EXPOSIÇÕES

Exposições

Percorremos as melhores exposições da semana para indicar o que você não pode perder

Por: Rafael Teixeira

Estreia

Tatu: Futebol, Adversidade e Cultura da Caatinga

Mascote da Copa do Mundo, o tatu-bola Fuleco inspira a coletiva, um olhar artístico sobre o habitat do animal original, a caatinga, e o futebol. Obras de Lenora de Barros, Miguel Rio Branco, Rubens Gerch­man e Nelson Leirner, entre outros, integram a mostra. Museu de Arte do Rio. Praça Mauá, s/nº, Zona Portuária, ☎ 3031-2741. → Terça a domingo, 10h às 18h. O espaço fechará duas horas antes do horário dos jogos do Brasil na Copa do Mundo. R$ 8,00. Grátis às terças. Meia-entrada para estudantes de escolas particulares e universitários. De quarta a domingo, grátis para alunos e professores da rede pública, crianças de até 5 anos e pessoas com mais de 60 anos. Até 8 de fevereiro de 2015. A partir de domingo (15).

Em cartaz

bauhaus.foto.filme

Fundada em 1919 na Alemanha, a vanguardista escola de design, artes plásticas e arquitetura Bauhaus tem cinquenta fotos e vinte filmes de seu acervo exibidos. Boa parte da seleção fotográfica é exemplar do modo como membros da instituição, já no início do século XX, exploravam a manipulação da imagem. Oi Futuro Ipanema. Rua Visconde de Pirajá, 54, Ipanema, ☎ 3131-9333, ? General Osório. → Terça a sexta e feriados, 15h às 21h; sábado e domingo, 14h às 21h. O espaço fechará duas horas antes do horário dos jogos do Brasil na Copa do Mundo e dos jogos no Maracanã (neste último caso, volta a funcionar uma hora após o término da partida). Grátis. Até 20 de julho.

Cor, Luz e Movimento e Inventário da Paixão

As duas coletivas em cartaz no Museu Histórico Nacional estão vinculadas às comemorações pelos dez anos do Prêmio Marcantonio Vilaça para as Artes Plásticas. A segunda reúne o maior número de nomes estrelados: estão presentes Adriana Varejão, Beatriz Milhazes, Angelo Venosa, Daniel Senise, Cildo Meireles, Leda Catunda e Luiz Zerbini, entre outros. Museu Histórico Nacional. Praça Marechal Âncora, s/nº, Centro, ☎ 2550-9220. → Terça a sexta, 10h às 17h30; sábado, domingo e feriados, 14h às 18h. O espaço estará fechado em dias de partidas no Maracanã e de jogos do Brasil na Copa do Mundo. R$ 8,00 (ter. a sáb.). Grátis aos domingos. Até 13 de julho.

Djanira

Batizada de Pintora Descalça, a mostra celebra o centenário de nascimento da artista. Mais de quarenta obras integram a seleção. Caixa Cultural - Galeria 1. Avenida Almirante Barroso, 25, Centro, ☎ 3980-3815, ? Carioca. → Terça a domingo, 10h às 21h. O espaço estará fechado em dias de jogos do Brasil na Copa do Mundo. Grátis. Até 20 de julho.

✪✪✪ Guillermo Kuitca e Eduardo Berliner

Leia em Veja Rio Recomenda (pág. 12).

✪✪✪ Fabian Marcaccio

Único trabalho na mostra de mesmo nome, Paintant Stories, do argentino radicado em Nova York, é monumental: trata-se de uma obra de técnica mista com 4 metros de altura e 100 de extensão. Casa Daros. Rua General Severiano, 159, Botafogo, ☎ 2275-0246. → Quarta a sábado, 11h às 19h; domingo, 11h às 18h. O espaço fechará meia hora antes do horário dos jogos do Brasil na Copa do Mundo. R$ 12,00. Grátis para crianças de até 12 anos e às quartas. Meia-entrada para idosos e estudantes com mais de 12 anos. A bilheteria fecha meia hora antes do término do horário de visitação. Até 10 de agosto.

Lourival Cuquinha

O artista apresenta uma série de obras produzidas com cédulas e moedas de verdade. Na individual, destaca-se a instalação Zeitgeist, um gigantesco asterisco tridimensional formado por hastes feitas com moedas de cinco centavos. Museu de Arte Moderna. Avenida Infante Dom Henrique, 85, Parque do Flamengo, Centro, ☎ 3883-5600. → Terça a sexta, 12h às 18h; sábado, domingo e feriados, 11h às 18h. O espaço estará fechado em dias de partidas no Maracanã e de jogos do Brasil na Copa do Mundo. R$ 14,00. A bilheteria fecha meia hora antes. Pessoas com mais de 60 anos pagam R$ 6,00. Grátis para amigos do MAM, menores de 12 anos e, na quarta, a partir das 15h, para todos. Aos domingos vigora o ingresso-família: pagam-se R$ 14,00 por grupo de até cinco pessoas. Estac. (R$ 5,00 para visitantes do museu). Até 3 de agosto.

Marilá Dardot

Mineira radicada em São Paulo, a artista apresenta nove trabalhos em Pouco a Pouco, produzidos desde 2002. Tendo como eixo a cor, a geometria, o tempo e a literatura, a seleção de obras inclui instalação, vídeo, pintura e escultura. Galeria Laura Alvim. Avenida Vieira Souto, 176, Ipanema, ☎ 2332-2017. Terça a domingo, 13h às 21h. Grátis. Até 17 de agosto.

✪✪✪✪ Richard Serra

Os 38 imponentes desenhos distribuídos pelas paredes foram escolhidos pelo próprio artista. Para instalar suas criações na mansão em que morou o embaixador Walther Moreira Salles, o americano Serra solicitou a remoção das paredes falsas construídas sobre superfícies envidraçadas. A luz natural valoriza lindamente os desenhos abstratos, revelando o volume do material usado sobre o papel. Esboços em cadernos de anotações completam o acervo. Instituto Moreira Salles. Rua Marquês de São Vicente, 476, Gávea, ☎ 3284-7400. → Terça a domingo, 11h às 20h. O espaço estará fechado em dias de jogos do Brasil na Copa do Mundo. Grátis. Estac. grátis. Visitas guiadas de terça a sexta, às 17h. Até 28 de setembro.

✪✪✪✪ Visões na Coleção Ludwig

Do enorme acervo particular do alemão Peter Ludwig, magnata da indústria do chocolate morto em 1996, foram pinçadas 64 obras. Nomes de peso, como Andy War­hol, Pablo Picasso, Roy Lichtenstein e Jeff Koons, estão representados. Centro Cultural Banco do Brasil. Rua Primeiro de Março, 66, Centro, ☎ 3808-2020. → Quarta a segunda, 9h às 21h. O espaço fechará duas horas antes dos jogos do Brasil na Copa do Mundo. Grátis. Até 21 de julho.

✪✪✪✪ Salvador Dalí

O gênio do surrealismo tem sua mostra mais expressiva apresentada no Brasil. São 150 peças - 29 pinturas e oitenta desenhos e gravuras, além de documentos e fotografias. Destaque para as obras da fase surrealista, como o óleo O Sentimento de Velocidade (1931). Centro Cultural Banco do Brasil. Rua Primeiro de Março, 66, Centro, ☎ 3808-2020. → Quarta a segunda, 9h às 21h. O espaço fechará duas horas antes dos jogos do Brasil na Copa do Mundo. Grátis. Até 22 de setembro.

World Press Photo

Em sua 57ª edição, a mostra é resultado de uma premiação internacional dedicada ao melhor do fotojornalismo produzido a cada ano. Desta vez, são exibidas 143 imagens, publicadas ao longo de 2013 por 53 fotógrafos de 25 nacionalidades. Os cliques exploram temas variados, como política, economia, esportes, cultura e meio ambiente. A grande vencedora eleita pelos jurados é Signal, do americano John Stanmeyer. Feita para a revista National Geographic, a foto mostra migrantes africanos na costa de Djibouti erguendo os seus telefones para tentar captar um sinal da vizinha Somália. Caixa Cultural - Galeria 4. Avenida Almirante Barroso, 25, Centro, ☎ 3980-3815, ? Carioca. → Terça a domingo, 10h às 21h. O espaço estará fechado em dias de jogos do Brasil na Copa do Mundo. Grátis. Até 12 de julho.

Fonte: VEJA RIO