CINEMA

Ópera na tela

Espetáculos encenados em Londres ganham sessões nas salas da rede Cinemark

Por: Miguel Barbieri Jr. - Atualizado em

roteiro-cinema-abre.jpg
(Foto: Redação Veja rio)

No início do ano, o grupo Mobz, pioneiro na apresentação de óperas ao vivo nos cinemas brasileiros, foi obrigado a interromper a exibição da série 2011-2012 do Metropolitan Opera House, de Nova York, por problemas técnicos. Gravadas, as cinco récitas que faltavam para o encerramento da temporada ganharão sessões posteriormente, em datas ainda não divulgadas. O contratempo frustrou um público que vinha enchendo as salas. Para eles, a boa notícia: a rede Cinemark entrou no filão e vai exibir, até o fim de maio, espetáculos da temporada 2012 da tradicional Royal Opera House, no Covent Garden, em Londres, outra casa de concertos de prestígio internacional.

Ópera de Giacomo Puccini, com libreto de Luigi Illica e Giuseppe Giacosa, Tosca inaugura a série, com sessões neste sábado (25), às 14h, neste domingo (26), às 18h, e na terça (28), às 19h, nas salas Cinemark Botafogo 3, Cinemark Downtown 10 e Cinemark Plaza Shopping 2. Na montagem assinada pelo sul-africano Jonathan Kent, coro e orquestra ganham a regência do anglo-italiano Antonio Pappano, que assumiu a direção da casa em 2002. O papel-título é vivido pela soprano romena Angela Gheorghiu. Completam o elenco principal o tenor alemão Jonas Kaufmann (como o pintor Mario Cavaradossi, amante de Tosca), o baixo polonês Lukas Jakobski (o prisioneiro Cesare Angelotti) e o baixo-barítono galês Bryn Terfel (o chefe de polícia Barão Scarpia). A emoção de assistir a uma apresentação ao vivo vai ficar para depois. Das oito óperas programadas pelo Cinemark, apenas Romeu e Julieta, de Charles Gounod (22 de março), e Rigoletto, de Giuseppe Verdi (17 de abril), serão exibidas em tempo real.

Tosca (155min, com intervalo). Cinemark Botafogo 3, Cinemark Downtown 10, Cinemark Plaza Shopping 2. R$ 60,00.

Fonte: VEJA RIO