CRIANÇAS

Do gibi para o mundo

Musical leva personagens de Mauricio de Sousa a um passeio por diversas culturas

Por: Bruna Talarico - Atualizado em

Divulgação
(Foto: Redação Veja rio)

Sucesso das histórias em quadrinhos criado em 1959, a Turma da Mônica está por toda parte. Seus personagens já estrelaram desenhos animados, parques temáticos, jogos e espetáculos teatrais. No palco, a mais recente novidade é Mônica Mundi. Depois de passar por São Paulo, em janeiro, o musical estreia no Theatro Net Rio. Em cena, Mônica, Cebolinha, Magali, Cascão, Chico Bento e Jeremias viajam pelo planeta, passeando por diferentes culturas. Ao vivo, atores apresentam-se sob máscaras fiéis ao traço de Mauricio de Sousa.

No começo da história, cada um na turma descobre que vai viajar para um destino diferente nas férias. Depois de alguma conversa, a amizade fala mais alto: todos decidem passear juntos. Na Itália, a gulosa Magali protagoniza um número de dança com pizzas. Em Portugal, os turistas divertem-se com a animação musical do vira e o sotaque local. A França, a Arábia (deixa para uma volta no tapete voador) e a África também estão no roteiro. Nessa última escala, Cebolinha mais uma vez sequestra Sansão, o coelhinho da Mônica, e ensaia uns passos típicos com o boneco tendo a savana como cenário. A imaginação é fundamental para o deslocamento dos amigos. Eles se valem de meios de transporte como jipe, navio e avião, inventados a partir de sofás e outros objetos cênicos. Adaptação da Festa das Nações, atração do extinto Parque da Mônica, a montagem traz novos roteiro, figurino e números musicais ? doze canções compõem a trilha sonora. Nos créditos da peça há nomes importantes do teatro musical brasileiro, a exemplo do cenógrafo Paulo Corrêa (A Família Addams) e do iluminador Ney Bonfante (Evita e West Side Story). A direção é de Mauro Sousa.

Mônica Mundi (60min). Rec. a partir de 2 anos. Theatro Net Rio ? Sala Tereza Rachel (704 lugares). Rua Siqueira Campos, 143 (Shopping Cidade Copacabana), sobreloja, Copacabana, ☎ 2147-8060. Sábado, 16h, domingo, 11h e 16h. R$ 120,00 (plateia e frisas) e R$ 100,00 (balcão). Até 28 de abril. Estreia prevista para sábado (2).

Fonte: VEJA RIO