o ator ser também cantor, é um preconceito meu.

Como é contracenar com Helena, Regiane e Mariana? 

São todas geniosas, mas nos demos bem. Agora, nunca vou esquecer a Mariana Ximenes, porque minha primeira vez foi com ela (risos). É muito diferente fazer cena de sexo com mulher, ainda mais quando você é a ativa. Senti vergonha, mas, como já sou rodada, não fiquei nervosa.

Aquela pergunta recorrente por causa de sua primeira Playboy: precisou fazer depilação?

Eu já me depilo há anos (risos), mas desta vez o diretor me pediu para deixar pelos embaixo dos braços. Tive de deixar crescer. Sou uma artista obediente.

Leia mais na coluna Beira-mar dessa semana:

+ Preta Gil cobra uma fortuna para cantar em casamentos

+ Aos 91 anos, cirurgião plástico Ivo Pitanguy lança divertida autobiografia

+ Dramaturgo Gerald Thomas deixa rabino Nilton Bonder constrangido com piadas de mau gosto 

+ Atriz Guilhermina Guinle vai atrás da coach de Julia Roberts em Nova York

 

Fonte: VEJA RIO