CRIANÇAS

Tempo roubado

Livro de Michael Ende, autor de A História sem Fim, ganha adaptação para o teatro

Por: Bruna Talarico - Atualizado em

Renato Mangolin/divulgação
(Foto: Redação Veja rio)

O alemão Michael Ende (1929-1995) tinha 16 anos quando foi convocado pelo Exército de seu país. Filho de um pintor banido pelos nazistas, desertou e, após o fim da II Guerra Mundial, exorcizou os fantasmas da violência através da arte. Um dos grandes nomes da literatura infantojuvenil, é o autor de obras como A História sem Fim e Momo e o Senhor do Tempo, trama que ganha o palco do Oi Futuro Flamengo a partir de sábado (8). Cristina Moura e Renata Mizrahi, responsáveis pela adaptação, buscaram, na montagem, promover um diálogo entre artes cênicas, plásticas, música e literatura.

Isabella Parkinson concebeu o projeto. O elenco reveza-se nos papéis, mas ela interpreta Momo a maior parte do tempo ? a protagonista é uma menina que mora nas ruínas de um anfiteatro e possui o dom de escutar. Ao lado dos amigos, ela se diverte inventando brincadeiras, mas a rotina do grupo é ameaçada pela chegada dos Homems Cinzentos. Eles têm o poder de apressar a vida das pessoas. Para resistir à nova ordem imposta pelos vilões, a garota conta com a ajuda do Senhor do Tempo. O espetáculo tem cenário assinado por Aurora dos Campos, figurinos de Marcelo Olinto, iluminação de Rogério Emerson e trilha sonora de Domenico Lancellotti. Também estão no elenco Bernardo Marinho, Carolina Cony, Isabel Guéron e Jonas Gadelha.

Momo e o Senhor do Tempo (50min). Rec. a partir de 5 anos. Estreia prevista para sábado (8). Oi Futuro Flamengo (84 lugares). Rua Dois de Dezembro, 63, Flamengo, ☎ 3131-3060, ? Largo do Machado. Sábado e domingo, 16h. R$ 15,00. Até 3 de fevereiro.

Fonte: VEJA RIO