Cidadão Kane

Mostra homenageia centenário de Orson Welles

Sesc Engenho de Dentro apresenta "Visões: Um Olhar sobre o Cinema", a partir de sábado (2)

Por: Redação Veja Rio - Atualizado em

Cidadão Kane
Cidadão Kane (Foto: Divulgação)

Em homenagem ao centenário do produtor e ator de cinema Orson Welles, o Sesc Engenho de Dentro apresenta a mostra “Visões: Um olhar sobre o cinema”. Aos 25 anos, o diretor de “Cidadão Kane”, considerado um dos maiores filmes de todos os tempos, revolucionou as técnicas de filmagem com recursos até então inexplorados . Com direito a pipoca e entrada franca, a mostra de filmes fica em cartaz até dia 31 de maio.

O Sesc Engenho de Dentro fica na Avenida Amaro Cavalcanti, 1661, 3822-4892.

Confira a programação completa:

2/5, 15h – Sessão Especial de Abertura – “A Marca da Maldade”

Ao investigar um assassinato, Ramon Miguel Vargas (Charlton Heston), um chefe de polícia mexicano em lua-de-mel em uma pequena cidade da fronteira dos Estados Unidos com o México, entra em choque com Hank Quinlan (Orson Welles), um corrupto detetive americano que utiliza qualquer meio para deter o poder. 95mim. EUA. P&B. 12 anos.

3/5, 15h – “A Dama do Shangai”

Michael O'Hara  (Welles) é um marinheiro que vê a bela Elsa Bannister (Rita Hayworth) passeando de charrete no parque. Ele a ajuda quando ela é assaltada por três homens, levando-a até seu carro. No dia seguinte Michael recebe a visita de Arthur Bannister, marido de Elsa e um advogado criminalista consagrado, que deseja que ele trabalhe em seu iate durante uma viagem que o casal fará. 87 mim. EUA. Ano 1947. 14 anos.

6/5, 16h – “Cidadão Kane”

A ascensão de um mito da imprensa americana, de garoto pobre no interior a magnata de um império dos meios de comunicação. Inspirado na vida do milionário William Randolph Hearst. Considerado pela crítica como o melhor filme de todos os tempos. Drama. 119 mim. EUA.  Ano. 1941. P&B. 12 anos

9/5, 15h – “Dom Quixote”

Welles mergulha na obra de Cervantes através das personagens de Dom Quixote e Sancho Pança que viajam pela Espanha de 1960, mostrando as suas gentes e os seus costumes, destacando as corridas de touros que tanto apaixonavam. As excepcionais interpretações de Reiguera e Tamiroff, tal como a aparição de Welles em algumas cenas, fazem com que este filme seja imprescindível. Drama. 116 mim. EUA. 1992. Cor. 12 anos. 

10/5, 15h – “F For FAKE”

Documentário ensaístico, um filme sobre a fraude, a mentira, nos seus vários ângulos. Centra-se na vida do famoso falsificador de arte Elmyr de Hory.Welles surge em vários locais, inclusive num restaurante, até numa suposta sala de edição, criando um filme dentro do filme. 96 minutos. EUA. Cor. 1974. 12 anos.

16/5, 15h – “Falstaff”

O filme reúne fragmentos e personagens de diversas peças de Shakespeare, entre eles, o anti-herói Sir John Falstaff, fio condutor da história. Com Jeanne Moreau. 117 minutos. EUA. Ano: 1965. Cor. Drama. Livre.

17/5, 15h – “Macbeth”

Macbeth e Banquo voltam a cavalo de uma vitória militar quando se deparam com três misteriosas bruxas no caminho. As estranhas criaturas fazem previsões sobre o futuro da dupla e Macbeth acredita nelas quando a primeira se realiza quase que imediatamente pelo fato do arquiduque de Cawdor ser preso por traição e o ducado ser dado a ele que passa assim a ser o novo arquiduque. 107 mim. EUA. 1948. P&B. Drama. 12 Anos.

23/5, 15h – “MR. Arkadin”

Negociante de armas rico, Gregory Arkadin afirma ter se tornado amnésico e engata um aventureiro sem escrúpulos, Guy Van Stratten a ele para ajudar a localizar as testemunhas de seu passado. Como a última luz do actividades investigador Arkadin praticado antes de se tornar um magnata do todo-poderoso, que são assassinadas. 105 mim. França, Espanha, Suíça. 1955. P&B. Suspense. 16 anos.

24/5, 15h – “O Estranho”

O detetive Wilson (Edward G. Robinson), da Comissão de Crimes de Guerra, deve encontrar o nazista Franz Kindler, idealizador dos campos de extermínio. Acompanhando de Meinike (Konstantin Shayne), que conheceu pessoalmente o criminoso, Wilson segue as pistas que levam até uma cidade universitária em Connecticut, onde vive o perfeito e insuspeito casal Charles Rankin (Orson Welles) e Mary Longstreet (Loretta Young). 115 mim. Ano: 1946. P&B. EUA. Suspense. Livre.

30/5, 15h – “Soberba”

Indianápolis, final do século XIX. A família Amberson se revela relutante em acompanhar as transformações que a rodeiam. Uma mulher desperdiça sua vida ao deixar de se casar com sua grande paixão por dois motivos: o primeiro foi em razão de uma serenata na qual houve um pequeno acidente, que fez com que ela se sentisse ridícula e acabasse se casando com um homem que não amava. O segundo foi a interferência do único filho na vida da mãe. Quando este homem, agora viúvo assim como ela, tenta se reaproximar, o filho por pura estupidez bate a porta na sua cara. 88 min. Ano 1942. P&B.EUA. Suspense. 14 anos.

31/5,15h – “O Processo”

O longa-metragem é baseado no romance de mesmo nome, do escritor  Franz Kafka. O roteiro mostra a vida de Joseph K., interpretado pelo ator Anthony Perkins, que é um homem reservado e vive na pensão da senhora Grubach, papel da atriz Madeleine Robinson. Um dia ele é acordado por um inspetor de polícia (Arnoldo Foà), que lhe informa que está preso, mas não o leva sob custódia. Drama. 12 anos.

Fonte: VEJA RIO