FOTOGRAFIA

Coleção de Joaquim Paiva tem destaque no MAM

Fatia do enorme e eclético acervo do diplomata convive com obras em outras técnicas

Por: Rafael Teixeira

AVALIAÇÃO ✪✪✪

Diane Arbus
Lady Bartender at Home with a Souvenir Dog, New Orleans: da americana Diane Arbus (Foto: Diane Arbus/Reprodução)

Dono de uma das mais expressivas coleções de fotografias do país,o diplomata Joaquim Paiva cedeu,em 2005, o seu acervo ao MAM, em regime de comodato. Uma fatia desse conjunto está presente na mostra Limiares — A Coleção Joaquim Paiva no MAM, representativa da coleção em seu ecletismo: há retratos, flagrantes de cenas cotidianas, registros de caráter documental e flertes com as artes plásticas, sem um fio condutor que não o próprio interesse de Paiva. Entre os destaques estão trabalhos da americana Diane Arbus (1923-1971), nos quais ela volta a câmera para seus conhecidos alvos: indivíduos marginalizados ou de aparência algo estranha. Nomes importantes do fotojornalismo brasileiro, como Orlando Brito e Evandro Teixeira, também marcam presença. vindas do acervo do MAM, obras em outras técnicas convivemcom as fotos de Paiva. São trabalhos de Luiz Zerbini, Nuno Ramos e Anna Maria Maiolino, entre outros artistas.

Museu de Arte Moderna. Avenida Infante Dom Henrique, 85, Parque do Flamengo, ☎ 3883-5600. → Terça a sexta, 12h às 18h; sábado e domingo, 12h às 19h. R$ 14,00. A bilheteria fecha meia hora antes. Pessoas com mais de 60 anos pagam R$ 6,00. Grátis para amigos do MAM, menores de 12 anos e, na quarta, a partir das 15h, para todos. Aos domingos vigora o ingresso-família: pagam-se R$ 14,00 por grupo de até cinco pessoas. Estac. (R$ 5,00 para visitantes do museu). Até 18 de janeiro de 2015.

Fonte: VEJA RIO