CONCERTO

Talento em dose dupla

Por: Bruna Talarico - Atualizado em

roteiro-concertos-c.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Odair Assad (à esquerda na foto), 55 anos, mora em Bruxelas, na Bélgica. Lá, leciona violão na Escola Superior de Artes. Quatro anos mais velho, seu irmão Sérgio reside em outro continente: ele também dá aulas, mas no Conservatório de Música de São Francisco, na Costa Oeste americana. De vez em quando, eles se juntam no palco ou no estúdio. E aí dão vida ao Duo Assad, uma das mais importantes duplas de violonistas da atualidade, reconhecida pela excelência técnica e pelo entrosamento extraordinário. Depois da última visita ao Theatro Municipal, em 2010, eles voltam à casa para dividir uma apresentação com a Orquestra Petrobras Sinfônica, dentro da programação da série Portinari.

Com mais de quatro décadas de parceria, os manos nascidos na cidade de Mococa, em São Paulo, têm uma trajetória coroada de êxitos. Não à toa, atraíram a admiração de artistas do calibre do argentino Astor Piazzolla (1921-1992), que chegou a compor uma peça para eles na década de 80. Virtuoses do instrumento, Sérgio, que também é compositor, e Odair têm outros fãs ilustres, entre eles o fenômeno do violoncelo Yo-Yo-Ma, com quem já tocaram várias vezes. O concerto do próximo sábado terá regência de Antoni Wit. Diretor musical da Orquestra Filarmônica de Varsóvia, ele já conduziu as prestigiadas filarmônicas de Berlim e de Londres. No programa, a inédita Phases, de Sérgio Assad, Pequena Suíte, do polonês Witold Lutoslawski (1913-1994), e Quadros de uma Exposição, do russo Modest Mussorgsky (1839-1881).

Theatro Municipal (2?237 lugares). Praça Floriano, s/nº, Centro, ☎ 2332-9191, ☎ Cinelândia. Sábado (18), 16h. R$ 20,00 (galeria) a R$ 96,00 (balcão nobre e plateia). Bilheteria: 10h/18h (seg. a sex.); a partir das 10h (sáb.). IC.

Fonte: VEJA RIO