nas alturas

Saiba como começar a praticar escalada e paraquedismo

Um guia com dicas de escolinhas e cursos para quem quer começar a praticar escalada e paraquedismo no Rio 

Por: Thaís Meinicke - Atualizado em

Apesar de muitas pessoas acharem que atividades radicais como o montanhismo e o paraquedismo são exclusivas apenas a um seleto grupo de aventureiros, elas, na verdade, estão mais acessíveis do que você pode imaginar. Há dezenas de escolinhas de escalada espalhadas pela cidade e até para o paraquedismo é possível fazer aulas sem grandes restrições. Confira abaixo onde aprender:  

ESCALADA

Escalada
Escalada (Foto: Divulgação)

O Rio possui diversas rotas urbanas e belos cenários para a prática de escalada. Há opções tanto para iniciantes quanto para atletas com mais experiência. Se você tem vontade de estrear no esporte, é fundamental que procure uma escola especializada com instrutores credenciados à Associação de Guias, Instrutores e Profissionais de Escalada do Estado do Rio de Janeiro (AGUIPERJ) para evitar qualquer tipo de acidente.

Para começar, é possível fazer uma aula experimental com uma escola de escalada. Para isso, é necessário apenas que se tenha um bom condicionamento físico, já que a atividade exige esforço, principalmente das pernas. A Rocks in Rio é uma das escolas que oferece este serviço. As aulas custam R$ 190 e têm três horas de duração, nas quais são transmitidos os fundamentos básicos sobre a escalada, os equipamentos, técnicas de segurança e rapel, para que os alunos possam viver um pouco da experiência do esporte.

Para fazer a aula experimental da Rocks in Rio, os alunos devem escolher entre dois pontos - o morro da Babilônia, na Urca, ou o do Cantagalo, na Lagoa - por serem locais que oferecem mais oportunidades aos iniciantes, além de uma bela vista da cidade. Nas aulas experimentais, os alunos costumam subir cerca de 30 metros junto com os instrutores, o que já possibilita que vivenciem um pouco do ambiente vertical da escalada. Quem preferir se dedicar ao esporte, também pode optar por fazer o curso básico. Ele é ministrado em oito aulas, com conteúdo definido pela Federação de Montanhismo do Estado Rio de Janeiro (FEMERJ), e custa R$ 1.200.

Na empresa A5 Escalada, uma subida realizada no período de 1 a 3 horas custa R$ 150 por pessoa. Preço que inclui a ajuda do instrutor e o equipamento utilizado. Se a ideia for conhecer melhor o esporte, a agência conta com um curso básico de oito aulas ao preço de R$ 1.200. Criado há mais de 40 anos, o Centro Excursionista da Guanabara é referência na área. Um ciclo de aulas básico conta com oito sessões teóricas e oito práticas (divididas entre campos-escolas, escaladas e caminhadas), no valor de R$ 600. 

Rocks in Rio: Tel. 7756-6576. rocksinrio.com.br

A5 Escalada: Tel. 2025-2037. a5escalada.com.br

Centro Excursionista da Guanabara: guanabara.org.br

+ Dez motivos para visitar o Parque Nacional da Serra dos Órgãos

PARAQUEDISMO

Paraquedismo
Paraquedismo (Foto: Divulgação)

No Rio, o melhor lugar para a prática de paraquedismo é a Barra da Tijuca, no Aeroporto de Jacarepaguá. Lá fica localizado o Barra Jumping, clube filiado à Federação Brasileira de Paraquedismo, fundado em 1996. Não é necessário ter nenhuma experiência prévia para realizar um salto duplo e conhecer as emoções do esporte. Com apenas 15 minutos de instrução no solo, um iniciante já está pronto. O salto duplo custa R$ 800, com vídeo o e foto incluídos, para registrar todos os momentos, e são realizados nos fins de semana com agendamento prévio. Devido à pouca disponibilidade de aeronaves, estes saltos estão sendo feitos em Resende, no sul do estado.

Quem quiser embarcar de vez nas aventuras do paraquedismo também pode fazer o curso Curso AFF (Accelerated Free Fall) de formação de paraquedistas, que é dividido em aulas teóricas e práticas. Nas aulas teóricas, os alunos aprendem sobre as regras, equipamentos e procedimentos do esporte, enquanto as aulas práticas consistem em sete saltos de treinamento com acompanhamento de instrutores. Após a conclusão do curso, o aluno já pode saltar sozinho. O custo é de R$ 4 600.

Barra Jumping: Av. Ayrton Senna, 2541, prédio E0034, eixo principal. Aeroporto de Jacarepaguá. Barra da Tijuca. Tel. 3151-3602. barrajumping.com

Fonte: VEJA RIO