COMIDINHAS

Curto Café

Na cafeteria no Centro, cliente define quanto vai pagar

Por: Fabio Codeço - Atualizado em

BEBIDA ✪✪✪✪ | AMBIENTE ✪✪✪ | ATENDIMENTO ✪✪✪

fernando lemos
(Foto: Redação Veja rio)

Há seis meses, a sobreloja do Terminal Menezes Cortes, no Centro, ganhou esta cafeteria tremendamente original. Em uma parte do prédio privilegiada pelo vão que permite a entrada de luz natural, sócios em torno dos 30 anos instalaram o balcão com moedores e máquina de expresso e criaram um espaço convidativo. Pufes, poltronas e mesas abrigam quem aparece para degustar, sem pressa, ótimos cafés. A surpresa maior chega na hora de pagar: o cliente define quanto vai desembolsar. A partir de um valor mínimo, referente ao custo da matéria-prima ? R$ 0,50, no caso do expresso extraído de grãos selecionados do Espírito Santo ?, a conta pode variar de acordo com o grau de satisfação do visitante. São oferecidas três variedades, de diferentes intensidades de torra, clara (saborosamente ácida), média (de sabor amendoado) e escura (mais amargo e encorpado). O cappuccino sai por R$ 1,00, mas você decide se vale mais. Em quadros-negros, a turma expõe os gastos envolvidos na empreitada, como aluguel, equipamentos, custos operacionais, quanto foi arrecadado no mês e quanto falta para sair do vermelho.

Rua São José, 35, sobreloja, quiosque 47 (Terminal Menezes Cortes), Centro, ☎ 98255-7424 e 98323-0183 (16 lugares). 10h30/20h (fecha sáb. e dom.). Aberto em 2013.

Fique atento: o horário de funcionamento do negócio com um quê de Occupy pode variar de

um dia para o outro

Fonte: VEJA RIO