COMIDINHAS

Negócio em família

Dois irmãos chilenos tocam o agradável RBL Café & Cia, no Flamengo, batizado com as iniciais de seus sobrinhos

Por: Fábio Codeço - Atualizado em

COMIDA ✪✪ | AMBIENTE ✪✪✪ | ATENDIMENTO ✪✪✪

roteiro-comidinhas-abre.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Radicados no Rio desde 1976, os irmãos chilenos Miguel e Marco Camacho mudaram de profissão. Contador e economista, respectivamente, deixaram de lado a rotina no setor financeiro de grandes empresas para se dedicar a um negócio próprio. Desde dezembro, a dupla toca o simpático RBL Café & Cia. Na Rua Marquês de Abrantes, em frente à estação de metrô do Flamengo, a casa tem nome criado em homenagem aos sobrinhos dos proprietários, Rodrigo, Bernardo e Lucas, o que reforça o caráter familiar do empreendimento. Em ambiente bem cuidado, um potente ar-condicionado oferece conforto nas quentes tardes de verão.

Da lista de salgados, o italiano (R$ 4,50), um enrolado de massa leve recheado de quatro queijos e peito de peru, é pedida apetitosa, apesar de não ter aspecto dos mais inspiradores. Outra dica para o lanche, o sanduíche barão (R$ 13,90) veio em saborosa ciabatta, fresca e crocante, recheado de rosbife, alface-americana, tomate, queijo e molho de mostarda. O carioca (R$ 13,90) é uma opção mais leve: no pão integral, leva peito de peru, alface-americana, tomate, cenoura ralada e Polenguinho. Da ala doce, prove o mini-ferrero (R$ 6,90), o melhor da visita. Trata-se de uma tortinha com base de bolo e recheio de musse bem aerada de chocolate e avelã, sob cobertura de ganache de chocolate. Também tem receita equilibrada a graciosa tortinha de limão. Cada uma custa R$ 6,90. Uma pequena lista de pratos completa o cardápio. Entre os mais solicitados, o picadinho de carne, com tiras de maminha ao molho enriquecido por cenoura, cogumelo e azeitonas (R$ 23,50), é guarnecido de arroz e batata palha.

RBL Café & Cia. Rua Marquês de Abrantes, 127, loja A, ☎ 2551-5297, ? Flamengo (28 lugares). 8h/22h (sáb. a partir das 10h; dom. 10h/19h). Cc: M e V. Cd: todos. ⑤ ↔ Aberto em 2011.

Fonte: VEJA RIO