COMIDINHAS

Dona Nata

Português nascido no Porto, o ex-bancário José Teles, 54 anos, prepara pastéis de nata há quase uma década

Por: Carolina Barbosa - Atualizado em

COMIDA ✪✪✪

Fernando Lemos
(Foto: Redação Veja rio)

Esse é um texto diferente. Não trata de um novo endereço da cidade ou das atrações de um cardápio recém-chegado. Dedica-se a anunciar um achado. Português nascido no Porto, o ex-bancário José Teles, 54 anos, prepara pastéis de nata há quase uma década. De tão saboroso, seu quitute, de massa folhada leve e recheio doce na medida certa, já foi comparado ao petisco que fez a fama da Pastéis de Belém, tradicional confeitaria lisboeta fundada em 1837 e elevada a concorrido ponto turístico em Portugal. Teles diz trabalhar com a receita secreta da casa em Lisboa, mas o importante mesmo é que, no Rio desde o ano passado, já fornece seus doces, com a marca Dona Nata, para dez pontos de venda cariocas ? entre outros, o restaurante O Barão de Copa (☎ 2548-8793), o bistrô Santa Satisfação (☎ 2255-9349), o Café Doce Momento (☎ 3486-7554), a delicatessen Salumeria (☎ 2542-9535) e a loja Espírito do Vinho (☎ 2286-8838) ?, por preços que variam de R$ 3,90 a R$ 6,90. Sua produção já deixou de ser artesanal: partem da cozinha 800 unidades por semana. Também se pode encomendar a iguaria diretamente da fonte, por telefone (7297-0638). Uma caixa com seis custa R$ 30,00 e o cento para festas sai a R$ 200,00 (tamanho míni).

Fonte: VEJA RIO