CRIANÇAS

Ação no palco e na tela

Apresentação de Paulo Bi e desenhos da Luluzinha compõem um programa duplo no CCBB

Por: Rachel Sterman - Atualizado em

Tradicional atração do fim de semana, a Sessão Criança exibe filmes de graça no CCBB. A programação prevista para sábado (14) e domingo (15) merece atenção por fugir ao trivial. Na tela, será projetado o Festival Luluzinha, série, com sessenta minutos de duração, de historinhas da conhecida personagem dos quadrinhos. Criada em 1935 por Marjorie Henderson Buell, a garotinha de 8 anos tornou-se um clássico para gerações e ajudou a criar a divisão entre luluzinhas e bolinhas. Nos curtas, Luluzinha se envolve em trapalhadas diversas ao lado de Bolinha e dos companheiros Alvinho e Raposo.

Antes, a diversão acontece ao vivo: Paulo Bi comanda um curto espetáculo como contador de histórias. Fazem parte de seu repertório contos cantados, como a trama iraniana Minha Lua, Nossa Lua, apresentada com trilha sonora gravada, e brincadeiras interativas. Em uma delas, batizada de ip-op, a plateia é convidada a completar os movimentos sugeridos na narrativa. Paulo Bi tem uma longa relação com o público infantil. Tudo começou em 1999, quando se aventurou no disco Festa dos Bichos. Seis anos depois, o cantor e compositor musicou letras do poeta paulista José Paulo Paes no CD De Paes pra Filhos. Na mesma linha dos colegas Paulo Tatit e Sandra Peres, do Palavra Cantada, o artista passa seu recado de forma lúdica. Acompanhado de um violão, o músico ainda dá uma palinha de seu CD Casa do Zé.

Sala de Cinema do Centro Cultural Banco do Brasil (102 lugares). Rua Primeiro de Março, 66, Centro, ☎ 3808-2007. Sábado (14) e domingo (15), 14h. Grátis. Senhas distribuídas uma hora antes.

Fonte: VEJA RIO