CRIANÇAS

Fantasia no picadeiro

Após 25 anos, e com Soraya Ravenle no elenco, Lili ? Uma História de Circo ganha nova montagem

Por: Lais Botelho

Renato Mangolin/divulgaçÃo
(Foto: Redação Veja rio)

Lili (1953), produção americana com toques de fantasia estrelada por Leslie Caron, ganhou o Oscar de melhor música - um clássico na trilha sonora do filme, lembrado até hoje, é a tremendamente assobiável Hi-Lili, Hi Lo. Inspirada pelo longa, Lícia Manzo escreveu Lili - Uma História de Circo. Isaac Bernat, ator e diretor com diversos bons espetáculos no currículo, assistiu à primeira montagem do musical, e, 25 anos depois, conduz o retorno da peça ao circuito. Em cartaz a partir deste domingo (6) no Oi Futuro Ipanema, sua encenação traz

Gabriela Carneiro da Cunha no papel de Lili. Após a morte dos pais, a jovem mineira viaja para o Rio em busca de emprego. No caminho, esbarra com uma trupe de artistas mambembes e encanta-se, entre personagens como a mulher barbada (Soraya Ravenle), sua conselheira, e um titereiro apaixonado (Gabriel Vaz), com o universo do Grande Circo El Fanfarrão. Roberto Gnattali, sobrinho do grande maestro Radamés Gnattali (1906-1988), assina a direção musical. Composições originais de Eduardo Dussek são intepretadas ao vivo pelo elenco (70min). Rec. a partir de 4 anos. Reestreia prevista para este domingo (6).

Oi Futuro Ipanema (130 lugares). Rua Visconde de Pirajá, 54, Ipanema, ☎ 3131-9333. Sábado e domingo, 16h. R$ 15,00. Bilheteria: a partir das 14h (sáb. e dom.). Até 21 de setembro.

Fonte: VEJA RIO