CRIANÇAS

O Confuso e Misterioso Roubo das Vírgulas

Após curta temporada no Centro Cultural Justiça Federal, a adaptação do livro homônimo de Iuri Kruschewsky volta ao circuito, agora no Teatro Candido Mendes, em Ipanema

Por: Lais Botelho - Atualizado em

AVALIAÇÃO ✪✪✪✪

Aline Macedo/divulgação
(Foto: Redação Veja rio)

Após curta temporada no Centro Cultural Justiça Federal, a adaptação do livro homônimo de Iuri Kruschewsky volta ao circuito, agora no Teatro Candido Mendes, em Ipanema. Entre o lúdico e o instrutivo, o texto parte de um episódio bem original: o roubo das vírgulas de todos os documentos de uma pacata cidade do interior. Móveis de madeira, uma carroça e figurino modesto, mas criativo, dão o tom simples do sítio da Vovó Vitória (um dos papéis do divertido Pedro Casarin), onde a trama se desenrola. Por lá, o sinal de pontuação some das contas, das receitas e até das cartas de amor. Jovens atores da Cia. em Obra interpretam o trio que decide trazer de volta o sentido das frases: Zeca Richa (Joãozinho), Julia Mendes (Fabi) e Mario Terra (Pedroca). A investigação é embalada por canções próprias cativantes, defendidas pelo elenco na base de voz e violão. Direção de Pedro Emanuel (50min). Rec. a partir de 5 anos. Reestreia prevista para este sábado (5).

Teatro Candido Mendes (133 lugares). Rua Joana Angélica, 63, Ipanema, ☎ 3005-4104. Sábado e domingo, 17h30. R$ 40,00. Bilheteria: a partir das 15h (sáb. e dom.). Até 8 de dezembro.

Lição de casa: o programa da peça traz uma carta de Joãozinho sem as vírgulas, para os pequenos corrigirem

Fonte: VEJA RIO