Fotografia

As imagens abstratas de Geraldo de Barros

Mostra no Instituto Moreira Salles reúne mais de 300 obras do artista

Por: Rafael Teixeira

 AVALIAÇÃO ✪✪✪

Exposição no IMS
Fotografia em exibição no IMS: experimentações (Foto: Reprodução)

Embora tenha começado sua carreira pela pintura figurativa, este inventivo artista rapidamente se interessou por um universo distinto: a fotografia abstrata. Essa é a faceta apresentada em Geraldo de Barros e a Fotografia, alentada mostra no Instituto Moreira Salles, com mais de 300 obras. Há uma extensa seleção de imagens dedicadas à série Fotoformas, que abasteceu uma exposição realizada por Barros (1923-1998) na primeira sede do Masp, em 1951. São trabalhos que enfatizam geometrismos, figuras borradas e fotos realizadas a partir de negativos submetidos a intervenções e manipulações variadas. Produzida em seus últimos anos de vida, a série Sobras tem exibidas suas 268 colagens de pequenos negativos sobre vidro, setenta deles com seus correspondentes ampliados na parede. À parte a fotografia, uma das salas reúne atraentes pinturas feitas pelo artista entre as décadas de 60 e 70, quando ele flertou com a pop art.

Instituto Moreira Salles. Rua Marquês de São Vicente, 476, Gávea, ☎ 3284-7400 e 3206-2500. → Terça a domingo, 11h às 20h. Grátis. Estac. grátis. Visitas guiadas na quinta e na sexta, às 17h. Até 22 de fevereiro de 2015.

Outros ângulos: aproveite a visita para explorar a individual do prestigiado fotógrafo argentino Horacio Coppola, com dezenas de registros de arte sacra feitos em cidades históricas mineiras em 1945.

+ Veja mais sobre as exposições em cartaz na cidade

Fonte: VEJA RIO