CINEMA

O picareta profissional

Vips ? Histórias Reais de um Mentiroso relembra um famoso caso da crônica policial

Por: Miguel Barbieri Jr. - Atualizado em

AVALIAÇÃO ✪✪

Marcelo Nascimento da Rocha é um caso raro na crônica policial brasileira. Nascido em Maringá, no Paraná, ele ganhou fama ao ser preso, em 2001, depois de se passar por Henrique Constantino, filho do dono da companhia aérea Gol, durante uma estada de rei no Recife. Lá, Marcelo foi entrevistado por Amaury Jr., ficou amiguinho e foi bajulado por empresários e celebridades. Enganou Deus e todo mundo durante quatro dias. Levado para a cadeia, esse farsante profissional ainda aprontou poucas e boas, sobretudo ao virar porta-voz de uma rebelião no presídio de Bangu alegando pertencer à facção criminosa PCC. A história dele, como se nota, realmente dava um filme. Deu dois! Enquanto Vips, estrelado por Wagner Moura e ainda em cartaz na cidade, buscou romantizar a realidade, Vips ? Histórias Reais de um Mentiroso leva a trama ao cinema em formato de documentário.

Desde que o caso veio à tona, a cineasta Mariana Caltabiano ficou intrigada com a trajetória de Marcelo. Foi encontrá-lo atrás das grades na intenção de escrever um livro sobre o assunto. Assim nasceu o best-seller homônimo, depois transformado em filme. Diretora especializada em animações ? é dela o recente Brasil Animado ?, Mariana faz a narração de seu longa de forma bastante pessoal. Para "ilustrar" o passado de seu protagonista, bebe na fonte do desenho animado em resultado muitas vezes repetitivo e ingênuo. Por meio dos depoimentos de Marcelo, o espectador acompanha melhor os lances farsescos de sua vida. De piloto do narcotráfico a olheiro da seleção de Parreira, o sujeito também fingiu ser repórter

da MTV e guitarrista da banda Engenheiros do Hawaii. Até então com poucas imagens de arquivo, a fita alça voo quando desponta o rolo na Recifolia, o Carnaval fora de época da capital pernambucana. Aí entram a famigerada entrevista do colunista social eletrônico e as lembranças de envolvidos, a exemplo dos atores Ricardo Macchi e Maria Paula. Diante da câmera de Amaury Jr., Marcelo mostra-se um expert da comunicação (há trechos do programa no YouTube). O mesmo não ocorre ao ser timidamente pressionado pela cineasta em bate-papo corriqueiro e apagado.

Vips ? Histórias Reais de um Mentiroso, de Mariana Caltabiano (Brasil, 2010, 71min). 10 anos. Estação Sesc Botafogo 3.

Fonte: VEJA RIO