Cariocas do ano

Bruna Marquezine

Na novela Em Família, ela roubou a cena, atiçou a curiosidade do público e arregimentou novos fãs. Agora se prepara para viver sua primeira protagonista

Por: Daniela Pessoa - Atualizado em

bruna_marquezine
(Foto: Leo Aversa)

Aos 19 anos de idade, a atriz Bruna Marquezine está acostumada aos holofotes do Projac, da TV Globo. Sua estreia aconteceu em 2000, em pequenas participações no Xou da Xuxa, quando tinha 5. O primeiro papel mesmo veio logo depois, em 2003, como a adorável Salete, de Mulheres Apaixonadas, novela de Manoel Carlos. Desde então, participou de catorze produções da emissora sem, no entanto, repetir o impacto da menininha que levou os espectadores às lágrimas ao pressentir a morte da mãe em um tiroteio no Leblon. Isso mudou em 2014. Em janeiro, em uma nova produção escrita por Maneco, Em Família, mostrou-se uma atriz segura e pronta para assumir voos mais altos. Assim que as gravações foram encerradas, em julho, ela embarcou para os Estados Unidos e realizou seu primeiro trabalho em Hollywood, uma participação no filme Breaking Through — três cenas, com falas em inglês e uma coreografia de hip-hop no meio. “Sinto que neste ano ressurgi como uma nova atriz, mais madura. Apesar de eu estar batalhando na profissão há anos, o público me redescobriu.”

Fluminense de Duque de Caxias, Bruna Maia Reis (o Marquezine ela tomou emprestado do sobrenome da avó) transformou-se em fenômeno na constelação das celebridades que povoam a internet. Seu romance de idas e vindas com o jogador de futebol Neymar ajudou a alimentar a curiosidade dos fãs. Há dois meses, foi escolhida como A Mulher Mais Sexy do Mundo de 2014 em um concurso com 314 000 leitores da revista VIP, da Editora Abril, a mesma que publica VEJA RIO. Na semana passada, Bruna começou a preparação para voltar à rotina no complexo da Globo. Ela terá o papel principal da próxima novela das 7, provisoriamente chamada Lady Marizete (esse também é o nome de sua personagem), uma moradora da favela de Paraisópolis, em São Paulo, que é lutadora de artes marciais. “Estou entusiasmada com o papel”, limita-se a dizer, fazendo ar de mistério. Reservada, Bruna também não gosta de falar sobre planos de longo prazo. “Sonho muito alto, às vezes eu mesma tenho medo dos meus sonhos”, brinca. “Mas eles me motivam. E a minha fé sempre ajudou. É ela que me faz manter o foco e enxergar com clareza o que quero”, diz a moça, com a certeza de quem quer ir bem mais longe.

Fonte: VEJA RIO