Briga de pequenos

Formigas rivais disputam cubos de açúcar em Minúsculos

Animação francesa em 3D é fruto do sucesso de uma série para TV

Por: Miguel Barbieri Jr.

minúsculos
Por um torrão doce: os insetos travam batalha épica (Foto: Divulgação)

AVALIAÇÃO ✪✪

Antes uma série para a TV francesa com desenhos de cinco a seis minutos, Minúsculos chega ao cinema com ambição maior. Virou um longa-metragem de uma hora e meia e projeção em 3D. O passo dos realizadores Thomas Szabo e Hélène Giraud foi maior do que a perna. Sem um único diálogo, com trilha sonora instrumental e uma história muitas vezes arrastada, a animação traz uma técnica primorosa, mas perde o foco ao tentar agradar a crianças e adultos. Na trama, um casal (feito por atores) sai às pressas de uma montanha, deixando para trás os restos de comida de um piquenique. Ao sofrer um acidente e quebrar uma asa, uma joaninha encontra abrigo dentro de uma caixa de cubos de açúcar. Não demora para uma colônia de formigas descobrir o “tesouro” e, na sequência, deparar com um grupo rival disposto a brigar pelos torrões doces. Embora lhe faltem graça e agilidade para cair no agrado da molecada, o filme acerta na mosca ao recriar uma batalha épica de proporções fantásticas. Direção: Thomas Szabo e Hélène Giraud (Minuscule — La Vallée des Fourmis Perdues, França/Bélgica, 2013, 89min). Livre. Estreou em 22/1/2015.  

Fonte: VEJA RIO