EXPOSIÇÔES

Arte em movimento

Obras cinéticas sobressaem em três mostras na cidade

Por: Carolina Barbosa - Atualizado em

Paulo Scheuenstuhl/divulgação; Elisa Cohen/divulgação; Gentil Barreira/divulgação
(Foto: Redação Veja rio)

A expressão arte cinética foi consagrada na histórica exposição Le Mouvement, realizada em Paris, em 1955. Participante da mostra pioneira, o venezuelano Jesús Rafael Soto (1923-2005) tem obras em exibição na coletiva Cinéticos: Arte em Movimento, na Galeria de Arte Ipanema, a exemplo de Vibración Blanc Noir Rouge (1971). Outros dois endereços da cidade abrigam representantes do gênero. Em m ✪✪✪✪ Abraham Palatnik, que chega à última semana na Anita Schwartz Galeria de Arte, há 31 trabalhos produzidos pelo artista brasileiro desde 1950. A Pinakotheke Cultural, em Botafogo, exibe setenta obras do cearense Sérvulo Esmeraldo. Algumas delas evocam o movimento ? é o caso de Excitável (1979), feita com madeira pintada, acrílico, papel-cartão e barbante.

Anita Schwartz Galeria de Arte. Rua José Roberto Macedo Soares, 30, Gávea, ☎ 2274-3873 e 2540-6446. → Segunda a sexta, 10h às 20h; sábado, 12h às 18h. Grátis. Até sábado (21). Galeria de Arte Ipanema. Rua Aníbal de Mendonça, 27, Ipanema, ☎ 2512-8832. Segunda a sexta, 10h às 19h; sábado, 10h às 14h. Grátis. Até 15 de outubro.

Pinakotheke Cultural. Rua São Clemente, 300, Botafogo, ☎ 2537-7566. Segunda a sexta, 10h às 18h. Sábado, 10h às 16h. Grátis. Até 13 de novembro.

Fonte: VEJA RIO