Hora do recreio

Lanches práticos e saudáveis para a merenda infantil

Nutricionistas dão dicas de como montar boas opções de refeições para as crianças levarem à escola

Por: Luna Vale - Atualizado em

Lancheira
A opção mais saudável é sempre com frutas e sanduíches feitos em casa. Mas alguns produtos industrializados também podem entrar (Foto: Divulgação)

Todos os pais sabem o quanto a alimentação infantil é importante para o crescimento dos pequenos, mas preparar a merenda dos filhos em idade escolar não é uma tarefa fácil. Para muitos responsáveis, falta tempo para preparar todo dia uma opção saudável e diferente feita em casa. Muitas vezes, as próprias crianças querem escolher o que levar e acabam preferindo alimentos não nutritivos e até maléficos à saúde ou insistem em comprar na cantina, que nem sempre oferece lanches naturais e ricos em nutrientes.

+ O melhor da programação infantil em cartaz na cidade

Nem todos os produtos industrializados são ruins, mas a nutricionista Karen Schlösser faz um alerta para que os pais prestem atenção nos rótulos dos produtos comprados. “Um lanche saudável quando falamos em alimentação infantil deve ser, principalmente, com baixos teores de açúcar, sal e gordura de boa qualidade”, explica. É preciso ter atenção também ao transporte e à refrigeração dos alimentos para que eles não corram o risco de estragar. Uma dica é usar uma bolsa térmica ou levar bebidas e iogurtes congelados.

+ Guloseimas saudáveis para as crianças

Para ajuda-los nesta difícil missão, reunimos um time de especialistas que dão dicas sobre opções de lanches práticos e saudáveis e explicam porque usar (ou não) cada alimento:

  • Requeijão x Pasta de grão de bico ou pasta de amendoim
1
(Foto: Arte VEJA RIO)

Já existe no mercado opções para fugir do requeijão,  um produto ultra processado rico em sódio, conservantes e de baixo teor nutricional. Troque por pastas naturais de soja, grão de bico e pasta de amendoim, que contêm boas quantidades de proteína, deixando a criança saciada por mais tempo, melhorando a imunidade, diminuindo sensibilidades alimentares, processos alérgicos, rinites e problemas intestinais como gases, diarreia ou constipação.

  • Bisnaguinha x Pão integral
2
(Foto: Arte VEJA RIO)

As famosas bisnaguinhas são cheias de açúcar, gordura e glutamato monossódico, com o dobro de gordura do que o pão de forma tradicional! Opte por pães onde o primeiro ingrediente seja "farinha de trigo integral", é um alimento com mais quantidades de fibras, que estimulam o transito intestinal saudável da criança e por ser integral, contém mais vitaminas que fortalecem o sistema imune dela também.

  • Achocolatado x Sucos de frutas naturais integrais
3
(Foto: Arte VEJA RIO)

Se não puder mandar o suco natural, fuja das versões industrializadas chamadas de néctar, que são apenas frutose acrescido de mais açúcar, aditivos e excesso de conservantes que fazem muito mal à saúde. Sendo assim, compre apenas sucos com o rótulo "suco integral da fruta", sem aditivos e sem conservantes. Eles equivalem a uma porção de fruta para as crianças e sem açúcar extra.

  • Bolo pronto de pacotinho x Cookie de aveia
Comparação alimentos merenda infantil
(Foto: Arte VEJA RIO)

Se a criança gostar de bolo, não coloque, jamais, na lancheira os do tipo pronto, que carregam quantidades enormes de gordura trans (o pior tipo de gordura que afeta o cérebro e causa aumento de colesterol e entupimento de artérias) e que contem açúcar em sua composição. Opte por cookies integrais de aveia, pois também são ótimas opções e conservam bem em temperatura ambiente.

  • Batatas chips x Biscoito de polvilho integral
5
(Foto: Arte VEJA RIO)

Assim como o bolinho pronto, batatas chips também contem gordura trans e fazem muito mal à saúde da criança. Uma boa opção de salgadinho e que as crianças adoram é o biscoito de polvilho integral, que é assado e bem gostoso. Ele é encontrado em lojas de produtos naturais. 

  • Danoninho (produtos tipo petit suisse) x Iogurte desnatado
6
(Foto: Arte VEJA RIO)

Uma pesquisa realizada pela Associação Brasileira dos Direitos do Consumidor revelou que o danoninho tem muito mais corante e açúcar do que se imagina, e, ao contrário do que anunciam não tem a quantidade de vitaminas e ferro citada. Além de ter açúcar em excesso: Danoninho é guloseima, não é lanche. Opte por iogurtes naturais ou desnatados, que não contem altas quantidades de conservantes e químicos. 

  • Salgadinho tipo Fandangos x Canjica Milho Doce
7
(Foto: Arte VEJA RIO)

Essa canjica é natural e feito com açúcar orgânico, tendo apenas 95kcal em um pacote de 50g. Muito mais saudável, nutritivo e rico em fibras e proteínas do que esses salgadinhos prontos que são ricos em sódio e corantes.

  • Kinder Bueno x Frutas crocantes
8
(Foto: Arte VEJA RIO)

Os chips de frutas são fontes de fibras, naturais, sem adição de açúcar e conservantes. Por serem desidratados, tem uma vida de prateleira maior. São vendidos em embalagens como os biscoitos, o que é um ponto positivo, já que a criança não se sente “isolada” e diferente dos colegas na hora do lanche. Além de ser uma opção muito mais saudável e nutritiva do que um doce industrializado e cheio de  conservante e flavorizante.

  • Joelho x Snacks de mandioca e soja
10
(Foto: Arte VEJA RIO)

O salgado de queijo e presunto apresenta muito sódio, além de ter muita gordura saturada. O consumo exagerado pode levar à obesidade, além de problemas cardíacos também. O snack é natural e sem glúten, oferecendo uma alimentação mais saudável.

  • Amendoim Japonês x Mix de castanhas
11
(Foto: Arte VEJA RIO)

O mix pode ser feito com diversas opções (castanha de caju, castanha do pará, amêndoa, avelã, macadâmia) e é uma ótima opções salgada, acessível e simples. Apesar de ainda não saberem o porquê, pesquisas mostram que o número de crianças com alergia a amendoim aumentou significativamente nos últimos anos. Muitos cientistas acreditam que o alto consumo do alimento, que é rico em gordura saturada, pode desencadear uma reação do organismo.

  • Chocolate x bananada sem açúcar
12
(Foto: Arte VEJA RIO)

A bananada é rica em fibras e nutrientes, como o ferro, potássio e proteínas e pode servir como uma boa opção de doce após o lanche no lugar do chocolate que possui grandes quantidades de açúcar e gordura. Alguns tipos ainda tem cafeína na composição o que, em excesso, pode tirar o sono ou o apetite.

  • Biscoito recheado x cookie integral 
9
(Foto: Arte VEJA RIO)

Substitua os biscoitos gordurosos, ricos em carboidratos simples, gordura trans e sódio por cookies integrais, que possuem aveia, são ricos em fibras e com baixo teor de sódio, ou seja, muito mais nutritivos e saudáveis ao corpo. 

  • Biscoito salgado x Bolacha de arroz
13
(Foto: Arte VEJA RIO)

A primeira opção é mais saudável por possuir menos calorias e menos gordura do que a segunda, que contém altas doses de farinha refinada, gordura trans, açúcar e sódio.  Geleia 100% fruta é uma ótima opção para acompanhar a bolacha de arroz no lanche.

Fontes: nutricionista funcional Cinthia Leitão, equipe de nutricionistas do Vigilantes do Peso,  nutricionista Camila Monteiro, endocrinologista Flávia Junqueira, endocrinologista Alfredo Cury, nutricionista Karen Schlösser, nutricionista Carla Iespa, da Escola Dínamis

Fonte: VEJA RIO