carnaval

Rosa Magalhães e Fábio Ricardo

Grande vencedora do Sambódromo e conhecida por seu perfeccionismo, ela terá um adversário a mais na Sapucaí: um novato que almeja revolucionar o desfile

Por: Lula Branco Martins - Atualizado em

Fotos: Fernando Lemos Produção: Daniela Arend
(Foto: Redação Veja rio)

Maior ganhadora da Era Sambódromo, sempre pela Imperatriz Leopoldinense, a carnavalesca Rosa Magalhães faturou cinco campeonatos, três dos quais em sequência, na virada do milênio (1999, 2000 e 2001). Ela ingressou no Carnaval nos anos 70, ganhou seu primeiro título em 1982, na Império Serrano, mas se notabilizou para valer a partir da década de 90. Seu trabalho tem como marcas fantasias e alegorias em estilo rococó, esmeradas em cada detalhe. Em 2012, Rosa comandará pela segunda vez a Vila Isabel, cujo enredo homenageia Angola. Será concorrente de um jovem artista de quem ela gosta muito: Fábio Ricardo, 35 anos. O pupilo, ex-assistente do lendário Joãosinho Trinta, chega ao Grupo Especial pela São Clemente, escola que levará para a Marquês de Sapucaí os grandes musicais nacionais e estrangeiros. A admiração de Rosa pelo noviço é recíproca. ?Ela é minha ídola?, afirma Fabinho. Elogios à parte, ele está consciente da necessidade de trilhar um caminho todo pessoal se quiser passar perto da trajetória de Rosa, uma artista multitalentosa que, por sinal, ganhou um troféu Emmy pela cerimônia de abertura do Pan-2007. ?O público não quer desfiles apenas bonitos. Ele anseia por novas propostas e uma plástica diferente?, acredita ele. ?É preciso reinventar o espetáculo.?

Fonte: VEJA RIO