CRIANÇAS

Um programa família

Na segunda edição, o Burburinho alia venda de artigos infantis a lazer para os pequenos

Por: Bruna Talarico - Atualizado em

roteiro-criancas-abre.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Frequentadoras de eventos bem-sucedidos que unem consumo a lazer, a exemplo da Babilônia Feira Hype, Denise Coelho e Patricia Machado se viram às voltas com a falta de distração para os pequenos durante algumas badaladas sessões de compras. Decidiram, então, criar o Burburinho, farra de um dia só que concentra atrações para toda a família: estandes de produtos de moda, decoração e artesanato infantil, para os adultos, e atividades variadas para as crianças. A primeira edição, em maio, recebeu mais de 1000 pessoas. De volta ao espaçoso casarão do Solar das Palmeiras, em Botafogo, o encontro acontece mais uma vez no domingo (2). Grifes diversas vão expor seus produtos: Mini humanos, BBdoBem, Zazen, Use Cute, Ideias, Le Petit Pirate, Savannah Kids, Festa das Comadres, Rabispixa e Filhas de Maria. As duas últimas marcas pertencem às organizadoras da festa, Denise e Patricia, respectivamente.

Comidinhas para fomes de qualquer hora serão vendidas por uma sucursal do Maya Café, de Laranjeiras. Também na ala gastronômica do programa, o Empório da Papinha servirá seu cardápio de comida orgânica a bebês, crianças e marmanjos em busca de alimentação saudável. Das 10 às 19 horas, a farra espalha-se pela casa e por seu belo jardim gramado. No primeiro horário, a atração é o mágico Janjão. Às 11 horas, entra em cena a Boneca Lilica, personagem da animadora Carina Bersaneti Melo. Entre o meio-dia e as 16 horas, a turminha vai se divertir no salãozinho de beleza, com pintura facial e outras intervenções lúdicas, e também com números do mágico Alex. A partir das 16 horas começam as sessões de contadores de histórias, oficinas e outras brincadeiras da minicolônia, seguidas pela recreação do grupo Panos pra Manga.

Burburinho. Solar das Palmeiras. Rua das Palmeiras, 35, Botafogo, ☎ 8484-0045. Domingo (2), 10h às 20h. Grátis.

Fonte: VEJA RIO