CONCERTOS

Rio International Cello Encounter

Flautistas, violinistas, pianistas, craques dos sopros e até bailarinos se apresentam em 28 espetáculos de quinta (1º) a 11 de agosto

Por: Lais Botelho - Atualizado em

Andre Pinnola Fotografia/divulgação
(Foto: Redação Veja rio)

Na estreia, em 1994, a programação era dedicada a colegas de instrumento do violoncelista inglês David Chew que, oriundos de países variados, atendiam ao seu chamado para tocar de graça em diversos endereços da cidade. O espírito democrático do festival segue o mesmo e, ampliado pela participação de flautistas, violinistas, pianistas, craques dos sopros e até bailarinos, desemboca nos 28 espetáculos previstos para a 19ª edição, que vai de quinta (1º) a 11 de agosto. Chew, o idealizador da festa, é o solista, ao lado do saxofonista argentino Blas Rivera, do concerto de abertura, às 20h, no Espaço Tom Jobim. Com a Orquestra de Violoncelos e Contrabaixos de Volta Redonda, os dois vão passear por obras de Rivera e seu ilustre conterrâneo Astor Piazzolla. Atração do fim de semana, o violinista armênio Haroutune Bedelian marca presença em duas apresentações. No sábado (3), às 11h, no Parque Lage, será o solista na Chaconne, de Bach, trilha sonora para coreografia de Christine Ceconello e Josh Johnson. No dia seguinte, repete o programa na Caixa Cultural, no Centro, às 19h. Também no domingo (4), às 13h, o Quarteto À Priori, de Marco Catto, Felipe Prazeres (violinos), Karolin Broosch (viola) e Pablo de Sá (cello), toca, na Igreja Britânica, em Botafogo, peças de Philip Glass e Benjamin Britten.

Confira a programação completa em abr.io/riocello-2013

Fonte: VEJA RIO