COMIDINHAS

Sabores do Nordeste

O delicioso desjejum do Café do Alto, no Leblon, agora também é servido na filial de Santa Teresa

Por: Fabio Codeço - Atualizado em

COMIDA ✪✪✪?? | AMBIENTE ✪✪✪?? | ATENDIMENTO ✪✪✪✪?

roteiro-comidinhas-abre.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

Reduto de comidinhas nordestinas escondido no Clube Campestre, no Leblon, desde 2003, o Café do Alto ganhou sua primeira filial. O novo endereço, como a matriz, fica morro acima: ocupa, há quase um mês, o imóvel onde funcionou o restaurante Jasmin Manga, em Santa Teresa. Graciosa, a decoração tem a mesma inspiração regional do cardápio. Cortes de chita cobrem o teto e os encostos das cadeiras. Peças de cerâmica, panelas de barro e uma cortina de bonecas de pano também enfeitam o ambiente. Atração principal, o farto bufê de café da manhã (R$ 40,00), oferecido nos fins de semana e feriados, fica montado até as 13 horas. É um programa para fazer sem pressa. Atendentes simpáticos orientam sobre o serviço.

Uma dica é começar os trabalhos pela mesa onde coloridas panelas esmaltadas abrigam inhame, batata-doce e aipim cozidos, banana-da-terra, queijo de coalho grelhado e ovos mexidos com carne-seca. Em outra bancada, são preparadas, na hora, tapiocas em sabores doces e salgados ? a de queijo do reino, iguaria mineira, é uma saborosa exceção na lista. Devem ser pedidas na mesa, assim como o típico queijo manteiga, bastante gorduroso, o cuscuz salgado de milho, as frutas, o iogurte e os frios. Para beber, além de café e leite, há sucos e refrescantes águas gasosas aromatizadas. Na ala das sobremesas, não deixe de provar o bolo souza leão. Patrimônio imaterial de Pernambuco, a receita de massa de aipim, leite de coco, açúcar, manteiga e muitas gemas resulta na consistência de um pudim firme. Em outros horários a casa serve pratos e a ceia da tarde (R$ 25,00).

Café do Alto. Rua Paschoal Carlos Magno, 143, Largo dos Guimarães, Santa Teresa, ☎ 2507-3172 (50 lugares). 12h/20h (sex, até 22h; sáb e dom. 9h/22h; fecha seg. e ter.). Cc: todos. Cd: todos. ↔ Aberto em 2012.

Fonte: VEJA RIO