O pão de cada dia

Seis endereços onde se encontram ótimas baguetes

O pão, comprido e de casca crocante, é uma das estrelas dos endereços especializados a seguir. Mas não faltam alteranativas deliciosas

Por: Fabio Codeço

Casa Carandaí

01333393_0D4A7F8I1C
Opções da casa Carandaí: no Jardim Botânico (Foto: Fernando Frazão)

De casca crocante, a baguete (R$ 7,00 a unidade) emoldura sanduíches como o de presunto royale com quejo gruyère (R$ 20,00). A casa acaba de lançar produtos de marca própria, a exemplo dos pães de leite cobertos de queijo mineiro curado (R$ 11,00, catorze unidades), bem fofinhos, e dos grissinis de alecrim com parmesão (R$ 15,00, 150 gramas). Rua Lopes Quintas, 165, Jardim Botânico, ☎ 3114-0179 e 2239-8141 (28 lugares). 9h/21h (dom. até 17h). Cc: todos. Cd: todos. ② (☎ 2259-8765) ↔ www.casacarandai.com.br. Aberto em 2012.

Empório Jardim

A casa produz fornadas de pães deliciosos, incluindo uma opção sem glúten, feita com farinha de amêndoas, nos sabores ervas ou limão-siciliano (R$ 21,00 cada um). Da ala tradicional, prove a baguetinha francesa (R$ 2,10). Para acompanhar, os ovos mexidos custam R$ 7,90. Rua Visconde da Graça, 51, Jardim Botânico, ☎ 2535-9862 (70 lugares). 8h/22h (sex. e sáb. até 23h). Cc: todos. Cd: todos. →↔ www.emporiojardimrio.com.br. Aberto em 2014.

+ O endereço serve o melho café da manhã da cidade segundo o júri do COMR & BEBER

Escola do Pão

Referência no assunto, a casa recebe os clientes com um delicioso café da manhã aos sábados, domingos e feriados, das 9h às 13h. O serviço (R$ 79,00) leva à mesa receitas como gratinado de queijo, waffle, ovo mexido, sagu e minicachorro-quen­te, além dos ótimos pães de produção própria.Também é possível levá-los para casa, em embalagens de dez unidades (R$ 18,00 cada uma). Duas opções: integral e longuete, uma baguete mais fina e longa. Rua General Garzon, 10, Lagoa, ☎ 2294-0027 e 3205-7275 (170 lugares). 9h/0h (dom. até 13h;fecha seg.). Cc: todos. Cd: todos. Manobr. (R$ 15,00). www.escoladopao.com.br. Aberto em 2001.

La Bicyclette

01373949_3C7I8H3D6F
Baguetes do La Bicyclette: receita ferancesa (Foto: Leo Feltran)

Campeã na categoria melhor pão na última edição do especial COMER & BEBER, publicado por VEJA RIO, prepara receitas tradicionais, como baguete (R$ 7,00), ciabatta (R$ 4,50), pão de campagne (R$ 12,00) e croissant (R$ 4,50). Uma alternativa, o pão de chocolate custa R$ 6,00. Rua Pacheco Leão, 320, loja D, Jardim Botânico, ☎3256-9052 (30 lugares). 8h30h/21h (sáb. e dom. até 20h). Cd: todos; Rua Jardim Botânico, 1008 (Espaço Tom Jobim, Jardim Botânico), ☎ 3594-2589/2592 (80 lugares). 8h/18h (seg. a partir das 12h; sex. e sáb. até 21h; dom. até 20h). Cd: todos. ↔www.labicyclette.com.br. Aberto em 2010.

+ Saiba mais sobre a atual campeã na categoria pães no especial COMER & BEBER 

Pão & Companhia

A rede oferece a baguete em diferentes versões: míni (R$ 2,00 a unidade), tradicional (R$ 3,35), com gergelim (R$ 3,90) e campagne (mais rústica, R$ 5,40). Uma dica, o pão sem trigo, feito de farinha de arroz, custa R$ 24,05 o quilo. Os preços podem variar de uma casa para outra — estes são válidos para a de Ipanema. Rua Visconde de Pirajá, 30, Ipanema, ☎ 3281-2918, ↕ General Osório (52 lugares). 7h30/21h30. Cc: M e V. Cd: todos; Rua das Laranjeiras, 147, loja A,Laranjeiras, ☎ 2205-3692 (56 lugares). 6h/21h30. Cc: todos. Cd: todos. www.paoecia.com.br. Mais seis endereços. Aberto em 1991.

Talho Capixaba

 

01365583_4B8G4F6I6B
Exemplares do Talho Capixaba:fermentação natural (Foto: Berg Silva)

Hit local, os pães aparecem em versões como a tradicional baguete (R$ 1,15), o pão da avó (R$ 5,80), feito com farinha italiana, farinha integral e trigo especial, e o pão australiano (R$ 3,70). Todos são fermentados naturalmente, preparados sem açúcar nem adição de gordura. E podem virar sanduíches, vendidos por peso. O preço varia de acordo com o ingrediente — presunto cru ou salmão custam R$ 89,00 o quilo. Avenida Ataulfo de Paiva, 1022, lojas A e B, Leblon, ☎ 2512-8760 (50 lugares). 7h/22h. Cc: A, M e V.Cd: todos. ②  www.talhocapixaba.com.br.Aberto em 1999.

Fonte: VEJA RIO