ascensão

Os marcos que fizeram da ArtRio o maior evento de arte do país

Preparamos uma linha do tempo com os acontecimentos que marcaram a história da feira ano a ano até esta edição

Por: Thaís Meinicke

ArtRio
ArtRio ocupa o Píer Mauá desde 2011 (Foto: Reprodução)

Entre os dias 10 e 13 de setembro, o Píer Mauá recebe a quinta edição da ArtRio. Reconhecida como um dos eventos de arte mais importantes do mundo, a feira contará com representantes de onze países – Argentina, Espanha, Estados Unidos, França, Itália, Japão, Luxemburgo, Portugal, Reino Unido, Suíça e Uruguai – com a presença das mais importantes galerias do Brasil e do mundo. Com obras de mais de 2.000 artistas reunidas em um espaço de mais de 9.000 metros quadrados, além de mais de 50 eventos paralelos durante os quatro dias de evento, a ArtRio mostra que, ao longo desses cinco anos, cresceu exponencialmente.

+ Saiba mais novidades sobre a ArtRio 2015 em nossa página especial

Para que você entenda como a feira chegou à posição e relevância que ocupa hoje, preparamos uma linha do tempo com os principais marcos de sua breve história:  

2011

  • Primeira edição da ArtRio, com a participação de 83 galerias, sendo 50 brasileiras e 33 internacionais;
  • Estreia do programa SOLO, espaço com curadoria de Pablo Leon de la Barra e Julieta Gonzalez;
  • Público total de 46 mil visitantes.

2012

  • Participação de 120 galerias, 60 brasileiras e 60 internacionais;
  • Estreia da galeria Gagosian, reconhecida como uma das mais importantes do mundo, que pela primeira vez participou de um evento na América Latina;
Galeria Gagosian
Galeria Gagosian, de Nova York (Foto: Divulgação)
  • Lançamento da webradio ArtRio Sonora, dentro do portal da ArtRio, como parte do movimento de valorização de todas as esferas do universo da arte. O lançamento foi marcado por um concerto da Orquestra Sinfônica Brasileira no Theatro Municipal;
  • Importantes colecionadores e curadores internacionais visitam a ArtRio, como Ella Cisneros, uma das maiores colecionadoras de arte da atualidade e fundadora da CIFO – Cisneros Fontanals Art Foundation, e Jay Levenson, diretor do programa internacional do MOM, de Nova York;
  • Lançamento do portal artrio.art.br, reunindo informações completas sobre o mercado de arte no Brasil e no mundo, além de agenda sobre as principais exposições e eventos no país;
Home site ArtRio
Portal reúne informações sobre o mundo da arte (Foto: Reprodução)
  • Criação do Circuitos ArtRio, definidos por “colunistas convidados” (artistas, galeristas, músicos etc), que indicam, dentro de uma linha de visitação e história, roteiros de arte em variados locais de visitação (ruas, museus, galerias, paisagens etc). Os primeiros Circuitos foram criados por Eduardo Paes, Vik Muniz, Luiz Camillo Osório e Oskar Metsavath.

2013

  • ArtRio ocupou espaço total de 20 mil metros quadrados e a equipe envolvida na organização chegou a 1.000 profissionais;
  • O design da marca da ArtRio, desenvolvido pela agência Dupla Design, é premiado com o iF Design Award, na Alemanha;
  • Primeira edição do programa Intervenções, realizado nos jardins do MAM;
Intervenções MAM 2013
Intervenções MAM, em 2013 (Foto: Divulgação)
  • Primeira edição do Prêmio FOCO, que tem o objetivo principal de fomentar e difundir a produção de artistas visuais emergentes, com até 15 anos de carreira. A premiação seleciona três artistas brasileiros, que têm a oportunidade de participar de residência e exposição em três importantes instituições do cenário atual e também de expor na ArtRio;
  • No ano em que o Museu de Arte Moderna completava 65 anos, a ArtRio doou uma verba ao curador do museu para que ele escolhesse, durante a feira, novas obras para a instituição. As obras selecionadas foram Pop Corn, de Lucia Kock, na galeria Nara Roesler, e uma obra de Daniel Steegmann Mangrané na galeria Mendes Wood DM;
  • Primeira edição do programa LUPA, com curadoria de Abaseh Mirvali, que apresentou quinze obras monumentais ou de grande escala, inéditas e/ou desenvolvidas especialmente para a feira;
LUPA - Hector Zamora Interiores
Programa LUPA reúne obras monumentais. Na imagem, a de Hector Zamora. (Foto: Divulgação)
  • Neto do artista americano Alexander Calder, consagrado por seus móbiles, Alexander S.C Rower vem para a feira e faz palestra na ArtRio.

2014

  • Lançamento da IDA, feira de design art que acontece em paralelo à ArtRio;
Yayoi Kusama Flowers That Bloom Tomorrow
A obra Flowers That Bloom Tomorrow, de Yayoi Kusama, integrou a primeira edição da IDA (Foto: Divulgação)
  • Primeira edição do CIGA – Circuito Integrado das Galerias de Arte. A iniciativa tem o objetivo de estimular o público a visitar as galerias da cidade e, na estreia, contou com a participação de 40 delas;
  • Lançamento dos Percursos ArtRio, em que convidados podem ter visitas guiadas à feira com o acompanhamento de curadoras internacionais.
  • Realização das Conversas ArtRio, série de palestras com foco em colecionismo realizadas no Píer Mauá durante a feira. A curadoria é de Jesus Fuenmayor, diretor e curador da CIFO – Cisneros Fontanals Art Foundation;
Conversas ArtRio
Conversas ArtRio (Foto: Divulgação)
  • O Governo da Catalunha escolhe a ArtRio como importante evento para a divulgação da arte de sua região e realiza programa oficial trazendo oito galerias para a feira: + R Galería, Adn Galería, Galeria Senda, Galería Trama, Poligrafa Obra Gráfica, Galería Joan Prats, Galería Marc Domenech e Galería Mayoral.
  • Em parceria com a ArtRio, o canal CURTA! inicia a produção das Pílulas de Arte, vídeos com cerca de um minuto de duração que falam sobre o processo de criação e o conceitos de algumas obras.

 

Fonte: VEJA RIO