ROTEIRO

As melhores atrações infantis do Rio

Em cartaz no Teatro Bradesco, o espetáculo Disney Live! O caminho Mágico de Mickey & Minnie encerra apresentações no domingo (6)

Por: Carolina Barbosa - Atualizado em

Disney
Espetáculo criado por profissionais da Broadway está em cartaz no VillageMall (Foto: Divulgação)
  • A fauna brasileira é o tema das canções, em ritmos variados, apresentadas pelo grupo BeBossa Kids. O show do sexteto tem direção musical de Zeca Rodrigues. Rec. a partir de 3 anos.
    Saiba mais
  • De quinta (3) a domingo (6) ocorre a quinta edição do Festival Internacional Pequeno Cineasta (FIPC), organizado pela produtora Daniela Gracindo, com programação gratuita em quatro pontos da cidade. Entre os destaques do evento está a exibição de cerca de cinquenta filmetes, selecionados entre 250 inscritos, no CCBB. No Museu do Meio Ambiente do Jardim Botânico, oito curtas sobre o tema que dá nome à casa serão apresentados no sábado (5), entre 11h e 12h.
    Saiba mais
  • Marcella Dale e Marcela Coelho promovem um jogo de musicalidade e dramatização sobre conhecidos trava-línguas, aquelas frases difíceis de dizer rapidamente. A encenação é simples, com um tapete vermelho sobre o qual a dupla se apresenta. Em figurinos que lembram trajes de bonecas de pano, elas ganham a plateia com enorme entrosamento e pleno domínio do texto (45min). Rec. a partir de 4 anos.
    Saiba mais
  • Antonio Tigre, autor do livro homônimo levado ao palco, é professor de ioga. No musical em cartaz no Galpão das Artes do Espaço Tom Jobim, no Jardim Botânico, os adaptadores tiveram o cuidado de usar posturas bem características, mas sem exageros: a serviço da história, uma fábula de toque oriental. Estreantes no teatro infantil, os diretores Arlindo Lopes e Juliana Terra entregam um espetáculo de colorido rico, reforçado por belos figurinos de Beth Passi de Moraes, Joana Passi e Rebeca Dallmaier. Máscaras confeccionadas pela artista peruana María Arribasplata se destacam entre os elementos cênicos usados. Luciana Bollina, intérprete talentosa já vista em Hair e Sweet Charity, encarna a narradora Parvati. Em cena, ela demonstra versatilidade ao cantar, dançar e tocar instrumentos indianos. Ao longo da trama sobre o príncipe Shridhara, em sua aventura rumo ao topo dos Himalaias, o protagonista aparece no palco como um boneco (criado por Alexandre Guimarães) manipulado por Tigre. A trilha sonora de Gui Cavalcanti, executada ao vivo, mistura temas da cultura hindu à sonoridade nordestina. Apresentada com leveza e bom humor — Ganesha, a divindade em forma de elefante, passeia de patinete pelo palco —, a história do menino iogue empolga a plateia, que embarca sem esforço na viagem por paisagens pouco comuns por aqui. Rec. a partir de 4 anos.
    Saiba mais
  • Com texto e direção de Carla Reis, o espetáculo é baseado no conto dos irmãos Grimm, no qual a princesa Aurora é enfeitiçada após espetar o dedo em uma roca, dormindo um sono profundo. A montagem é protagonizada pela atriz Fabíola Romano e tem canções de Bruno Camurati. Rec. a partir de 4 anos. 
    Saiba mais
  • Mais de duas dezenas de animações que encantaram diversas gerações compõem o animado roteiro que Mickey, Minnie, Donald e Pateta percorrem a partir de quarta (12), no Teatro Bradesco. Criado por profissionais com experiência na Broadway, o espetáculo Disney Live! O Caminho Mágico de Mickey & Minnie conta com muita música e uma série de números de ilusionismo. Entre os filmes da Disney lembrados estão clássicos como Branca de Neve e os Sete Anões (1937) e Cinderela (1950), passando por Aladdin (1992) e Toy Story (1995), até filmes mais recentes, como Enrolados (2010). Um dos momentos mais esperados é quando Mickey, com chapéu de feiticeiro, volta a fazer as vassouras dançar, como na cena antológica de Fantasia, obra-prima de 1940. Rec. a partir de 2 anos.
    Saiba mais
  • Mais de 100 filmes de metragens variadas, oriundos de 25 países, ocupam salas da rede Cinemark. Em sua 13ª edição, o Fici reprisa sucessos e exibe títulos inéditos por aqui, a exemplo da animação indicada ao Oscar deste ano Canção do Oceano (2014), de Tomm Moore. Estão previstas, dentre outras ao longo da semana, sessões no cinema do Downtown na segunda (7), às 14h30, em Botafogo, às 15h30, e no Carioca Shopping, às 18h30. Salas Cinemark Botafogo, Carioca e Downtown. R$ 9,00. Até domingo (13). Confira a programação completa em www.fici.com.br.
    Saiba mais
  • Não são poucas as ousadias. Bancos e almofadas acomodam o público no palco. Os espectadores ficam todos bem perto do protagonista, um sujeito careca, de bigode, cavanhaque e tatuagens (temporárias), uma delas do Ultraman, super-herói japonês de sucesso na segunda metade do século passado. Somados, esses e outros detalhes resultam em encantamento. No monólogo em cartaz no Centro Cultural Justiça Federal, Juvenal (Eduardo Almeida) espera a amiga Pita — e acredita que todos que ali estão também a aguardam. Enquanto ela não chega, ele se perde em reminiscências e recorda antigas aventuras vividas ao lado da menina, sempre envolvendo um velocípede incrementado presente na montagem da Pandorga Companhia de Teatro. O texto de Cleiton Echeveste também diverte os adultos. As referências pop vão do já citado Ultraman a Os Fantásticos Livros Voadores de Modesto Máximo (2012), de William Joyce, ganhador do Oscar de melhor curta de animação. As coreografias desengonçadas de Eduardo Almeida e a tática inteligente de usar o teatro como cenário são outros acertos da peça dirigida por Cadu Cinelli. Fica a impressão de que Pita vai chegar a qualquer momento. Rec. a partir de 6 anos.
    Saiba mais
  • Adaptação de um mito indígena brasileiro, o espetáculo encenado pela companhia A Roda, de Salvador, utiliza o teatro de sombras para narrar a história de um jovem que se transforma em pássaro para ir ao céu e roubar as chamas do palácio do Sol (60min). Rec. a partir de 4 anos.
    Saiba mais
  • De volta ao palco, a clássica história narra as aventuras do personagem do título (interpretado por Rafael de Oliveira). O menino que não quer crescer vive na Terra do Nunca em eterno conflito com o pirata Capitão Gancho (Alison Weler). Direção de Roberto Resende (50min). Rec. a partir de 2 anos. Estreou em 21/2/2016. Teatro Vanucci (450 lugares). Rua Marquês de São Vicente, 52, Loja 346, ☎ 2274-7246. → Sábado e domingo, 17h10. R$ 60,00. Bilheteria: a partir das 14h (ter. a dom.). Até o dia 28.
    Saiba mais
  • A montagem assinada e dirigida por Lelo Silva mostra a trajetória da menina Lúcia, que tem de enfrentar medos e inimigos após perder a visão. Rec. a partir de 4 anos.
    Saiba mais

Fonte: VEJA RIO