CRIANÇAS

Poesia em movimento

Espetáculo de dança inspirado nos versos de Manoel de Barros estreia no CCBB

Por: Rafael Teixeira - Atualizado em

roteiro-criancas-abre.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Admiradora de Manoel de Barros, a bailarina carioca Paula Maracajá desenvolveu, em 2008, um número-solo inspirado na obra do escritor mato-grossense, como projeto final do seu curso de licenciatura. Ali mesmo, a bailarina da companhia Staccato notou que a transposição do universo lúdico do poeta para os passos de dança contemporânea se prestava irresistivelmente ao público infantil. Com algumas adaptações e sob direção da artista, a coreografia se transformou no espetáculo tudo que não invento é falso (assim mesmo, com letras minúsculas), que estreia no sábado (31), no CCBB.

Na vasta obra de Barros, os três livros da série Memórias Inventadas, lançados entre 2005 e 2007, serviram de fio condutor para a apresentação. Agora são três dançarinos no palco ? Danilo D?Alma, Nina Botkay, Patricia Riess e Renata Versiani, além da própria Paula, revezam-se a cada sessão. Eles interagem com um balanço, uma escultura abstrata e livros, em movimentos embalados pela música de Dado Amaral, que usou versos de Barros como letras.

tudo que não invento é falso. Rec. a partir de 3 anos. Centro Cultural Banco do Brasil ? Teatro III (140 lugares). Rua Primeiro de Março, 66, Centro, ☎ 3808-2020. Sábado e domingo, 15h. R$ 6,00. Bilheteria: 9h/21h (ter. a sex.); a partir das 10h (sáb. e dom.). Até 20 de maio. Estreia prometida para sábado (31).

Fonte: VEJA RIO