CRIANÇAS

Alice no País das Maravilhas

Personagens de Lewis Carroll ganham o palco em forma de bonecos na montagem do grupo Giramundo

Por: Lais Botelho - Atualizado em

Marcello Nicolato/divulgaçÃo
(Foto: Redação Veja rio)

Depois de passar pelo Sesc Ginástico em curtíssima temporada, em abril, o espetáculo da companhia mineira Giramundo repete a dose no Teatro Bradesco a partir de quinta (19). Serão apresentadas no Rio mais quatro sessões da peça que celebra os quarenta anos da premiada trupe de teatro de bonecos e completa a trilogia Mundo Moderno, formada ainda por Pinocchio (2005) e Vinte Mil Léguas Submarinas (2007). Em cena, 55 marionetes de produção própria contracenam com um ator de verdade: Beto Militani faz as vezes de narrador no papel do escritor Lewis Carroll (1832-1898), o autor da célebre história original. Toques de modernidade recaem sobre o clássico enredo, em montagem que mescla artes plásticas, vídeos e 27 canções de jeitão pop compostas por John Ulhoa, guitarrista do Pato Fu. Cantora da banda e mulher do músico, Fernanda Takai dubla a protagonista Alice. Também nos créditos, o eterno mutante Arnaldo Baptista, não por acaso, assume a voz do Chapeleiro Maluco. Outro detalhe atraente é a tecnologia empregada na manipulação de alguns bonecos, feita sem titereiros, com o uso de sensores de movimento.

Teatro Bradesco (1?060 lugares). Avenida das Américas, 3900, Barra (VillageMall), ☎ 3252-2750. Quinta (19) e sexta (20), 19h; sábado (21) e domingo (22), 15h. R$ 50,00 (frisa e balcão nobre) a R$ 110,00 (camarote). Bilheteria: 13h/19h (ter. a dom.).

Fonte: VEJA RIO