CRIANÇAS

Retrato de um artista

Espetáculo conta a história de Marc Chagall, da infância até o reconhecimento como pintor

Por: Rafael Teixeira - Atualizado em

João Velho e Cristina Lago em cena que evoca um dos quadros de Chagall: surrealismo no palco
(Foto: Redação Veja rio)

Repleta de figuras que parecem saídas de um sonho - vacas segurando guarda-sóis, bodes tocando violino, anjos descidos do céu e casais que flutuam no ar -, a obra do russo-francês Marc Chagall (1887-1985) é reconhecida também por suas cores vivas e um traço (só aparentemente) infantil. Com tais características, seus quadros desfrutam um irresistível apelo entre as crianças. Compor um retrato da juventude do artista é a proposta de Chagall, novo espetáculo da Cia. Dramática de Comédia, que estreia no sábado (7), no CCBB. Diretor de todos os trabalhos do grupo, João Batista volta à função mais uma vez. Para viver o protagonista, a trupe convidou o ator João Velho (do premiado Joaquim e as Estrelas).

No texto de Eduardo Rieche, escrito a partir do argumento de Doris Rollemberg, a vida de Chagall é apresentada de sua infância, época em que ele ainda atendia por Moyshe Segal, até o início do século XX, quando adotou a assinatura pela qual ficaria conhecido. Em vez de serem mostradas em sua totalidade, as obras são evocadas nos coloridos figurinos, em projeções de partes dos quadros ou mesmo com a presença de figuras recorrentes em suas pinturas, como o judeu peregrino, a noiva e o violinista.

Chagall. Livre. Centro Cultural Banco do Brasil - Teatro II (155 lugares). Rua Primeiro de Março, 66, Centro, ☎ 3808-2020. Sábado e domingo, 16h. R$ 6,00. Bilheteria: 10h/21h (ter. a sex.); a partir das 10h (sáb. e dom.). Até 18 de março. Estreia prometida para sábado (7).

Fonte: VEJA RIO