acelera!

Dicas para começar a praticar corrida

Com tempo, orientação e preparo adequados, você também pode se tornar um corredor. Siga as dicas

Por: Thaís Meinicke - Atualizado em

corrida
A cidade tem locais ideais para a prática da atividade (Foto: Alexandre Macieira/Riotur)

Com paisagens e espaços privilegiados, o Rio tem vocação para os esportes ao ar livre. Entre as atividades físicas mais populares está a corrida que, sem a necessidade equipamentos, exige apenas um bom par de tênis e muita disposição para ser praticada. Se você também está com vontade de entrar para o grupo de corredores da Cidade Maravilhosa, confira algumas dicas para começar:

+ Lutas em versões fitness ganham espaço nas academias

 Faça um check up

Nunca inicie uma atividade por conta própria sem uma avaliação médica prévia, sobretudo se você tiver histórico familiar de doenças cardíacas, hipertensão e diabetes. "Dessa maneira, fica mais fácil o profissional direcionar o seu treino, intensidade, exercícios educativos e, principalmente, saber se possui as condições fisicas necessárias para a prática", explica Eduardo Nunes, gerente do programa de atividades outdoor da academia Cia Athletica.

 Comece devagar

Respeitar uma fase de adaptação é importante para indicar para seu corpo que ele vai sair do sedentarismo. Nesta fase, a intensidade inicial é baixa, assim como o volume de treino. "Procure alternar pequenas distâncias correndo com caminhadas de recuperação. À medida que for se sentindo melhor, busque aumentar o tempo de corrida, mantendo ou diminuindo a distancia da recuperação", recomenda Guto Ferrari, professor e coordenador de corrida da Academia Velox Fitness. 

• Mantenha a regularidade

Mantenha a regularidade e evite dias seguidos de atividade. Sobretudo neste fase, o corpo precisará de mais que 24 horas de descanso.

• Respeite seus limites

Não queira abraçar desafios maiores do que o seu condicionamento permite. Um adulto leva, em média, de três a seis meses para estar apto a correr uma prova curta, de até 10km. "Respeite seus limites e escute o seu corpo", aconselha Guto Ferrari, a fim de evitar excessos.

• Fuja de lesões

Mantenha a prática regular de atividades contra-resistência (musculação, por exemplo). "Uma musculatura enfraquecida pode te deixar mais suscetível a lesões", explica Guto Ferrari, que ainda recomenda: "Realize sempre um aquecimento de, pelo menos 5 minutos, caminhando em ritmo acelerado".

maratona-03.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

• Procure orientação profissional

É fundamental seguir a orientação de um especialista e não tentar testar seu limites sem nenhuma referência ou informação. "Esse início sem uma orientação pode criar uma imagem negativa da atividade, gerando um bloqueio e aquele desconforto muscular que vai tirar a pessoa do próximo treino por dias", explica Eduardo Nunes.

• Alimente-se e hidrate-se

Jamais pratique atividade física em jejum, mas também evite se alimentar imediatamente antes do treino. Já em relação à hidratação, é importante consumir líquidos antes, durante e depois da corrida. "É recomendável procurar um acompanhamento nutricional para avaliar a alimentação, com o que deve ser consumido antes e depois do treino", indica Eduardo Nunes.

+ Atividades físicas ao ar livre para aproveitar todos os atrativos da cidade

• Use roupas adequadas

Utilize roupas leves e claras, de tecidos que facilitam a eliminar suor. "Caso o treino ocorra na rua, lembre-se de usar boné, óculos e protetor solar, para treinos na parte da manhã; e roupas com sinalizadores ou cores intensas para treinos noturnos", recomenda Eduardo Nunes. Também é importante procurar orientação para encontrar tênis específicos, respeitando seu tipo de pisada para evitar futuras lesões. 

• Treine em um local apropriado

O local de treino deve ser prazeroso, seguro, com facilidade para hidratação e descanso, além de contato com pessoas que te incentivem ou possam ampará-lo em caso de acidente.

• Escolha o melhor horário para você

Cada pessoa se adapta à atividade de uma forma e cada horário - de manhã ou à noite - tem suas vatagens e desvantagens. "De manhã o corpo está descansado após uma noite de sono e o treino aumenta a disposição para o restante do dia, mas as temperaturas estão mais altas, principalmente em treinos externos. Já à noite a temperatura é mais agradável, mas há a possibilidade de algum imprevisto ao longo do dia tirar você do treino, ou anda de ter dificuldade para relaxar e/ou dormir", pondera Eduardo Nunes.

ONDE PRATICAR:

Velox Fitness. Lagoa.

Cia Athletica. Barra da Tijuca.

BodyTech. Copacabana, Barra da Tijuca e Botafogo. 

Fox Assessoria Esportiva. Barra da Tijuca, Copacabana, Tijuca, Leblon e Praia Vermelha (Urca).  

Runners Club. Lagoa Rodrigo de Freitas e Praia do Leblon.  

Speed Assessoria Esportiva. Aterro do Flamengo, Praia do Flamengo, Lagoa, Barra da Tijuca, Maracanã e Niterói. 

Fonte: VEJA RIO