CRIANÇAS

Manuel Bandeira em cena

Vida e obra do poeta pernambucano inspiram musical no Oi Futuro Ipanema

Por: Rafael Teixeira - Atualizado em

Claudia Ribeiro / Divulgação
(Foto: Redação Veja rio)

Em 1966, para celebrar o aniversário de 80 anos de Manuel Bandeira (1886-1968), foi lançado Estrela da Vida Inteira. Dois anos depois, o poeta pernambucano morreu sem ter concluído nenhum novo livro e a antologia ganhou contornos de publicação definitiva. Os irmãos Ronaldo e Cristiano Mota debruçaram-se sobre suas páginas para escrever o musical Manuel Bandeira - Estrela da Vida Inteira, dirigido por Claudio Mendes, em cartaz no Oi Futuro Ipanema a partir de sábado (14).

A dupla também compôs oito músicas a partir de textos de Bandeira que, no palco, se juntam a quatro canções populares, a exemplo de Cai, Cai, Balão e Sapo Cururu. Arranjados pelo diretor musical David Tygel, os temas são interpretados ao vivo por cinco atores (entre eles o próprio Ronaldo) e evocam passagens da vida do poeta. Nas músicas ou nas falas dos personagens aparecem versos como os de Visita Noturna e do célebre Vou-me Embora pra Pasárgada. Todos no elenco vivem o homenageado em algum momento (caracterizados com óculos redondos e dentes postiços). Além disso, encarnam figuras presentes em sua obra, como o pássaro de Pardalzinho e Irene de Irene no Céu.

Manuel Bandeira - Estrela da Vida Inteira. Livre. Oi Futuro Ipanema (120 lugares). Rua Visconde de Pirajá, 54, 3º andar, Ipanema, ☎ 3201-3010, ? General Osório. → Sábado e domingo, 16h. R$ 10,00. Bilheteria: 15h/21h (ter. a sex.); a partir das 15h (sáb. e dom.). Até 1º de abril. Estreia prometida para sábado (14).

Fonte: VEJA RIO