Rio 2016

Tocha olímpica de rio 2016 será revezada por brasileiros

Em vez de fazer uma tradicional volta ao mundo, a chama das Olimpíadas do Rio vai percorrer 250 cidades brasileiras, nas mãos de mais de 10 000 pessoas

Por: Cibele Reschke

Olimpíada Rio 2016
Carlos Nuzman, presidente do Comitê Organizador Rio 2016, fala sobre o revezamento da tocha olímpica (Foto: Reprodução)

Durante os cem dias que antecederão o início das Olimpíadas Rio 2016, marcado para 5 de agosto do ano que vem, a chama olímpica vai aquecer o coração dos brasileiros, num percurso  de 20 000 km, por cerca de 250 cidades, incluindo todas as capitais do país. A tocha vai circular pelo Rio de Janeiro uma semana antes instalar-se no Maracanã, onde acontecerá a cerimônia de abertura.

Pelo menos 10 000 felizardos irão revezá-la. Indicações para a força-tarefa sairão ao longo de 2015, a comando dos patrocinadores do revezamento (Coca-Cola, Nissan e Bradesco). Além de ex-atletas e personalidades cotadas, a promessa do Comitê Organizador Rio 2016 é que a população faça parte do espetáculo. “Mais do que fazer uma Olimpíada carioca, queremos fazer um evento para todos os brasileiros, que poderão acompanhar um dos momentos mais populares dos jogos perto de casa”, afirma Carlos Nuzman, presidente do Comitê. A lista das cidades agraciadas será divulgada até maio de 2015.

Seguindo a tradição, a pira olímpica vai ser acesa por raios de sol concentrados na concavidade de um espelho parabólico, na cidade de Olímpia, na Grécia, berço dos Jogos Olímpicos da antiguidade. Reza a motologia grega que Prometeu teria roubado o fogo de Zeus para entregar aos mortais. Assim como na antiguidade, a flama permanecerá acesa até o fim dos jogos Paralímpicos. Da República Helênica, a tocha seguirá direto para o Brasil em poucos dias, sem passar por outros continentes, esquema usual nas outras edições da competição de verão, exceto a de Londres, em 2012, que lançou a tendência de manter a chama em território nacional.

+Britânicos desembarcam no Rio de olho nos jogos

Fonte: VEJA RIO