CINEMA

Pé na estrada

O diretor Alexander Payne propõe um road movie familiar em Nebraska

Por: Miguel Barbieri Jr. - Atualizado em

divulgação
(Foto: Redação Veja rio)

Além de Ruth em Questão (1996) e Eleição (1999), eis outro ponto alto da carreira do talentoso diretor Alexander Payne. Seu recente trabalho está concorrendo a seis prêmios no Oscar: melhor filme, direção, ator (Bruce Dern), atriz coadjuvante (June Squibb), fotografia e roteiro original. Mais uma vez, Payne vai atrás de gente comum para fazer um registro impactante do interior dos Estados Unidos. Dern interpreta Woody Grant, um idoso que, sem nada a perder ou ganhar na vida, acredita ter sido contemplado com 1 milhão de dólares. Na verdade, trata-se de uma carta-propaganda mal-intencionada postada no Estado de Nebraska. Insistente na história, Grant quer sair de Montana, onde mora com a esposa (June), para buscar a fortuna. Seu filho caçula, David (Will Forte), percebendo certa loucura na atitude do pai, decide largar o emprego por uns dias para levá-lo de carro até lá. No caminho, eles dão um tempo na cidade natal de Grant, onde reencontram parentes e amigos. A fotografia em preto e branco realça a melancolia com a qual o realizador enfoca os laços e desenlaces familiares. Amparado em excelente time de atores (June Squibb é uma fabulosa surpresa), diálogos ácidos e condução cadenciada, o drama ainda acerta na moderada comoção.

✪✪✪✪ Nebraska, de Alexander Payne (Nebraska, EUA, 2013, 115min). 12 anos. Estreou em 14/2/2014.

Fonte: VEJA RIO